Discussão:Reino Unido

    Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

    Consumo de alcool[editar código-fonte]

    Se acrescentarem o texto do álcool ao artigo, ele deve estar escrito da seguinte forma, de acordo com a fonte:


    No Reino Unido, é permitido o consumo de bebidas alcoólicas a crianças maiores de cinco anos, desde que com o consentimento dos pais.[1]
    1. "Children over five may consume alcoholic beverages at home with their parent's consent" «DRINKING AGE LIMITS» (PDF). International Center for Alcohol Policies 

    2. As fontes que citam a lei são irrelevantes pois nem falam disso, ao menos tanto quanto consegui perceber.--- Darwin Ahoy! 21h29min de 6 de julho de 2011 (UTC)Responder[responder]

      É absurdo manter essa informação na sub-seção em que está apenas para poderem colocá-la na página principal. Informação completamente irrelevante para o verbete. Heitor diz aí! 21h33min de 6 de julho de 2011 (UTC)Responder[responder]
      As fontes são necessárias para explicar que não é proibido dar álcool a crianças quando por motivos de saúde (não necessariamente "sob observação médica"). Concordo com o Heitor sobre a falta de relevância para este artigo. Sugiro movê-la para o artigo bebida alcoólica, onde é mais cabível colocar informações sobre idade mínima para beber. Kleiner msg 22h15min de 6 de julho de 2011 (UTC)Responder[responder]
      • Symbol comment vote.svg Comentário "Afirmações extraordinárias requerem evidências robustas". Não faz sentido permitir esse conteúdo. A legislação não fala nada do que foi mencionado, e uma única fonte não pode servir para fazer uma afirmação dessas. Flávio, o Maddox (msg!contrib) 01h10min de 7 de julho de 2011 (UTC)Responder[responder]
      Toda informação fontificada é válida e nunca deve ser desperdiçada. Se não gostaram do local do artigo onde foi colocada a informação, então mude o local ou coloque em outro artigo. Mas não apague a informação. - Eduardo Sellan III (discussão) 03h00min de 7 de julho de 2011 (UTC)Responder[responder]
      Claro que não é qualquer informação que tenha fontes ("fontificado"?) que deve ser utilizada, ainda estamos numa enciclopédia. Como se lê em Wikipédia:O que a Wikipédia não é, isto aqui não é um depósito desordenado de informações. RafaAzevedo disc 03h16min de 7 de julho de 2011 (UTC)Responder[responder]

      Concordo com o proposto pelo Heitor e Kleiner.OTAVIO1981 (discussão) 10h48min de 7 de julho de 2011 (UTC)Responder[responder]

      Criei a página Idade legal para consumo de álcool (ainda em tradução do inglês) onde a informação estaria mais bem enquadrada. Peço ajuda na tradução. GoEThe (discussão) 15h30min de 7 de julho de 2011 (UTC)Responder[responder]

      movimento punk parte musical[editar código-fonte]

      em nenhum momento fala de grandes bandas punks que surgiram seria algum preconceito imposto pelas criticas ao governo? movimento punk foi muito mais importante do que Radiohead e derivadoso comentário precedente não foi assinado por 201.10.23.116 (discussão • contrib)

      Trecho sobre o heavy metal[editar código-fonte]

      Olá! Recentemente acrescentei algum trecho na seção de música sobre o heavy metal britânico. Pelo menos na minha visão, ele está bom, pois está falando sobre um estilo de música muito importante que dominou o Reino Unido entre a década de 1970 á 1990. Minhas desculpas se eu fiz algo de errado no trecho, melhorarei se possível. Obrigado!

      Ass.: Matheus93tfm - 08/02/2012 ás 14:44 (Horário de Brasília).

