Ponta Grossa Esporte Clube

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde agosto de 2011). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes está sujeito a remoção.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Ponta Grossa
PontaGrossaEC.png
Nome Ponta Grossa Esporte Clube
Fundação 30 de junho de 1994
Extinção 2003
Estádio Germano Krüger
Capacidade 13.000
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
titular
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
editar

O Ponta Grossa Esporte Clube foi um clube brasileiro de futebol, da cidade de Ponta Grossa, no estado do Paraná. Suas cores são preto, azul-celeste e branco. Alguns jogadores famosos que passaram pelo Ponta Grossa foram Val Baiano e Mineiro.

História[editar | editar código-fonte]

Enquanto o clube mais tradicional da cidade, Operário Ferroviário, vivia uma crise sem precedentes, se licenciando do futebol, uma lacuna esportiva se abria na cidade. Curiosamente o Ponta Grossa EC foi fundado por um ex-presidente do Operário, Mikulis.

Logo no ano seguinte ao licenciamento do Operário o Ponta Grossa disputou a primeira divisão do paranaense, conquistando uma classificação mediana. Nos anos seguintes as campanhas medianas continuaram, e o novo clube não conseguia reunir um bom número de pessoas nas partidas.

Em 2000, por conta de uma exigência de um patrocinador ocorreu uma união dos departamentos de futebol do Ponta Grossa com o então licenciado Operário Ferroviário. O Operário/Ponta Grossa conseguiu inicialmente agregar muitos torcedores, mas as campanhas pífias, inclusive um rebaixamento, fizeram com que a parceria se desfizesse já em 2001.

Sem o parceiro, o Ponta Grossa continuou a sua caminhada na segunda divisão de 2001. O time conquistou o acesso na 3ª colocação, vencedo os play-offs contra o Cataratas. Em 2002, em um campeonato sem os grandes clubes de Curitiba, o clube agonizou na última colocação. Como não havia rebaixamento, o time continuou na divisão principal em 2003.

Todavia, em 2003, o clube alegou dificuldades financeiras e vendeu a sua vaga na divisão principal para a ADAP de Campo Mourão. Mais especificamente, em dezembro de 2002 o Ministério Público exigiu reformas para a liberação do estádio Germano Kruger, em Ponta Grossa. Sem recursos para fazê-las, o Ponta Grossa aceitou uma proposta da ADAP para que os mourãoenses administrassem o clube na Série Ouro de 2003. Assim, o clube participou do Paranaense, jogando em Campo Mourão, mas chamado de ADAP/Ponta Grossa.

No mesmo ano o Ponta Grossa deixou de existir.

Ranking da CBF[editar | editar código-fonte]

  • Posição: 278º
  • Pontuação: 2 pontos

Ranking criado pela Confederação Brasileira de Futebol que pontua todos os times do Brasil.

Histórico em competições oficiais[editar | editar código-fonte]