Ema D'Ávila

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ema D'Ávila
Nascimento 10 de abril de 1916
Porto Alegre,  Rio Grande do Sul
Nacionalidade brasileira
Morte 25 de março de 1985 (68 anos)
Rio de Janeiro,  Rio de Janeiro
IMDb: (inglês)

Ema d'Ávila de Camillis (Porto Alegre, 10 de abril de 1916Rio de Janeiro, 25 de março de 1985) foi uma atriz e comediante brasileira. Talentosa comediante no teatro, no cinema atuou em filmes do período da chanchada. Na televisão, participou de programas humorísticos e telenovelas. Era irmã do comediante Walter D'Ávila.

Foi levada para o Rio de Janeiro por Jardel Jércolis, na década de 1930, vindo a trabalhar em várias companhias de teatro de revista, entre as quais a de Alda Garrido, Vicente Celestino e Palmeirim Silva. Na década de 1950, trabalhou sucessivamente em programas radiofônicos de humor. Com o advento da televisão, passou a fazer parte do elenco da Rede Globo, participando de seus programas de humor e de suas telenovelas.

Foi casada com Antônio de Camillis, com quem teve dois filhos: Carlos Alexandre e Joaquim Antônio de Camillis.

Ema desenvolveu hipertensão arterial e, na noite de 16 de março de 1985, sofreu um derrame cerebral na sua residência em Guaratiba, e foi levada às pressas ao Instituto Médico no bairro de Santa Cruz. Por orientação do médico da família, foi removida para a Casa de Saúde da Beneficência Portuguesa, onde sofreu intervenção cirúrgica no dia seguinte. Estava cotada para interpretar a personagem "Dona Biloca" na telenovela A Gata Comeu, mas devido aos seus problemas de saúde, foi substituída por Norma Geraldy. Ema faleceu depois de sete dias de internação. Seu corpo foi sepultado no Cemitério São João Batista[1].

Atuação artística[editar | editar código-fonte]

Cinema
Televisão

Referências

  1. OBITUÁRIO. Jornal do Brasil. Rio de Janeiro. 26 mar. 1985.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um ator é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.