      Artistas britânicos recentes[editar código-fonte]

      Como o assunto música é algo bem sensível aqui na Wiki-PT, e cada um vai querer colocar o seu artista preferido no artigo, por fim sugiro retirar esse trecho "Artistas musicais britânicos que obtiveram sucesso internacional mais recentemente incluem Coldplay, McFly,One Direction, Taio Cruz, Radiohead, Oasis, Spice Girls, Amy Winehouse, Muse, Ellie Goulding, Gorillaz e a cantora Adele." porque ele é subjetivo e sem referência nenhuma. O que faz o Coldplay ter feito sucesso, ou o Oasis ou o One Direction? Senso comum não é válido e apenas grandes referências como tem nos trechos anteriores que comprovam que Beatles, Queen, Rolling Stones e Bee Gees tem grande sucesso. Se não houver objeção farei a alteração ainda esta semana. Leonardo Mio (discussão) 17h26min de 17 de abril de 2012 (UTC)Responder[responder]


      Não concordo. É incrível como as pessoas pensam que todas essas bandas e cantores são americanos. Além disso, duvido que alguém que seja apaixonado por uma banda britânica de fundo de quintal vá se dar ao trabalho de incluí-la nesta página da wikipédia. Recomendo votação.--Andre Loureiro (discussão) 20h33min de 17 de abril de 2012 (UTC)Responder[responder]

      Mas para isso tem o artigo Música do Reino Unido, tem o artigo próprio das bandas/cantores... A Wikipédia não é jornal, não é motivo para que toda banda que ganhe um BRIT Awards ou que chegue no topo das paradas seja incluído aqui. Se a banda é uma das mais famosas do Reino Unido atualmente, que seja colocado fonte. Leonardo Mio (discussão) 10h47min de 18 de abril de 2012 (UTC)Responder[responder]
      Symbol support vote.svg Concordo com o Leonardomio. Uma coisa é referir os Beatles, mas para referir 90% dos que lá estão agora mantendo parcialidade, nomeadamente "peso indevido", então teriam que lá estar mais umas quantas centenas. E até parece que naquele país só há músicos há 10, 20 ou 30 anos... Este é mais um dos muitos casos de confusão entre uma suposta grande popularidade atual e relevância enciclopédica. --Stegop (discussão) 12h30min de 18 de abril de 2012 (UTC)Responder[responder]
      Entendo a posição, mas ainda acho que deveria ser feita de forma moderada. Acredito que o estudante/leitor da wiki pesquisando sobre o Reino Unido gostaria de saber que a música do Reino Unido não parou nos Beattles e que a música britânica atual é uma das suas pricipais características internacionais. Acho que isso deve ser destacado no artigo principal, mesmo que seja de forma sucinta. Andre Loureiro (discussão) 15h47min de 28 de maio de 2012 (UTC)Responder[responder]
      O problema da forma sucinta que use de exemplos é porque é subjetivo. Ou estabelece-se critérios para definir o que faz um artista mais importante que o outro, ou retira tudo. Na minha opinião Oasis (50 milhões), Coldplay (50 milhões), Adele (21 milhões apenas do último álbum) e Radiohead (30 milhões) estão muito acima de Ellie Goulding, One Direction e o Taio Cruz por um simples critério: número de discos vendidos, que é o que tornou Queen, Beatles e Rolling Stones o sucesso que são hoje.Leonardo Mio (discussão) 16h18min de 28 de maio de 2012 (UTC)Responder[responder]

      Mapa[editar código-fonte]

      Fiz a substituição de todos os mapas de países europeus por essa nova série de imagens. Tal atitude foi tomada tendo em vista a evidente melhor qualidade dessa nova geração de mapas frente à antiga (cores e contornos mais nítidos). No entanto, um usuário insiste em reverter minhas edições, baseando-se em argumentos sem qualquer base plausível, como a ausência da delimitação do continente europeu em relação a África e Ásia (mesmo assim, já procurei o autor das imagens sobre o assunto), legibilidade ou porque a imagem anterior "é mais utilizada em outras wiki" (?). A mudança foi feita com o propósito de melhor ilustrar o verbete e a delimitação óbvia e universal da Europa pode ser incluída. Afinal, todos sabem que Portugal, França, Itália, etc, ficam no continente europeu e acho extremamente improvável que alguém venha a achar que a Argélia (que mal aparece na imagem), seja um país europeu.

