Estádio Municipal Rui Barbosa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Rui Barbosa
Estádio Rui Barbosa
Nomes
Nome Estádio Municipal Rui Barbosa
Apelido Rui Barbosa
Antigos nomes Campo do Rui
Campo da Vila Nery
Municipal de São Carlos
Características
Local Rua São Sebastião, 2828 - (Vila Nery) São Carlos, SP, Brasil
Gramado Grama natural (90 x 60 m (atual))
Capacidade 1.000 espectadores (originalmente 2.000)
Construção
Data 1932 e 1958
Inauguração
Data Particular - 22 de maio de 1932
Pública - 4 de novembro de 1958
Partida inaugural Ruy Barbosa 1 x 4 São Paulo FC da Floresta (amistoso)
Primeiro gol Mariano (Ruy Barbosa)
Outras informações
Remodelado 1963
Fechado 2001 (para futebol)
Proprietário Prefeitura Municipal
Administrador Secretaria Municipal de Esportes
Mandante Ruy Barbosa FC
Estrela da Bela Vista
Bandeirantes
Brasília (Basc)

O Estádio Municipal Rui Barbosa, também conhecido como Campo do Rui, é um estádio de futebol localizado na Vila Nery, no município de São Carlos, no Estado de São Paulo, é propriedade da Prefeitura Municipal de São Carlos. Seu nome é originário do Ruy Barbosa Futebol Clube, que homenageava o escritor Ruy Barbosa.

História[editar | editar código-fonte]

O estádio já existia antes de sua inauguração oficial desde o final da década de 20, era um estádio onde o extinto Ruy Barbosa fundado em 1929 mandava seus jogos, no conhecido como "Campo do Rui Barbosa" ou "Campo da Vila Nery", ou "Municipal de São Carlos" que foi inaugurado em 1932. Em 1957 a Prefeitura da cidade começou a construir o chamado hoje Estádio Municipal Rui Barbosa que está desativado para a pratica do futebol desde 2001.[1]

Na primeira inauguração do estádio foi no dia 22 de maio de 1932 como Municipal de São Carlos; no dia 4 de novembro de 1958 quando da sua inauguração como estádio, estiveram presentes o governador do estado Jânio Quadros, o prefeito da cidade Alderico Vieira Perdigão e demais autoridades da época.

Amistosos no local[editar | editar código-fonte]

  • Em 17 de dezembro de 1933, houve o jogo amistoso no estádio, onde o Ruy Barbosa (reforçado com Zarzur, Armandinho e Zuza), enfrentou o Palestra Italia, jogo vencido pelo Palestra por 4 a 1 e que valeu a Taça Filizolla
  • Súmula do jogo:[3]
    • Ruy Barbosa: Aleixo, Chiquinho (Monte) e Pelocha; Cruz, Zarzur, Cassununga, Mariano Marigo (Izidoro), Armandinho, Francisco, Zuza e Milori.
    • Palestra Italia: Nascimento, Carnera, Narciso; Zico (Cambom), David, Tufi, Avelino, Sandro, Fogueira, Lara e Imparato - Técnico:
    • Gols: Imparato 1 aos 18', Avelino 1 aos 42', para o Palestra Italia; e Zuza 1 aos 29' (penalty), para o Ruy Barbosa.
    • Árbitro: (APEA)
    • Partida Preliminar: Ruy Barbosa B 0x3 Tamoyo FC
    • Estádio: Municipal de São Carlos
  • Em 11 de junho de 1939, houve um jogo amistoso, onde o Ruy Barbosa enfrentou o São Paulo FC da Floresta, jogo vencido pelo São Paulo por 2 a 1.
  • Súmula do jogo:[4]
    • Ruy Barbosa: Armando, Juca e Pancho (Belochi); Cozinheiro (Pancho), Baigo e Paulo (Cozinheiro); Lola, Vitinho, Lio, Nelson e Ferreira.
    • São Paulo: King, Bento e Bruno (Aníbal); Fiorotti, Damasco e Felipelli; Leme, Armandinho, Euclides (Elyseo), Paulo (Carioca) e Novelli - Técnico: Ignác Amsel
    • Gols: Armandinho aos 6' para o São Paulo, Ferreira aos 32' para o Ruy Barbosa, e Leme aos 38 para o São Paulo
    • Árbitro: Abrão Ferreira (APEA)
    • Estádio: Municipal de São Carlos
  • Em 14 de julho de 1946 - Ferroviários EC contra o SPR AC da capital paulista, amistoso no qual o SPR AC venceu por 6 a 4.
    • Campo da Vila Nery
  • Em 21 de julho de 1946, houve um jogo amistoso no local, onde o Clube dos Bancários de São Carlos (fundado em 13 de dezembro de 1944) enfrentou o Jabaquara, jogo vencido pelo Jabaquara por 2 a 1.
  • Em 5 de janeiro de 1947, houve um amistoso no local, onde o Ferroviários EC de São Carlos fundado em 20 de abril de 1943 enfrentou o Corinthians, jogo vencido pelo Corinthians por 7 a 2, gols anotados por Cláudio (2 gols, 1 de falta), Baltazar (2 gols), Servílio (2 gols), e Válter para o Corinthians; Pintado (de cabeça) e Alicate (de falta) marcaram para o Ferroviários.[5] [6]
    • Corinthians: Bino (Arlindo), Ariovaldo (Maioral) e Valussi; Palmer (Alegretti), Hélio (Falco) e Aleixo; Cláudio, Baltazar, Servilio, Rui (Mical) e Valter (Milani)
    • Árbitro: Pedro Kalil (FPF)
    • Estádio: Municipal de São Carlos

