Élvio Donizete Ezequiel

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Élvio
Informações pessoais
Nome completo Élvio Donizete Ezequiel
Data de nasc. 28 de março de 1956 (61 anos)
Local de nasc. São Carlos, Brasil
Altura 1,83 m
Apelido Élvio
Informações profissionais
Posição volante
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
1976-1977 e 1988
1978
1979
1980-1981
1982
1983
1983
1985-1986
1986
1989
1989
1990
1991
Sãocarlense
Jaboticabal
Rio Claro
São Paulo
Santa Cruz
Botafogo FC
Coritiba
Inter de Limeira
Uberaba
Platinense
Londrina
Ponta Grossa
Araçatuba
()
()
()
40 (13)
()
()
()
()
()
()
()
()
()

Élvio Donizete Ezequiel, foi um jogador de futebol do São Paulo FC, Internacional de Limeira, Coritiba, Santa Cruz e outras equipes nos anos 70 e 80, nasceu em São Carlos (SP), onde reside com sua família, e dá aulas de futebol para garotos do Country Club de São Carlos.

Foi técnico do Palmeirinha de Porto Ferreira, mas ficou decepcionado porque o time perdeu o patrocinador.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Começou a carreira de jogador no Sãocarlense em 1976, quando havia acabado de servir o tiro de guerra, sendo lançado no time profissional pelo técnico Adésio de Almeida, lembra o ex-meio-campista. Em 1978, ele deixou São Carlos para defender o Jaboticabal, do técnico Pinho, onde foi vice-campeão da Segunda Divisão.

No ano seguinte, o volante se transferiu para o Rio Claro e lá teve a oportunidade de aparecer para os dirigentes da Internacional de Limeira, quando o Rio Claro participou de um quadrangular com equipes da região e o meio-campista foi um dos destaques de sua equipe.

No Inter de Limeira não decepcionou no Paulistão de 1980 e se destacou em partidas contra o São Paulo FC, o que acabou facilitando sua ida para o Morumbi, onde foi contratado a pedido do técnico Carlos Alberto Silva. Em 1981, fez parte do elenco são-paulino campeão paulista e vice-campeão brasileiro. No ano de 1982, foi para o Santa Cruz por empréstimo, onde Poy era o treinador, e foi campeão pernambucano.

Com passe preso ao São Paulo, em 1983 defendeu o Botafogo de Ribeirão de Preto. Em 1983 foi para o Coritiba, onde jogou improvisado na quarta-zaga, até 1984, sendo campeão paranaense em 1984. Em 1985 retornou para a Inter de Limeira, onde ficou até o primeiro turno de 1986, ainda em 1986 foi para o Uberaba, nesse ano o Inter de Limeira foi campeão paulista.

Voltou a defender o Grêmio Sãocarlense, em 1988, a Platinense (PR), em 1989, o Londrina (PR), em 1989, o Operário Ferroviário, em 1990 e o Araçatuba (SP), onde encerrou a carreira como campeão em 1991 com 35 anos. Seu último técnico foi o saudoso Afrânio Riul.

Seleção Paulista[editar | editar código-fonte]

Quando estava na Inter de Limeira, em 1980, Élvio foi convocado para defender a seleção paulista, onde Carlos Alberto Silva era o técnico. Formou o meio de campo com o Sócrates e Pita em amistoso contra a União Soviética, em partida que terminou empatada por 2 a 2. O Pita diz até hoje que o gol mais bonito de sua carreira aconteceu naquele jogo. O outro gol da seleção paulista foi marcado pelo Edmar, que estava começando a carreira, que entrou no lugar do Serginho Chulapa.

Jogos pelo São Paulo[editar | editar código-fonte]

Com a camisa Tricolor, conforme mostra o "Almanaque do São Paulo" de Alexandre da Costa, Élvio fez 40 partidas (12 vitórias, 15 empates e 13 derrotas) e marcou 13 gols.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

São Paulo Futebol Clube

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Bandeira de BrasilSoccer icon Este artigo sobre um futebolista brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.