      Por fim, não importa se a imagem é usada em trocentas Wikipédias. Cada projeto é independente um do outro e pode tomar as decisões que bem entender, ainda mais em um caso simples como esse. No entanto, é importante verificar que essa nova versão de mapas esta a ser usada em artigos de várias subdivisões nacionais e internacionais, como em verbetes sobre unidades políticas do Brasil, Índia e Estados Unidos, Rússia, entre outros. Aguardo outras opiniões. Heitor diz aí! 00h06min de 8 de junho de 2012 (UTC)Responder[responder]

      Quanto ao "Território Antártico Britânico": Este território foi apenas reivindicado pelo Reino Unido, não tendo sido dominado de fato nem reconhecido internacionalmente. Território reivindicado não é território. Qualquer país pode reivindicar o que quiser, se não for reconhecido por outros ou dominado de fato, não significa nada. Além disso, essa reivindicação foi suspensa com o Tratado da Antártida, também com uma página dedicada na wikipedia que poderá consultar. Estamos numa enciclopédia global, não na página do Governo Britânico. O artigo refere-se aos territórios reais, não àquilo que o Reino Unido decidiu chamar territórios. Confundir as duas é desonesto e enganador para os leitores. Gonçalo Fulgêncio (discussão) 03h52min de 23 de fevereiro de 2020 (UTC)Responder[responder]

      @Gonçalo Fulgêncio: Como já dito no sumário, o mapa apenas pontua quais são os territórios britânicos ultramarinos assim denominados pelo governo britânico. Todos os mapas em artigos sobre tais territórios incluem o Território Britânico Antártico, tanto na versão em inglês, quanto na lusófona. Ademais, o Tratado da Antártida estabelece que assinar o tratado não é uma renúncia a nenhuma reivindicação territorial anterior (vide reivindicações territoriais da Antártida), além de mapas com a presença de reivindicações territoriais em artigos do projeto ser algo bastante usual (vide Argentina, Chile, Índia, Venezuela, China, etc). Por fim, promover eliminações de conteúdo válido com base opiniões pessoais é o que é "desonesto e enganador para os leitores." Passar bem. Chronus (discussão) 04h26min de 23 de fevereiro de 2020 (UTC)Responder[responder]

      Fronteiras[editar código-fonte]

      A informação de que há uma única fronteira terrestre no Reino Unido não é incorreta se considerarmos Gibraltar (território ultramarino do Reino Unido)? Tentei incluir esta informação, mas ela foi desfeita. Como adequá-la ao artigo? Usuário Discussão: Flavio.tonnetti

      Precisamente: território ultramarino. Polyethylen (discussão) 00h43min de 13 de dezembro de 2012 (UTC)Responder[responder]

      Demografia[editar código-fonte]

      A referência para essa seção está inacessível, além de desatualizada. Por isso sugiro outra que copio para cá: "Indicators on Population. In United Nations Statistics Division. Demographic and Social Statistics."Statistical Products and Databases. Social Indicators, 2011", ou o endereço: IBGE Países, que valeu-se da mesma fonte. SdsAlaiyo (discussão) 19h51min de 29 de dezembro de 2012 (UTC)Responder[responder]

      Obviamente Symbol support vote.svg Concordo, mas sugiro que os dados que constem ou passem a constar do artigo sejam conferidos com a nova fonte. --Stegop (discussão) 20h54min de 29 de dezembro de 2012 (UTC)Responder[responder]

      Colônias[editar código-fonte]

