Don Maynard

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Don Maynard
No. 13     
Wide receiver
Informações pessoais
Data de nascimento: 25 de janeiro de 1935 (84 anos)
Local de nascimento: Crosbyton, Texas
Altura: 6 ft 0 in (1 83 m) Peso: 180 lb (82 kg)
Informação da carreira
Faculdade: Texas Western
Draft da NFL: 1957 / Rodada: 9 / Escolha: 109
Estreou em 1958 pelo New York Giants
Jogou pela última vez em 1974 pelo Houston Texans
História da carreira
 Como jogador:
Pontos altos na carreira e prêmios
  • 4× selecionado para o AFL All-Star Game (1965, 1967, 1968, 1969)
  • 2× nomeado First-team All-AFL (1968, 1969)
  • 2× nomeado Second-team All-AFL (1965 e 1967)
  • Campeão da American Football League (1968)
  • Campeão do Super Bowl (III)
  • AFL All-Time Team
  • Camisa aposentada pelo New York Jets (#13)
Estatísticas de carreira na NFL até a Temporada de 1974
Recepções     633
Jardas     11,834
Touchdowns     88
Estatísticas no NFL.com
Pro Football Hall of Fame

Donald "Don" Rogers Maynard (nascido em 25 de janeiro de 1935) é um ex-jogador de futebol americano que jogava como Wide receiver e jogou profissionalmente na National Football League (NFL) com o New York Giants e St. Louis Cardinals; na American Football League (AFL) com o New York Jets; e na World Football League (WFL) com o Shereveport Steamer.[1]

Primeiros anos[editar | editar código-fonte]

Tendo crescido no Texas, o pai de Maynard era vendedor de algodão e, com a família em constante movimento, Don frequentou 13 escolas, inclusive cinco escolas secundárias. Como veterano na Colorado City High School em Colorado City, ele praticou futebol americano, basquete e atletismo.[2]

Carreira universitária[editar | editar código-fonte]

Maynard estudou primeiramente na Rice University (um ano) e depois foi para a Texas Western College (hoje a Universidade do Texas em El Paso).

Em três temporadas (1954-56) em Texas Western, ele recebeu apenas 28 passes, mas teve uma média de impressionantes 27,6 jardas por recepção para 10 touchdowns. Como running back, ele teve 843 jardas terrestres em 154 corridas com uma média de 5,4 jardas e também retornou kickoffs e punts.[3] Ele acumulou 2.283 jardas totais, ao mesmo tempo interceptando 10 passes jogando como defensive back.[4]

Carreira profissional[editar | editar código-fonte]

Ele foi selecionado na nona rodada (109° escolha geral) do Draft da NFL de 1957 pelo New York Giants.[5] Em 12 jogos como novato, ele teve 12 corridas para 45 jardas (3,8 jardas por carregada), pegou cinco passes para 84 jardas (média de 16,8 jardas) e jogou nas equipes especiais. No entanto, depois de ser dispensado pelos Giants em 1959,[6] ele jogou uma temporada na Canadian Football League (CFL) com o Hamilton Tiger-Cats, tendo apenas um passe para 10 jardas. No período de entressafra, ele trabalhou como encanador e professor.[7]

Maynard se tornou o primeiro jogador a assinar com o New York Titans em 1960 (a equipe foi renomeada para Jets em 1963). Isso aconteceu porque o primeiro treinador dos Titans, Sammy Baugh, havia treinado Maynard na faculdade e conhecia seu talento. Apesar de desprezado pela imprensa de Nova York em 1960, ele se uniu ao Hall of Fame, Art Powell, para formar a primeira dupla de receptores profissionais a terem 1,000 jardas de recepção em uma temporada. Nos 13 anos seguintes, Maynard conseguiu receber números que lhe renderiam uma vaga no Hall da Fama do Pro Football em 1987.[8][9]

Tendo 72 recepções em seu primeiro ano, ele passou a compilar mais quatro temporadas com 50 ou mais recepções e 1.000 jardas, ele tinha o recorde de recepções totais e jardas. Quatro vezes All-Star da AFL, ele é o sexto no ranking de recepções para touchdown e é membro do time de todos os tempos da AFL.