Jogos do Ruy Barbosa FC no local e fora[editar | editar código-fonte]

Campeonato Amador do Estado de São Paulo F.P.F. - Setor 22 – 1960[editar | editar código-fonte]

Amistosos de clubes de São Carlos[editar | editar código-fonte]

Dimensões[editar | editar código-fonte]

  • O gramado de jogo do estádio, possui atualmente dimensões de 90 m de comprimento por 60 m de largura.

Expansão[editar | editar código-fonte]

Permuta de propriedades [editar | editar código-fonte]

Diante da necessidade de uma área maior para as atividades esportivas do clube, em 5 de março de 1951, o então presidente do clube Dr. Romeu Santini, enviou um ofício à Prefeitura, sugerindo uma permuta de áreas. O clube ficaria com a área da Prefeitura perto do Posto Zootécnico e a Prefeitura ganharia o Campo do Rui Barbosa. Por meio da Lei no. 1374, de 17 de abril de 1951, a Prefeitura foi autorizada a transferir para o São Carlos Clube, pela forma legal, o domínio da propriedade requisitada. Esta mesma lei autorizou a Prefeitura a receber o Campo do Rui Barbosa, sendo lavrada a escritura de permuta dos terrenos em 27 de dezembro do mesmo ano.

Expansão [editar | editar código-fonte]

Na década de 50, o então prefeito Dr. Alderico Vieira Perdigão, resolveu investir na melhoria do Campo do Rui Barbosa, para transformá-lo no “Estádio Municipal Ruy Barbosa”. Essas melhorias visavam à comemoração do Centenário da Cidade, e também os Jogos Abertos que seriam realizados em São Carlos.

A placa que ficava no portão de entrada, onde estava a bilheteria que foi demolida para a construção da piscina da Fundação Educacional São Carlos (FESC), constava que o Estádio Municipal Rui Barbosa foi inaugurado em 4 de novembro de 1958, com a presença do governador Jânio Quadros, na gestão do prefeito Dr. Alderico Vieira Perdigão.

Já a pista de atletismo, consta na Ata do Conselho da Escola de Educação Física, de 6 de outubro de 1986, que os membros decidiram por nominá-la Prof. Antonio Stella Moruzzi, com placa alusiva datada de 7 de maio 1987.

