Epsilon Orionis

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Epsilon Orionis
Epsilon Orionis e NGC 1990.
Epsilon Orionis e NGC 1990.
Dados observacionais (J2000)
Constelação Orion
Asc. reta 05h 36m 12,8s
Declinação -01° 12′ 06,9″
Magnitude aparente 1,70
Características
Tipo espectral B0Iab
Cor (U-B) −1,03
Cor (B-V) −0,19
Variabilidade Alp Cyg
Astrometria
Velocidade radial 25,90 km/s
Mov. próprio (AR) 1,49 mas/a
Mov. próprio (DEC) -1,06 mas/a
Paralaxe 2,43 ± 0,91
Distância 1340 anos-luz
410 pc
Detalhes
Massa 40 M
Raio 26 R
Luminosidade 375 000 L
Temperatura 25 000 K
Idade 4 milhões de anos
Outras denominações
Alnilam, 46 Orionis, HR 1903, BD-01°969, HD 37128, SAO 132346, FK5 210, HIP 26311
Epsilon Orionis
Orion constellation map.png

Epsilon Orionis (ε Ori, ε Orionis), também chamado de Alnilam, é a quarta estrela mais brilhante da constelação de Orion. Juntamente com Delta Orionis (Mintaka) e Zeta Orionis (Alnitak), Delta Orionis forma o cinturão de Orion, conhecido por diversos nomes de culturas antigas (popularmente conhecidas como "As Três Marias").

Epsilon Orionis é uma supergigante azul-branca de tipo espectral B0Iab. Está a 1340 anos-luz da Terra.

Epsilon Orionis é cercado pela nuvem molecular NGC 1990, que é iluminada com seu brilho. Os seus ventos estelares podem chegar a 2 000 km/s, fazendo a estrela perder massa cerca de 20 milhões de vezes mais rapidamente do que o Sol. É provável que Epsilon Orionis se torne uma gigante vermelha e exploda como uma supernova no futuro.

Referências[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Estrelas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.