Em 1965, Maynard juntou-se ao novato Joe Namath. Maynard teve 1.218 jardas em 68 recepções e 14 touchdowns na primeira temporada de Namath (Namath teve 22 passes para touchdown naquele ano). Em 1967, Maynard teve 71 recepções para 1.434 jardas, 10 touchdowns e uma média de 20,2 jardas por captura. Na abertura da temporada de 1968 contra o Kansas City, Maynard teve mais de 200 jardas de recepção pela primeira vez em sua carreira e passou Tommy McDonald como o líder ativo em jardas, onde permaneceu pelas próximas seis temporadas até sua aposentadoria.

Na Final da AFL de 1968, uma vitória de 27-23 dos Jets sobre o Oakland Raiders, Maynard recebeu seis passes para 118 jardas e dois touchdowns. Os Jets venceram o Super Bowl III por 16-7 contra o Baltimore Colts, Maynard jogou, mas não teve recepções pois sofria os efeitos de uma lesão no tendão na final da AFL.[10]

Após a temporada de 1972, ele jogou por um ano no St. Louis Cardinals antes de terminar sua carreira de jogador em 1974 com o Houston Texans / Shreveport Steamer da WFL.

Um de apenas 20 jogadores que estavam na AFL durante toda a sua existência de 10 anos, Maynard também foi um dos apenas sete jogadores que jogaram sua carreiras na AFL em apenas uma única equipe. Maynard terminou sua carreira com 633 recepções para 11.834 jardas e 88 touchdowns. Suas 18,7 jardas por recepções são os mais altos números para qualquer pessoa com pelo menos 600 recepções.

Pós-NFL[editar | editar código-fonte]

Após sua carreira na NFL, Maynard passou a participar de muitos eventos patrocinados por instituições de caridade. Ele também participou do cara ou coroa do Super Bowl XXXIII junto com seus ex-companheiros de equipe, em homenagem ao 40º aniversário da Final da NFL de 1958, que também é conhecido como "O Maior Jogo de Todos os Tempos". Ele também já foi nomeado o grão-marechal no Desfile anual de Ação de Graças de El Paso Sun Bowl. Ele trabalhou como professor de matemática e artes industriais, vendeu uma variedade de produtos e foi planejador financeiro.

Maynard atualmente reside em El Paso e em Ruidoso, Novo México, para estar perto de seus filhos e seus dois netos. Seu filho também foi treinador do Winnipeg Blue Bombers da Canadian Football League em 1990.

Don e sua esposa Marilyn, que ele conheceu quando era estudante em Texas Western, se casaram em dezembro de 1955. Marilyn morreu há vários anos e desde então Don se casou novamente.[11]

Referências

  1. «Don Maynard Stats». Pro-Football-Reference.com (em inglês). Consultado em 17 de janeiro de 2019 
  2. «Wayback Machine» (PDF). web.archive.org. 4 de setembro de 2012. Consultado em 17 de janeiro de 2019 
  3. «2018 Football Roster». The University of Texas at El Paso Athletics (em inglês). Consultado em 17 de janeiro de 2019 
  4. «University of Texas at El Paso Official Athletic Site - Hall of Fame». web.archive.org. 24 de outubro de 2014. Consultado em 17 de janeiro de 2019 
  5. «1957 NFL Draft Listing». Pro-Football-Reference.com (em inglês). Consultado em 17 de janeiro de 2019 
  6. «Wayback Machine» (PDF). web.archive.org. 4 de setembro de 2012. Consultado em 17 de janeiro de 2019 
  7. «Super Bowl 2014: Former Jets great Don Maynard was almost a Green Bay Packer». NJ.com (em inglês). Consultado em 17 de janeiro de 2019 
  8. «Don Maynard | Pro Football Hall of Fame Official Site». www.profootballhof.com. Consultado em 17 de janeiro de 2019 
  9. «SPORTS PEOPLE; Maynard to Be Honored». The New York Times (em inglês). 8 de agosto de 1987. ISSN 0362-4331 
  10. «Super Bowl III Box Score: New York 16, Baltimore 7». www.nfl.com. Consultado em 17 de janeiro de 2019 
  11. «FamilySearch». www.familysearch.org. Consultado em 17 de janeiro de 2019