Esporte Clube Cruzeiro (Alagoas)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde abril de 2011). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)


Cruzeiro
Nome Esporte Clube Cruzeiro (Alagoas)
Mascote Hiena
Fundação 7 de setembro de 1983
Estádio Coaracy da Mata
Capacidade 12.000
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
titular
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
editar

O Esporte Clube Cruzeiro é um clube brasileiro de futebol, da cidade de Arapiraca, no estado de Alagoas. Seu uniforme é composto com as cores: azul (camisa e meias) e calção branco.

História[editar | editar código-fonte]

Fundação e Anos 90[editar | editar código-fonte]

O clube foi fundado em 1987 e seu nome foi dado em homenagem ao tradicional Cruzeiro de Minas Gerais. O clube passou então a ser conhecido como Cruzeiro Alagoano.

Em 1990 o clube conquistava seu primeiro título: o Torneio Início, ao bater o CSE de Palmeira dos Índios, por 1X1 e 3X1.

Em 1991 participou pela primeira vez da primeira divisão Campeonato Alagoano. Já no ano seguinte o clube chegava às semifinais do estadual. Essa grande campanha deu mais credibilidade a equipe, que tinha o melhor ataque da competição.

Em 1994 disputou a Copa do Nordeste. Na fase de grupos conseguiu bons resultados fora de casa e conseguiu se classificar para as quartas de final, onde acabou eliminado pelo CRB.

Em 1995 sofreu o rebaixamento à segunda divisão alagoana. Três anos mais tarde consegue o título da segunda divisão e retorna à elite.

Em seu primeiro ano após o retorno, o clube faz bela campanha no Campeonato Alagoano e chega à final da competição batendo o CRB nas semis. Na final, porém, perdeu o título para o CSA. Venceu o primeiro jogo em casa por 2X0, mas não aguentou a pressão e perdeu no Rei Pelé por 4X1.

2010 - 2013: Campanhas de destaque e participações nacionais[editar | editar código-fonte]

Após 11 anos sem grandes aparições no estadual, o clube surpreende e chega novamente à final em 2010. O clube foi o quarto colocado na primeira fase, deixando CRB e CSA de fora das semifinais. Na seimifinal o clube surpreendeu e eliminou o granfe favorito a levar o título, o seu rival, ASA de Arapiraca. Os dois jogos foram disputados no Estádio Municipal. No jogo de ida, o ASA venceu por 3X2, e na volta o Cruzeiro conseguiu a classificação suada num 2X0, decidido apenas nos acréssimos. Apesar disso mais uma vez o título inédito bateu na trave. Numa final inédita contra o Murici empatou o primeiro jogo em casa por 1X1 e foi derrotado em Murici sem dó e piedade por 3X0. Essa boa campanha classificou o Cruzeiro para a Série D e Copa do Brasil de 2011.

Sua primeira participação nacional ocorreu na Copa do Brasil de 2011. Na primeira fase o Cruzeiro conseguiu surpreender a todos e conseguiu eliminar o Bahia. No jogo de ida o clube jogou bem e saiu com um bom da Fonte Nova, 0 a 0. Na Volta conseguiu fazer 2 a 0 no primeiro tempo e se fechou todo o resto da partida, que terminou 2X1. Essa classificação histórica e heróica foi bastante festejada em Arapiraca e deu visibilidade ao Cruzeiro Alagoano.

Na segunda fase o adversário foi o Atlético Goianiense. Mais uma vez o clube foi bem no jogo de ida e por muito pouco não saiu com a vitória em pleno Estádio Serra Dourada, o jogo terminou 1X1, com gol sofrido nos acréssimos. Porém na volta o clube acabou perdendo casa por 3X1 de virada. Mesmo assim a torcida aplaudiu o clube após o término do jogo.

O melhor deste ano ficaria reservado para a Série D. Com uma campanha belíssima o clube conseguiu seu primeiro título nacional. Na decisão o clube derrotou o Tupi de Minas Gerais.

Em 2012 o clube foi o representante de Alagoas na Série C. Com um time entrosado, que mantinha a base da equipe de 2011, o clube surpreendeu novamente e terminou a primeira fase em quarto colocado, se classificando para as quartas de final, fase que dá o acesso para à segunda divisão. Essa campanha histórica infelizmente terminiu sem o premiado acesso, pois nas quartas a equipe foi eliminada pela Chapecoense. No ano seguinte, apesar dos investimentos, o Cruzeiro foi mal na Série C e terminou rebaixado em 9° colocado do Grupo A.

Crise[editar | editar código-fonte]

Em 2014 teve início a crise. Depois de 16 anos entre os maiores do estado, o clube acabou sofrendo seu segundo rebaixamento à Série B Estadual. Na Série D o Cruzeiro foi mal e acabou eliminado na primeira fase com apenas 1 vitória, 2 empates e 3 derrotas.

Em 2015 o clube disputou apenas o Campeonato Alagoano, mas não conseguiu o acesso à primeira divisão.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Nacionais[editar | editar código-fonte]

Estaduais[editar | editar código-fonte]

  • Alagoas Torneio Início: 1990.
  • Alagoas Campeonato Alagoano da Segunda Divisão: 1998

Campanhas de Destaque[editar | editar código-fonte]

  • Quartas de Final da Copa do Nordeste: 1994
  • Segunda Fase da Copa do Brasil: 2011
  • Quartas de Final do Brasileirão Série C: 2012
  • Vice-Campeão do Campeonato Alagoano: 1999 e 2010

Ranking da CBF[editar | editar código-fonte]

No atual ranking da Confederação Brasileira de Futebol (ou CBF) o Cruzeiro de Alagoas aparece na 104a colocação, sendo o quinto melhor time alagoano no rankinosso nacional, atrás apenas de CRB (24°), ASA (37°), Santa Rita (72°) e CSA (84°).

Bandeira de BrasilSoccer icon Este artigo sobre clubes brasileiros de futebol é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.