Dominick Cruz

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Dominick Cruz
Dominick-cruz.jpg
Dominick Cruz
Informações
Nascimento 9 de março de 1985 (34 anos)
Tucson, Arizona
Estados Unidos
Nacionalidade norte-americano
Outros nomes The Dominator (O Dominador).
Altura 1,73 m
Peso 61 kg
Modalidade Muay Thai e Wrestling
Organização(ões) Alliance MMA, Team Lloyd Irvin
Graduação Faixa azul em jiu-jítsu brasileiro
Cartel nas artes marciais mistas
Total 24
Vitórias 22
Por nocaute 8
Por finalização 1
Por decisão 14
Derrotas 2
Por finalização 1
Por decisão 1
Ligações externas
Página oficial:
domcruzmma.com
Cartel no MMA pelo Sherdog
última atualização: 30 de janeiro de 2018

Dominick Rojelio Cruz, mais conhecido apenas Dominick Cruz (Tucson, 9 de Março de 1985),[1] é um lutador de MMA e ex-campeão peso-galo do UFC.[2] Cruz possui vitórias notáveis em sua carreira, como a vitória que lhe rendeu o cinturão do WEC e posteriormente do UFC, sobre o até então invicto Brian Bowles. Ele possui duas vitórias sobre o principal desafiante do cinturão dos Pesos Galos Joseph Benavidez, além de vencer o recordista de defesas de cinturão do UFC, e um dos melhores lutadores peso-por-peso de todos os tempos, o ex-campeão peso-mosca Demetrious Johnson e o atual campeão dos pesos galos T.J. Dillashaw. Cruz possui um estilo de luta próprio, misturando um Boxe clássico de esquivas, com chutes e joelhadas do Muay Thai.[3]Cruz é considerado o melhor peso galo da história.

Carreira no MMA[editar | editar código-fonte]

Cruz começou a sua carreira profissional de MMA lutando no Rage in a Cage e na organização Total Combat. Cruz acumulou uma sequência invicta de nove vitórias.

World Extreme Cagefighting[editar | editar código-fonte]

Sua primeira luta no WEC foi no peso pena em uma luta pelo cinturão, contra o Urijah Faber no qual ele perdeu por finalização através de uma guilhotina no primeiro round. Só então, Cruz decidiu descer de categoria e lutar na divisão dos pesos galos, estréia nessa divisão foi no WEC 34 derrotando Charlie Valencia por decisão unânime e continuaria a mostrar a domínio nessa divisão ao derrotar Ian McCall e Ivan Lopez. Após demonstrar três incríveis desempenhos, Cruz encarou o principal de desafiante ao cinturão dos Pesos Galos, o até então invicto Joseph Benavidez, em um combate duro a precisão dos golpes de Cruz fizeram a diferença e ele conseguiu impor a primeira derrota da carreira de Benavidez, por decisão unânime (30-27, 29-28, 29-28). Pelo grande desempenho, Cruz recebeu o prêmio de "Luta da Noite", e a chance de disputar o cinturão dos Pesos Galos do WEC.

Cruz derrotou o Campeão Brian Bowles em 6 de março de 2010 no WEC 47.[4] Bowles foi incapaz de continuar após o segundo round depois de quebrar a mão. Cruz se tornou o novo Campeão dos Pesos Galos do WEC. A primeira defesa de cinturão de Cruz foi uma revanche contra Joseph Benavidez em 18 de agosto de 2010 no WEC 50.[5] E novamente, sendo muito mais preciso nos seus golpes Cruz conseguiu derrotar Benavidez de novo, dessa vez por decisão dividida (47-48, 48-47, 49-46). Foi anunciado na mesma noite que Scott Jorgensen seria o próximo na fila para disputar o cinturão de Cruz.[6]

Cruz enfrentou Jorgensen em 16 de dezembro de 2010 no WEC 53. A luta marcou a transição do cinturão dos Pesos Galos do WEC para UFC, após a fusão das duas organizações. No combate, Cruz usou todo o talento do seu estilo de luta para comandar o combate e se aproveitando dos erros de seu adversário, conseguiu várias quedas durante a luta e um knockdown no terceiro round. Cruz venceu por decisão unânime (triplo 50-45), e além de realizar a ultima defesa de cinturão no WEC, se tornou o Primeiro Campeão dos Pesos Galos do UFC.[7]