Adaptação do Estádio do Ruy Barbosa para Pista de Saúde [editar | editar código-fonte]

Nos tempos atuais, o espaço está desativado para a prática do futebol, isso desde 2001, sendo que a reforma que mais se destaca se iniciou em 2012, quando o espaço utilizado para jogos de futebol deixou de existir dando lugar à Pista de Saúde. A mesma forma um trajeto com cerca de 400m em uma volta completa. Houve um investimento de R$ 274,9 mil efetuado pela Prefeitura Municipal para que ela fosse inaugurada, assim abrindo o Campus I da Fundação Educacional São Carlos (FESC).

Programas da Fundação Educacional São Carlos (FESC)[editar | editar código-fonte]

  • UATI - Universidade Aberta à Terceiridade: objetiva a inclusão social de pessoas adultas e idosas, por meio de processos formativos nas áreas de Saúde, Cultura, Esportes Lazer e Cidadania/Trabalho, visando a melhora na qualidade de vida da população desta faixa etária;
  • UNIT - Universidade Aberta ao Trabalhador: voltado para a inclusão social de trabalhadores, desenvolvendo ações de educação profissional a pessoas jovens e adultas para atendimento das demandas do Plano Municipal de Qualificação, em parceria com a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Sustentável, Ciência e Tecnologia e em articulação com a Secretaria Municipal de Cidadania e Assistência Social e a Secretaria Municipal de Educação;
  • PID – Programa de Inclusão Digital: objetiva contribuir com o processo de inclusão digital da população. Oferece formação básica em informática, que permite a aquisição de conhecimentos e habilidades específicas para o uso de computadores e da Internet;
  • UMG – Escola Municipal de Governo: desenvolve cursos, treinamentos e outras ações educativas formais para a melhoria da qualificação profissional dos servidores públicos municipais da administração direta e indireta da Prefeitura Municipal de São Carlos;
  • UAB – Universidade Aberta do Brasil: é um sistema integrado por universidades públicas que oferece cursos de nível superior para camadas da população que têm dificuldade de acesso à formação universitária, por meio do uso da metodologia da educação à distância;
  • TVE São Carlos: uma emissora pública, associada à TV Brasil e integrante da Rede Nacional de Comunicação Pública/Televisão (RNCP/TV), o que permite a troca de conteúdos com outras emissoras públicas do país.

 

Inaugurações (FESC)[editar | editar código-fonte]

Inauguração da piscina coberta e aquecida[editar | editar código-fonte]

No dia 30 de Abril de 2012, foi inaugurada a piscina da Fundação Educacional São Carlos (FESC) no campo do Rui. A inauguração fez parte da primeira etapa do Centro Esportivo da Universidade Aberta da Terceira Idade e contou com a presença de Aldo Rebelo, ministro do Esporte.

Para a construção da piscina, foram investidos cerca de 524 mil reais, contando com a ajuda do próprio Ministério do Esporte. Foi promovida então a piscina coberta e aquecida (25x12,5m), arquibancada, sanitários, vestiário masculino e feminino e salas administrativas.

Um dos cursos oferecidos na época foi o de hidroginástica aos grupos da terceira idade, coordenados pela Prefeitura Municipal, pela Universidade Aberta à Terceira Idade  (UATI), e pelo Centro de Referência do Idoso Vera Lúcia Pilla. Hoje oferece também natação tanto para terceira idade quanto para jovens e adultos, tendo um valor cobrado para manutenção do local.

Calistenia [editar | editar código-fonte]

Em 2016 foram instalados junto à academia ao ar livre as barras para a prática de Calistenia, esporte onde o praticante utiliza a força do próprio corpo para a prática da atividade física. Tal evento se deu devido ao pedido de um grupo de praticantes ao FESC, que contratou um engenheiro para projetar a estrutura.

