Daniel Peixoto

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para o repórter, veja Alfinete (repórter).
Daniel Peixoto
Informação geral
Nome completo Daniel Peixoto Cordeiro de Farias
Também conhecido(a) como "Príncipe do electro Brasileiro"[1]
Nascimento 5 de janeiro de 1986 (31 anos)
Local de nascimento Crato
Origem Fortaleza, CE
País  Brasil
Gênero(s) pop, electro, art punk, regional
Instrumento(s) Vocal, guitarra, piano
Período em atividade 2005-presente
Página oficial danielpeixoto.com

Daniel Peixoto Cordeiro de Farias (Fortaleza, 5 de janeiro de 1986), mais conhecido como Daniel Peixoto, é um cantor brasileiro[2].

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nascido no bairro da Aldeota, no norte de Fortaleza, mudou-se ainda criança para a cidade do Crato, no interior do estado do Ceará, com sua mãe. Pelo lado paterno é neto do militar e político, Cordeiro de Farias, e hexaneto, pelo lado materno, de José Pereira Filgueiras, capitão-mor do Crato.[3] Lá, passou a frequentar aulas de canto, piano e teatro. Na adolescência, trabalhou como modelo e VJ pela região.[4] Foi em 2005 que, junto ao DJ Leco Jucá, ele formou o Montage, banda de electro-punk tida pela revista Bizz como a "banda que faltava no cenário musical há, pelo menos, 18 anos" e pelo jornal Folha de S. Paulo como "melhor show". A banda mudou-se para São Paulo em meados de 2006. Tocou no Tim Festival ao lado do Vanguart[5] e apresentou-se no programa da Regina Casé, Central da Periferia.[6] Em 2009, o duo se separou amigavelmente e Daniel deu inicio a sua carreira solo. Neste mesmo ano ele abriu o show da banda britânica The Prodigy.[7]

Peixoto passou por um difícil processo de deportação da Inglaterra, onde ele foi interrogado durante nove horas e dividiu uma sala pequena com mais vinte pessoas, dentre estas iraqueanos e iranianos.[8] Esteve em uma lista de preferências musicais do cantor Justin Timberlake[9] e foi comparado a David Bowie por um jornalista do jornal inglês The Guardian.[10]

Em sua carreira solo, Daniel lançou seu primeiro CD, Mastigando Humanos, no Brasil[11] e no mundo com o EP, Shine.[12] Em 2011, quando esteve em tour pela Europa, participou de uma votação feita pela MTV YGGY,[13] de Nova York, Daniel foi eleito melhor artista da semana.[14]

Daniel desenvolveu a Shine Party, festa em Fortaleza que mistura música, moda e arte. A terceira edição contou com a participação da cantora Gaby Amarantos.[15]

Daniel Peixoto foi o vencedor do Prêmio Dynamite de Música Independente 2012 na categoria "Melhor Álbum de Música Eletrônica", concorrendo com outros nomes de peso, como Gui Boratto.[16] Sua música "Olhos Castanhos" entrou para a trilha sonora da novela Lado a Lado da TV Globo.[17][18] O novo single, Shine, teve lançamento em 16 de fevereiro de 2013 pela Verdes Mares na TV e dois dias depois na internet.[19][20]

Em julho de 2013, Daniel gravou o programa do SBT, Gabi Quase Proibida, da Marília Gabriela.[21] Peixoto participou da coletânea "Armazém 73", homenagem aos 40 anos do álbum Secos & Molhados, do grupo de Ney Matogrosso, a música gravada por ele foi O Vira.[22][23] Finalizando os trabalhos com o álbum, "Mastigando Humanos", Daniel lançou seu último single "Flei" com um box contendo dois remixes novos pela revista Rolling Stone no dia 29 de janeiro de 2014 e anunciou na publicação que o disco sucessor ao de estreia já está sendo gravado.[24]

Em 2015, Peixoto e Leco Jucá anunciaram que o Montage voltaria com uma tour especial, intitulada a "(Re)Volta do Montage", em comemoração aos 10 anos da banda, com lançamento de um vídeo-clipe para a música "My Love Has Green Lips", além de músicas inéditas.[25] O primeiro show aconteceu no dia 4 de abril em Fortaleza na nova edição da Shine Party.[26]

"Crush (Manda Nude)" foi o primeiro single de seu segundo álbum de inéditas, "Massa".[27] Em 2017, Daniel foi aprovado no edital do Laboratório de Música do Porto Iracema das Artes.[28] Neste mesmo ano ele lançou o segundo álbum.[29][30]

Discografia[editar | editar código-fonte]

Álbuns[editar | editar código-fonte]

EPs[editar | editar código-fonte]

Singles[editar | editar código-fonte]

  • Come to Me (2009)
  • Eu Só Paro Se Cair (2011) - #10 German Airplay Chart[31]
  • Olhos Castanhos (2011)
  • Shine (2013)
  • Flei (2014)
  • Crush (Manda Nudes) (2016)