      Alguém, aí, saberia me dizer, se, até para a Organização das Nações Unidas (ONU), integrada por 193 nações soberanas - incluindo as nove onde se fala o idioma português - as ilhas Malvinas e outras do Atlântico Sul com status semelhante, é considerada uma "colônia", porque diabos o artigo da wikipedia sobre o Reino Unido "em português", a nossa língua e contrariando a opinião não apenas de todos os países onde se fala português, mas, praticamente todas as outras nações do mundo, o classifica como "território britânico ultramarino" e, em novo artigo, exclusivo para explicar esta última denominação, faz questão de salientar que não se tratam de colônias? Como e por quê? Se mandato da própria ONU determina que elas devem ser objeto de um processo de descolonização igual ao que já se conseguiu levar à cabo em pelo menos 63 das 80 colônias que existiam quando esta organização foi criada? Imagino que, se existe algum artigo do wikipedia em que os pontos de vista dos países que falam português pode ou precisa ser mostrado são os escritos em português, não é? Mas, ainda que não fosse, se o wikipedia em português, ao contrário do em inglês, fosse ao menos imparcial, ele não teria que expressar o ponto médio ou da ONU, da maioria? Democraticamente? comentário não assinado de 189.6.243.115 (discussão • contrib) (data/hora não informada)

      A Wikipédia usa essa designação porque é essa designação que é usada oficialmente. "Colónias da Coroa" deixou de ser usado em 1983. Quintal 01h21min de 12 de junho de 2015 (UTC)Responder[responder]

      Nome em galês[editar código-fonte]

      O nome em galês que consta na nota 1 está errado. Diz "Teyrnas Unedig Prydain Fawr um Gogledd Iwerddon", mas o certo é "Teyrnas Unedig Prydain Fawr a Gogledd Iwerddon". Denver Wagner (discussão) 00h03min de 28 de outubro de 2016 (UTC)Responder[responder]

      Administrações nacionais descentralizadas[editar código-fonte]

      O trecho sobre administrações nacionais descentralizadas está desatualizado há muitos anos, incluindo até mesmo o nome do falecido Martin McGuiness como vice-primeiro-ministro da Irlanda do Norte e ignorando o resultado do plebiscito na Escócia. Poderíamos fazer um mutirão para atualizá-lo? comentário não assinado de Adrisauer (discussão • contrib) -- Chronus (discussão) 07h11min de 23 de maio de 2017 (UTC) (UTC)Responder[responder]

      Proibição do tráfico de escravos[editar código-fonte]

      A afirmação de que o Reino Unido tenha sido o primeiro país a proibir o tráfico de escravos, em 1807 é falsa. O Reino de Portugal aboliu não só o tráfico de escravos como toda a escravatura nos seus territórios em 1761. Gonçalo Fulgêncio (discussão) 04h23min de 23 de fevereiro de 2020 (UTC)Responder[responder]

      @Gonçalo Fulgêncio: Você deve citar fontes para o que afirma. Alterar dados de um artigo destacado sem citar novas referências não passa de vandalismo. Chronus (discussão) 04h26min de 23 de fevereiro de 2020 (UTC)Responder[responder]

      Nome da rainha[editar código-fonte]

      O nome da rainha do Reino Unido é Isabel II, como consta no artigo? Não é Elizabeth II?

      Isabel II, assim como Papa João, Papa Leão, Papa Francisco... Estes nomes são sempre traduzidos.[1] Simplicio Ribeiro (discussão) 18h47min de 9 de setembro de 2022 (UTC)Responder[responder]

      Brexit[editar código-fonte]

      O Reino Unido deixou a União Europeia em janeiro de 2020, no entanto a página ainda informa o país como integrante da UE. É necessário atualizar a página com esta informação. Guilherme24007 (discussão) 02h38min de 10 de julho de 2021 (UTC)Responder[responder]

      @Guilherme24007: O artigo não diz que o país é um membro atual da União Europeia. Chronus (discussão) 07h01min de 10 de julho de 2021 (UTC)Responder[responder]
      @Chronus: Na infobox, o artigo cita a União Europeia como uma organização Internacional da qual o Reino Unido faz parte. Guilherme24007 (discussão) 00h17min de 13 de julho de 2021 (UTC) Guilherme24007 (discussão) 00h18min de 13 de julho de 2021 (UTC)Responder[responder]
      @Guilherme24007: Nossa, que grande problema. E os outros 300 trechos que afirmam que o país saiu da UE (informação que consta, inclusive, na própria infobox), você ignora? Podia ter resolvido esse pequeno problema você mesmo. Chronus (discussão) 00h46min de 13 de julho de 2021 (UTC)Responder[responder]