Ultimate Fighting Championship[editar | editar código-fonte]

Em 28 de outubro de 2010, World Extreme Cagefighting se fundiu com o Ultimate Fighting Championship. Como parte da fusão, todos os lutadores do WEC foram transferidos para o UFC. A revanche com o Urijah Faber ocorreu em 2 de julho, 2011, UFC 132 sendo a primeira defesa do novo título dos Pesos Galos do UFC. Em uma luta muito disputada, Cruz derrotou Faber decisão unânime via para manter seu título e vingar a única perda em seu registro. Após o combate, Cruz foi premiado com sua faixa azul sob Lloyd Irvin, Jr.

Cruz derrotou o futuro Campeão Peso Mosca do UFC, Demetrious Johnson. Por decisão unânime em 01 de outubro de 2011 em UFC on Versus 6, em sua segunda defesa título do UFC.

Três anos sem lutar e Perda de cinturão[editar | editar código-fonte]

Cruz foi agendado para treinar o The Ultimate Fighter: Live, para pesos leves contra o treinador adversário Urijah Faber. A terceira luta entre Cruz e Faber aconteceria no dia 7 de julho de 2012 no UFC 148, porém uma lesão no ligamento cruzado anterior o impossibilitou de lutar.

Cruz enfrentaria o Campeão Interino Renan Barão em 1 de fevereiro de 2014, no UFC 169, pela Unificação do Cinturão Peso Galo do UFC, porém, no dia 6 de janeiro de 2014, menos de um mês para a luta, foi anunciado por Dana White que uma lesão tirou o lutador norte-americano do evento, como resultado disso, seu título foi retirado e ele substituído por Urijah Faber para lutar na luta principal do evento.[8]

Depois de três anos afastado do MMA, Cruz enfrentou o japonês Takeya Mizugaki em seu retorno no dia 27 de setembro de 2014 no UFC 178. Dominick atropelou o japonês com um nocaute técnico avassalador logo no primeiro minuto de combate.

Nova lesão e a reconquista do cinturão[editar | editar código-fonte]

Após o retorno triunfante contra Takeya Mizugaki, Cruz sofreu novo rompimento da ligação do joelho.[9]

Logo após ser liberado para voltar a treinar, Cruz foi colocado para enfrentar o campeão T.J. Dillashaw em 17 de Janeiro de 2016 no UFC Fight Night: Dillashaw vs. Cruz, voltando a se tornar campeão dos galos, depois de 2 anos sem o cinturão devido a constantes lesões. Cruz venceu TJ por decisão dividida, assim conquistando pela segunda vez o Cinturão dos Pesos Galos do UFC.

Fim da trilogia com Uriah Faber[editar | editar código-fonte]

Com uma vitória para cada lado, os arquirrivais Urijah Faber e Dominick Cruz se enfrentaram no UFC 199 no dia 4 de junho em Los Angeles, disputando o título dos pesos-galos do UFC. E, mais uma vez, quem saiu vencedor foi Dominick Cruz, mantendo o cinturão por decisão unânime dos juízes (50-45, 50-45 e 49-46).

Perda do cinturão[editar | editar código-fonte]

Dominick foi escalado para fazer parte do card do UFC 207, realizado no dia 30 de dezembro de 2016 contra o jovem prodígio Cody Garbrandt. Apesar de ser uma grande zebra nas casas de apostas Cody, acabou surpreendendo não só o campeão, mas a todos, vencendo por decisão unânime (48-46, 48-47, 48-46).[10]

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Cruz morava com a mãe e irmão em Tucson, Arizona, até que foi expulso de casa por dar uma festa. Ele trabalhou como representante comercial. Antes de se tornar lutador, estava estudando para ser um bombeiro em um colégio da comunidade.