Com o Montage[editar | editar código-fonte]

  • I Trust My Dealer (2008)[32]

Referências

  1. «"Príncipe do Electro Brasileiro"». foradoeixo.org.br. Fora do Eixo. Consultado em 3 de setembro de 2013 
  2. «Daniel Peixoto». ombsp.org.br. Ordem dos Músicos do Brasil. Consultado em 3 de setembro de 2013 
  3. «Daniel Peixoto tem fome de viver». caririrevista.com.br. Revista Cariri. Consultado em 3 de setembro de 2013 
  4. «Líder da banda Montage». folha.uol.com.br. Folha de S. Paulo. Consultado em 3 de setembro de 2013 
  5. «TIM Festival». folha.uol.com.br. Folha de S. Paulo. Consultado em 3 de setembro de 2013 
  6. «Montage e Daniel Peixoto no Central da Periferia». cariricult.blogspot.com.br. Cariri Cult. Consultado em 3 de setembro de 2013 
  7. «Prodigy nova turnê». guia.folha.com.br. Guia da Folha de S. Paulo. Consultado em 3 de setembro de 2013 
  8. «Vocalista da banda Montage é deportado da Inglaterra». g1.globo.com. G1.com. Consultado em 3 de setembro de 2013 
  9. «Taste of Brazil electronic, baile funk and others». justintimberlake.com. Justin Timberlake.com. Consultado em 3 de setembro de 2013 
  10. «Disco inferno». blogs.theguardian.com. The Guardian. Consultado em 19 de janeiro de 2014 
  11. «Daniel Peixoto "vem pra nós"». diariodonordeste.globo.com. Diário do Nordeste. Consultado em 3 de setembro de 2013 
  12. «Shine é o novo lançamento de Daniel Peixoto na Europa». foradoeixo.org.br. FdE. Consultado em 3 de setembro de 2013 
  13. «Daniel Peixoto at MTV Iggy». mtviggy.com. Consultado em 3 de setembro de 2013  Parâmetro desconhecido |publicad= ignorado (ajuda)
  14. «O popstar do melody conquista a MTV americana». foradoeixo.org.br. FdE. Consultado em 3 de setembro de 2013 
  15. «'Tá tudo misturado». opovo.com.br. O Povo. Consultado em 3 de setembro de 2013 
  16. «Prêmio Dynamite». premiodynamite. Revista Dynamite. Consultado em 3 de setembro de 2013 
  17. «Lado a Lado, novela de época da Globo, tem trilha sonora moderna». folha.uol.com.br. Folha de S. Paulo. Consultado em 3 de setembro de 2013 
  18. «Conheça Daniel Peixoto cantor da música que é tema de Berenice». tvg.globo.com. TVG. Consultado em 3 de setembro de 2013 
  19. «Entrevista Daniel Peixoto e Nayra Costa». redeglobo.globo.com. Rede Globo CE. Consultado em 3 de setembro de 2013 
  20. «Daniel Peixoto lança clipe com participação de Nayra Costa do The Voice». papelpop.com. Papel POP. Consultado em 3 de setembro de 2013 
  21. «Gabi recebe Daniel Peixoto». sbt.com.br. Gabi Quase Proibida. Consultado em 3 de setembro de 2013 
  22. «Armazém 73, tributo ao Secos & Molhados». oglobo.globo.com. O Globo. Consultado em 3 de setembro de 2013 
  23. «Daniel Peixoto lança "O Vira"». rockinpress. RockInPress. Consultado em 3 de setembro de 2013 
  24. «Veja "FLei", novo clipe de Daniel Peixoto». rollingstone.com.br. Rolling Stone. Consultado em 29 de janeiro de 2014 
  25. «Contra a caretice, Daniel Peixoto promove a (re)volta do Montage». on.ig.com.br. On.com. Consultado em 4 de abril de 2015 
  26. «Vai Daniel! Vai Leco!». opovo.com.br. O Povo. Consultado em 4 de abril de 2015 
  27. «Daniel Peixoto "Crush"». Papel Pop. 6 de junho de 2016. Consultado em 6 de junho de 2016 
  28. «Daniel Peixoto volta à Fortaleza com o projeto Iracema Som Sistema». desenroladas.com.br. Desenroladas. Consultado em 31 de julho de 2017 
  29. «Pioneiro da cena de 'queer music' no Brasil, Daniel Peixoto lança segundo disco solo». virgula.uol.com.br. Vírgula UOL. Consultado em 31 de julho de 2017 
  30. «Da autobiografia aos crushes». diariodonordeste.verdesmares.com.br. Diário do Nordeste. Consultado em 31 de julho de 2017 
  31. «Daniel Peixoto TOP 10 Blitzaufsteiger OLJO Video Charts». oljo.de. OLJO. Consultado em 3 de setembro de 2013 
  32. «Montage faz o Radiohead». rollingstone.com.br. Rolling Stone. Consultado em 3 de setembro de 2013 
Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) cantor é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]