James Root

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
James Root
Jim Root at Allstate Arena 2009.jpg
James Root durante performance na Allstate Arena.
Informação geral
Nome completo James Donald Root
Também conhecido(a) como
#4
Stuperbee
Jim
The Jester
Nascimento 2 de outubro de 1971 (45 anos)
Origem Las Vegas, Nevada
País  Estados Unidos
Gênero(s) Nu metal[1][2]
Metal alternativo[1]
Heavy metal[1]
Post-grunge[1]
Thrash metal[1]
Instrumento(s) Guitarra
Vocal
Teclado
Modelos de instrumentos Fender Stratocaster
Fender Telecaster
Fender Jazzmaster

James Donald Root (Las Vegas, Nevada, 2 de outubro de 1971), ou simplesmente Jim Root, é um mestre-guitarrista estadunidense integrante da banda de metal Slipknot e ex integrante da banda de metal alternativo/post-grunge Stone Sour. Jim foi demitido da banda em maio de 2013, para se dedicar ao Slipknot.

O Jim foi a última aquisição da banda Slipknot. Ele se juntou durante as gravações do primeiro álbum (O Seflt-Titled, Slipknot), e na foto oficial do álbum ele não aparece na capa (O outro guitarrista é Josh Brainard, que gravou algumas músicas deste [3]).

Vida pessoal e carreira[editar | editar código-fonte]

Root, nasceu em Las Vegas, Nevada, e atualmente mora na Flórida. Ele ja tocou em bandas como Anal Blast, Atomic Opera, Deadfront e atualmente no Slipknot . Antes de entrar no Slipknot, trabalhou como garçom e busboy! Root entrou no Slipknot em Janeiro de 1999, substituindo o guitarrista original, Josh Brainard, que deixou a banda durante a gravação do album debut do Slipknot. Na verdade, as únicas duas músicas gravadas durante a sessões do álbum foi "Purity" e "Me Inside". Apesar disso, a canção tornou-se um grampo para a banda nos shows ao vivo. Depois da saída de Josh Brainard do Slipknot, o vocalista Corey Taylor convidou Root para se juntar a banda com base em experiências passadas para trabalhar com ele na Stone Sour, antes de deixar a banda para se juntar Slipknot. James era noivo de Cristina Scabbia, vocalista da banda de metal gótico Lacuna Coil. James e Cristina se conheceram em uma das edições do Ozzfest, em 2004.

Demissão do Stone Sour[editar | editar código-fonte]

Em 1995, James Root havia entrado na banda Stone Sour (fundada por Joel Ekman e Corey Taylor em 1992) como guitarrista. No final de 2013, James foi demitido da banda, mas sua saída foi oficialmente divulgada à mídia somente em 17 maio de 2014.

Corey Taylor, fundador da banda e atualmente vocalista do Stone Sour e Slipknot, afirma que a decisão foi tomada, para que James não desviasse o foco de sua dedicação e os projetos com a banda Slipknot, em que Root é guitarrista.

James Root conta que desenvolveu depressão após sair da banda:

'Estava muito bravo porque o Stone Sour queria fazer uma turnê e não me queriam nela. Então fiquei com raiva e tive uma pequena depressão. Mas ao mesmo tempo talvez tenha sido melhor, porque eu não estava mais feliz na banda.” (James).

A banda de Corey Taylor declarou em comunicado à mídia:

"O Stone Sour e Jim Root realmente romperam. Estávamos tentando esperar até que o novo álbum do Slipknot fosse completado – mas à luz de recentes acontecimentos, vamos confirmar essa informação e seguir em frente''.

Equipamento[editar | editar código-fonte]

Em Julho de 2007, James Root assinou com a Fender para tocar a guitarra Fender Telecaster. Este modelo está disponível em Telecaster plana preto com um escudo branco, braço e escala em maple, ou em branco com um escudo negro, braço em maple e escala em ébano. Ambos os modelos apresentam corpo em mogno, 22 trastes, um único controle de volume sem tom, hardware preto, e EMG humbuckers (EMG 81 na ponte e EMG 60 no braço).

Em Setembro de 2008 um anúncio no fórum oficial do Slipknot disse que um novo modelo Telecaster do James estava sendo concebida, e que os fãs foram necessários para dar a sua opinião sobre onde ela que poderia ser melhorada. Sem libertação de data ou um anúncio oficial da nova guitarra foi feita, apesar do recente vídeo para o single "Sulfur" ele tem sido visto usando uma Fender Stratocaster com muitas das mesmas características de sua assinatura Telecaster.

Em 2011 Jim apareceu com uma Jazzmaster com o seu combo EMG 60/81, a guitarra era branca, sem escudo, corpo em mogno (mohogany) com escala em maple e também um potenciômetro de volume, e a chave seletora. Jim usou esse protótipo nos shows do Stone Sour. É ainda o protótipo, logo iremos ver ela no site da fender.

Na NAMM 2012 foi a apresentada a Squier Jim Root Signature, é uma versão de sua Telecaster, com escala em ébano, braço de Maple, e corpo de Mogno. Ela tem dois captadores humbuckers passivos, uma chave seletora e um knob de volume. É disponível nas cores Preta e Branca.

Também na NAMM 2012 a Orange aprenta o Jim Root Dark Terror Head, um cabeçote de 7/15 watts, é praticamente uma versão do rockerverb de 15 watts, com a assinatura do exímio guitarrista do Slipknot. E também há seu gabinete com a sua assinatura.

Antes de lidar com Fender, havia sido visto usando uma PRS (A mesma guitarra usadas por Brad Delson e Mike Shinoda do Linkin Park), também com as guitarras Jackson, Maverick e Charvel e violões Martin, uma vasta gama de efeitos e pedais amplificadores. Em 2009 um desempenho para Eurockeennes, Jim utilizara uma Gibson Flying V.

Guitarras[editar | editar código-fonte]

Efeitos[editar | editar código-fonte]

Amplificadores[editar | editar código-fonte]

Discografia[editar | editar código-fonte]

Slipknot[editar | editar código-fonte]

Stone Sour[editar | editar código-fonte]

Outras aparições[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c d e Steve Huey. «All Music Guide article on Slipknot». All Music Guide. Consultado em 11 de fevereiro de 2007 
  2. MusicMight (25 de julho de 2009). «Slipknot Integrantes». MusicMight.com. Consultado em 11 de fevereiro de 2007 
  3. Slipknot Brasil - Ex-integrantes