Campeonatos e realizações[editar | editar código-fonte]

  • Total Combat
    • Campeão Pena Total Combat (Uma vez)
    • Campeão Leve Total Combat (Uma vez)

Cartel do MMA[editar | editar código-fonte]

Res. Cartel Oponente Método Evento Data Round Tempo Local Notas
Derrota 22-2 Estados Unidos Cody Garbrandt Decisão (unânime) UFC 207: Nunes vs. Rousey 30/12/2016 5 5:00 Estados Unidos Las Vegas, Nevada Perdeu o Cinturão Peso Galo do UFC. Luta da Noite.
Vitória 22-1 Estados Unidos Urijah Faber Decisão (unânime) UFC 199: Rockhold vs. Bisping II 04/06/2016 5 5:00 Estados Unidos Inglewood, Califórnia Defendeu o Cinturão Peso Galo do UFC.
Vitória 21-1 Estados Unidos T.J. Dillashaw Decisão (dividida) UFC Fight Night: Dillashaw vs. Cruz 17/01/2016 5 5:00 Estados Unidos Boston, Massachusetts Ganhou o Cinturão Peso Galo do UFC; Luta da Noite.
Vitória 20-1 Japão Takeya Mizugaki Nocaute Técnico (socos) UFC 178: Johnson vs. Cariaso 27/09/2014 1 1:01 Estados Unidos Las Vegas, Nevada Performance da Noite.
Vitória 19-1 Estados Unidos Demetrious Johnson Decisão (unânime) UFC Live: Cruz vs. Johnson 01/10/2011 5 5:00 Estados Unidos Washington, D.C. Defendeu o Cinturão Peso Galo do UFC. Por consecutivas lesões, vagou o título.
Vitória 18-1 Estados Unidos Urijah Faber Decisão (unânime) UFC 132: Cruz vs. Faber II 02/07/2011 5 5:00 Estados Unidos Las Vegas, Nevada Defendeu o Cinturão Peso Galo do UFC; Luta da Noite.
Vitória 17-1 Estados Unidos Scott Jorgensen Decisão (unânime) WEC 53: Henderson vs. Pettis 16/12/2010 5 5:00 Estados Unidos Glendale, Arizona Defendeu o Cinturão Peso Galo do WEC e Ganhou o Cinturão Peso Galo do UFC.
Vitória 16-1 Estados Unidos Joseph Benavidez Decisão (dividida) WEC 50: Cruz vs. Benavidez II 18/08/2010 5 5:00 Estados Unidos Las Vegas, Nevada Defendeu o Cinturão Peso Galo do WEC.
Vitória 15-1 Estados Unidos Brian Bowles Nocaute Técnico (interrupção médica) WEC 47:Bowles vs. Cruz 06/03/2010 2 5:00 Estados Unidos Columbus, Ohio Ganhou o Cinturão Peso Galo do WEC.
Vitória 14-1 Estados Unidos Joseph Benavidez Decisão (unânime) WEC 42: Torres vs. Bowles 09/08/2009 3 5:00 Estados Unidos Las Vegas, Nevada Luta da Noite.
Vitória 13-1 México Iván López Decisão Técnica (unânime) WEC 40: Torres vs. Mizugaki 05/04/2009 3 3:24 Estados Unidos Chicago, Illinois Lopez recebeu um golpe ilegal e foi incapaz de continuar.
A luta foi encerrada e foi para decisão.
Vitória 12-1 Estados Unidos Ian McCall Decisão (unânime) WEC 38: Varner vs. Cerrone 25/01/2009 3 5:00 Estados Unidos San Diego, Califórnia
Vitória 11-1 Estados Unidos Charlie Valencia Decisão (unânime) WEC 34: Faber vs. Pulver 01/06/2008 3 5:00 Estados Unidos Sacramento, Califórnia Estreia no Peso Galo.
Vitória 10-1 Estados Unidos Kenneth Aimes Nocaute (socos) TC 27 - Total Combat 27 22/03/2008 1 N/A Estados Unidos Yuma, Arizona
Derrota 9-1 Estados Unidos Urijah Faber Finalização (guilhotina) WEC 26: Cruz vs. Faber 24/03/2007 1 1:40 Estados Unidos Las Vegas, Nevada Pelo Cinturão Peso Pena do WEC.
Vitória 9-0 Estados Unidos Shad Smith Decisão (unânime) TC 18 - Nightmare 04/11/2006 2 5:00 Estados Unidos San Diego, Califórnia
Vitória 8-0 México Juan Miranda Finalização (mata leão) TC 16 - Annihilation 09/09/2006 1 4:00 Estados Unidos San Diego, Califórnia
Vitória 7-0 Estados Unidos Dave Hisquierdo Decisão (dividida) TC 15 - Total Combat 15 15/07/2006 3 5:00 Estados Unidos San Diego, Califórnia
Vitória 6-0 Estados Unidos Michael Barney Nocaute Técnico (socos) RITC 79 - The Rage Returns 24/02/2006 1 2:45 Estados Unidos Tucson, Arizona
Vitória 5-0 Estados Unidos Nick Hedrick Decisão (unânime) RITC 75 - Friday Night Fights 30/09/2005 3 3:00 Estados Unidos Glendale, Arizona
Vitória 4-0 Estados Unidos Josh Donahue Nocaute Técnico (socos) RITC 74 - In Your Face 10/09/2005 2 1:09 Estados Unidos Casa Grande, Arizona
Vitória 3-0 Estados Unidos Tom Schwager Nocaute Técnico (socos) RITC 73 - Arizona vs Nevada 06/08/2005 1 0:56 Estados Unidos Glendale, Arizona
Vitória 2-0 Estados Unidos Rosco McClellan Nocaute Técnico (socos) RITC 70 - Rage in the Cage 70 11/06/2005 2 1:26 Estados Unidos Glendale, Arizona
Vitória 1-0 Estados Unidos Eddie Castro Decisão (dividida) RITC 67 - Back to the Dodge 29/01/2005 3 3:00 Estados Unidos Phoenix, Arizona