Cursos já ofertados ou em ocorrência (FESC)[editar | editar código-fonte]

A FESC, Campus I, que se localiza no Campo do Rui, disponibiliza cursos profissionalizantes para a população:

  • Costura Industrial - Nível Avançado;
  • Corte e Costura Doméstico - Nível Intermediário "Intensivo";
  • Assistente Administrativo Financeiro;
  • Introdução à Contabilidade;
  • Introdução à Finanças;
  • Língua Espanhola para o Trabalho - Nível Básico;
  • Língua Espanhola para o Trabalho - Nível Intermediário;
  • Língua Espanhola para o Trabalho - Nível Avançado;
  • Planejamento Financeiro Individual;
  • Office para o Trabalho - Word, Excel e Power Point;
  • Informática para o Trabalho - Habilidades Específicas;
  • Informática para Maturidade Básica II - Word, Excel e PowerPoint;
  • Informática para Maturidade – Internet;
  • Educação Corporal;
  • Ginástica Corporal;
  • Espanhol Intermediário Avançado;
  • Consciência Corporal no Alongamento;
  • Alongamento e Equilíbrio;
  • Roda de Samba;
  • Práticas Avançadas de Conversação;
  • História de Vida e Cultura de Paz;
  • RAAC (Relaxamento);
  • Alongamento e Atividades Cênicas;
  • Espanhol Básico;
  • Construção de Cenários - Téc. de Decopagem;
  • Atividade Física Leve;
  • Atividade Física Moderada;
  • Repertório Flauta;
  • Tertúlia em Espanhol;
  • Espanhol Avançado Inicial;
  • Atividade Física e Lazer;
  • Figurinos Teatrais com Customização;
  • Música;
  • Movimento e Relaxamento;
  • Repertório Violão;
  • Natação Iniciante e Avançado;
  • Hidroginástica e Aqualongamento.

Campo do Rui Barbosa atualmente[editar | editar código-fonte]

Com mais de 16.000 m², o Campo do Rui Barbosa é o espaço que acolhe atualmente a Fundação Educacional São Carlos (FESC Vila Nery). Propriedade da Prefeitura Municipal de São Carlos, está localizado na área central da cidade de São Carlos, estado de São Paulo. Possui região externa convidativa e agradável, com áreas verdes, estacionamento e muitos espaços esportivos: pista de saúde, parque infantil, vestiários masculino e feminino, piscina aquecida e a Pista de Saúde com academia ao ar livre.

Seus espaços de ensino compreendem: 7 salas de aula, 1 auditório, 2 sala de atividades físicas, 1 ateliê de artes, 1 Telecentro de Informação e Negócios/Escola de Informática e Cidadania e 1 biblioteca comunitária. As quadras esportivas e os ambientes de ensino são cedidos para uso da comunidade, mediante agendamento prévio e pagamento de contribuição de manutenção.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Notas[editar | editar código-fonte]

  • Enciclopédia do Futebol Brasileiro, Volume 2 - Lance, Rio de Janeiro: Aretê Editorial S/A, 2001.
  • Gazeta Esportiva de 23 de maio de 1932 (jogo com o São Paulo)
  • O Estado de S. Paulo de 25 de maio de 1932 (jogo com o São Paulo)

Referências

[1] [2] [3] [4] [5] [6] [7]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre estádios de futebol do Brasil é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
  1. http://www.saocarlosagora.com.br/cidade/noticia/2012/04/24/29161/ministro-aldo-rebelo-inaugura-piscina-da-fesc/
  2. http://www.saocarlos.sp.gov.br/index.php?option=com_content&task=view&id=162553&Itemid=1356
  3. http://fesc.com.br/?page_id=1077>
  4. https://www.google.com/maps/@-22.013819,-47.882645,384m/data=!3m1!1e3?hl=en
  5. http://www.saocarlos.sp.gov.br/index.php/noticias-2016/169700-fesc-esta-com-matriculas-para-diversos-cursos.html
  6. TROMBELLI, Sonia Maria, A ESCOLA DE BIBLIOTECONOMIA E DOCUMENTAÇÃO DE SÃO CARLOS: 1959-1997. Fundação Educacional São Carlos, 2002. Consultado em 9 de junho de 2017.
  7. Escola de Educação Física de São Carlos – 1949 – 1997. APRESENTAÇÃO E BREVE HISTÓRICO DA ESCOLA DE EDUCAÇÃO FÍSICA DE SÃO CARLOS, 1997. Consultado em 9 de junho de 2017.