Ełk

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde março de 2016). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Translation to english arrow.svg
A tradução deste artigo está abaixo da qualidade média aceitável. É possível que tenha sido feita por um tradutor automático ou por alguém que não conhece bem o português ou a língua original do texto. Caso queira colaborar com a Wikipédia, tente encontrar a página original e melhore este verbete conforme o guia de tradução.
Ełk
Ełk
POL Ełk flag.svg Ełk.svg
Elk 04.jpg
Voivodia Vármia-Masúria
Powiat Ełcki
Gmina Ełk
Área 21,07 km²
População (2007) 56 522 habitantes
Densidade 2 562 hab/km²
Código telefônico 87
Matrículas de automóveis NEL
Localização
Localização de Ełk na Polónia 53° 49' 17" N 22° 21' 44" E
Cidade da Polónia Flag of Poland.svg

Ełk (em alemão: Lyck) é uma cidade da Polónia, na voivodia de Vármia-Masúria e no condado de Ełcki. Estende-se por uma área de 21,07 km², com 56.522 habitantes, segundo os censos de 2007, com uma densidade 2 562 hab/km².

História[editar | editar código-fonte]

Por 1283, o último líder sudóvio, Skomand, rendeu-se à Ordem Teutônica na área. Após 1323, a parte norte da região foi administrada pelo comando de Brandenburgo, quando a parte maior com a cidade mais atrasada pertenceu ao comando de Balga. Uma antiga colônia prussiana, a cidade foi documentada primeiramente em 1398 em torno de um castelo construído pelos Reis Teutônicos. O nome alemão da cidade, Lyck, é derivado do seu nome em prussiano antigo, Luks (da palavra para nenúfar, luka), enquanto que outra teoria acredita que o nome vem da palavra polonesa "łęg", que significa prado. Recebeu seus direitos da cidade em 1445.

Em 1910, Lyck tinha mais de 13.000 habitantes. Durante a Primeira Guerra Mundial, muitos cidadãos fugiram quando as tropas do Império Russo atacaram a região, porém retornaram após a batalha de Tannenberg e dos Lagos Masurianos. Tropas inglesas e italianas instalaram-se na cidade após o Tratado de Versalhes para supervisionar o plebiscito da Prússia Oriental, que resultou em 8.339 votos para Alemanha e 8 para Polônia. A cidade foi reconstruída após ter sofrido sérios danos do ataque russo.

Lyck foi destruída, outra vez, por bombardeios durante a Segunda Guerra Mundial e foi capturada pela União Soviética em 1945. O condado de Lyck teve 53.000 habitantes quando o exército soviético invadiu em janeiro de 1945; 20% do população não sobreviveu. A cidade foi colocada sob a administração polonesa em abril de 1945, e a cidade foi reconstruída e rebatizada de Ełk (antes de 1939, nomes poloneses para a cidade eram Łęg e Łęk). Somente alguns alemães poeram retornar e permanecer, uma que os poloneses compunham a maioria da nova população.

Instrução[editar | editar código-fonte]

Ensino Médio[editar | editar código-fonte]

  • Zespół Szkół Ekonomicznych
  • Zespół Szkół Mechaniczno - Elektrycznych
  • Nr 1 de Zespół Szkół
  • Nr 2 im de Zespół Szkół. K. K. Baczyńskiego
  • Nr 3 im de Zespół Szkół. J. H. Małeckich
  • I Liceum Ogólnokształcące im. S. Żeromskiego
  • Zespół Szkół Rolniczych im. M. Rataja
  • Zespół Szkół Samorządowych
  • Zespół Szkół nr.6 im. M. Rataja

Religião[editar | editar código-fonte]

Antes da Segunda Guerra, a cidade e seus arredores eram quase inteiramente de religião luterana. Após a expulsão da população alemã, a religião principal em Ełk tornou-se o catolicismo romano, embora um número de igrejas protestantes também sejam representadas e desempenham um papel importante na vida religiosa da população. Estes incluem a Metodista, Batista, Pentecostal (Assembleias de Deus - Kościół Zielonoświątkowy), Carismático (Kościół Chrześcijański “Słowo Wiary” ou Igreja Cristã da Palavra de Fé) e outras igrejas.

Brasão de Armas[editar | editar código-fonte]

O atual brasão de armas de Ełk foi adotado em 1999, após a cidade ter sido visitada pelo papa João Paulo II. As cores foram mudadas (de verde a amarelo), o cervo é diferente do antigo emblema. Obteve adição do insignia do papado.

Até 1967, um emblema diferente com o deus Jano foi usado, mas sua origem é desconhecida.[1]

Cidades gêmeas[editar | editar código-fonte]

Residentes notáveis[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Ełk
Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia da Polónia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.


Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. «Ełk - Przedwojenny herb miasta - Castles of Poland». www.castlesofpoland.com. Consultado em 21 de janeiro de 2017