Referências

  1. «Dominick Cruz - Página Oficial no Feacebook». Faceboook. Consultado em 30 de janeiro de 2018 
  2. «Cópia arquivada». Consultado em 20 de dezembro de 2010. Arquivado do original em 20 de dezembro de 2010 
  3. http://www.ufc.com/fighter/Dominick-Cruz?changeRegion=4
  4. «Cópia arquivada». Consultado em 20 de dezembro de 2010. Arquivado do original em 15 de dezembro de 2009 
  5. http://mmaweekly.com/cruz-vs-benavidez-for-the-title-in-august-2
  6. «Cópia arquivada». Consultado em 20 de dezembro de 2010. Arquivado do original em 30 de setembro de 2010 
  7. «Cópia arquivada». Consultado em 20 de dezembro de 2010. Arquivado do original em 19 de dezembro de 2010 
  8. «Dominick Cruz injured, vacates title; Urijah Faber in against Renan Barao at UFC 169» (em inglês). mmafighting.com. 6 de Janeiro de 2014 
  9. Redação /Superesportes (24 de dezembro de 2014). «Dominick Cruz minimiza nova lesão grave e mantém otimismo: 'Outra montanha para escalar'». superesportes.com.br. Consultado em 9 de novembro de 2017 
  10. Combate.com (31 de dezembro de 2016). «Garbrandt dá show, vence Dominick Cruz e é o novo campeão peso-galo». sportv.globo.com. Consultado em 6 de agosto de 2018 
Novo Título campeão do peso-galo do UFC
16 de dezembro de 2012 – 6 de janeiro de 2014
Sucedido por:
Brasil Renan Barão
Precedido por:
Estados Unidos Brian Bowles
campeão do peso-galo do WEC
6 de março de 2010 – 16 de dezembro de 2010
Título unificado com o cinturão do peso-galo do UFC
Precedido por:
Estados Unidos T.J. Dillashaw
campeão do peso-galo do UFC
17 de janeiro de 2016 – 30 de dezembro de 2016
Sucedido por:
Estados Unidos Cody Garbrandt