Fernando Mendes

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Fernando Mendes (desambiguação).
Fernando Mendes
Informação geral
Nome completo Luiz Fernando Mendes Ferreira
Nascimento 7 de maio de 1950 (65 anos)
Origem Conselheiro Pena, Minas Gerais
País  Brasil
Gênero(s) MPB, romântico
Instrumento(s) Vocal, violão
Período em atividade 1972 - presente
Gravadora(s) Odeon
EMI-Odeon
RCA
BMG Ariola
RGE
Página oficial Cantor Fernando Mendes

Luiz Fernando Mendes Ferreira (Conselheiro Pena, Minas Gerais[1] - 7 de maio de 1950[2] ) mais conhecido como Fernando Mendes é um cantor e compositor brasileiro. O cantor se destacou na década de 1970 com a música Cadeira de Rodas que vendeu mais de um milhão de cópias[1] sendo executada nas rádios de todo o país.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Fernando Mendes nasceu na cidade mineira de Conselheiro Pena em família pobre e desde a infância demonstrava o anseio pela carreira musical. Aos quinze anos de idade ganhou do pai um violão de presente de aniversário.[carece de fontes?] Aos dezessete anos formou com alguns amigos um conjunto musical jovem chamado "Blue Boys", se apresentando em bailes e festas em sua cidade de origem.

transferindo-se para a cidade do Rio de Janeiro através de um amigo, Fernando conseguiu emprego como crooner na Boate Plaza, onde se apresentava interpretando canções de diversos cantores. Nesta boate Fernando conheceu o chefe de promoção da gravadora Copacabana que então o apresentou a Miguel, integrante da banda The Fevers, e na época um divulgador da gravadora Odeon,de imediato contratou ele após um teste.

Carreira[editar | editar código-fonte]

A carreira de Fernando Mendes começou concomitantemente à de José Augusto, com quem compôs e gravou algumas canções. Fernando Mendes inicia oficialmente sua carreira musical no ano de 1972. A canção A Desconhecida foi seu primeiro sucesso; de sua própria autoria a música foi gravada em 1973 e lançada em compacto simples, subindo rapidamente às paradas de sucesso em várias rádios e emissoras de televisão. A canção foi posteriormente regravada pelo funkeiro Mister Mu no início da década de 1990 e mais recentemente pelo cantor Leonardo.

Sua primeira apresentação na TV foi no programa do Chacrinha[3] , tornando o cantor conhecido em todo o Brasil. A música "Recordações" foi o segundo sucesso. Faixa de seu primeiro LP, em menos de três meses chegou à casa dos 100 mil discos vendidos.

Em 1974 teve uma música censurada pela ditadura militar chamada "Meu Pequeno Amigo"[4] , que fazia referência ao caso Carlinhos, sequestro de grande repercussão na época e não elucidado até hoje. No entanto ele começou a fazer excursões pelo Brasil numa média de 10 a 15 cidades por mês. Transformado numa espécie de ídolo das massas populares o artista teve seu segundo LP lançado no final de 1974 voltando a repetir o feito dos anteriores com a música Ontem, Hoje, Amanhã.

Fernando chegou ao auge de sua carreira em 1975 quando seu terceiro LP apresentou a faixa Cadeira de Rodas tendo alcançado a vendagem de mais de 250 mil LPs vendidos em poucos meses, rendendo-lhe vários prêmios, inclusive o disco de ouro.

O ano de 1976 trouxe mais dois sucessos à carreira do cantor: A Menina da Calçada e Sorte Tem Quem Acredita Nela, que teve os arranjos de Hugo Bellard e foi tema da novela Duas Vidas exibida pela Rede Globo.

Entre os prêmios que ganhou, está um disco de ouro[5] e o "Prêmio Villa Lobos" de disco mais vendido de 1978 com a música Você Não Me Ensinou a Te Esquecer[6] [7] , canção que também contou com o arranjo de Hugo Bellard.

As canções de Fernando Mendes continuaram desde então a ser lançadas em versões mais atuais. Em 1999 Fernando reuniu seus maiores sucessos em um único CD ao vivo. E para 2007, o músico trouxe uma novidade aos fãs de todo Brasil, um DVD ao vivo que contou com a participação de cantores consagrados pela MPB.

Sucesso com Caetano Veloso[editar | editar código-fonte]

A "volta" de Fernando Mendes ao cenário musical se deu com a regravação de Você Não Me Ensinou a Te Esquecer, por Caetano Veloso para a trilha sonora do filme Lisbela e o Prisioneiro[8] . A regravação rendeu uma redescoberta do compositor e cantor mineiro, que teve uma coletânea lançada pela Som Livre. A mesma música foi regravada também por Bruno e Marrone, Chrystian & Ralf e outros. Devido ao grande sucesso a canção romântica recebeu prêmios da ABPD (Associação Brasileira de Produtores de Discos) e o "Prêmio Villa Lobos" como o disco mais vendido. A canção também foi indicada ao Grammy Latino 2004.

Atualidade[editar | editar código-fonte]

Ao longo de sua carreira fez diversos shows no Brasil e no exterior e participou de variados programas de rádio e televisão. Atualmente continua a carreira de compositor e se apresentando em diversos locais do Brasil.

Discografia[editar | editar código-fonte]

  • 1973: Fernando Mendes
  • 1974: Fernando Mendes
  • 1975: Fernando Mendes
  • 1976: Fernando Mendes
  • 1977: Fernando Mendes
  • 1978: Fernando Mendes
  • 1979: Fernando Mendes
  • 1980: Fernando Mendes
  • 1981: Fernando Mendes
  • 1982: Feitiço
  • 1983: Melhor Morrer
  • 1984: Loucura Passional
  • 1985: Tema Para Um Adeus
  • 1986: Fernando Mendes
  • 1988: Fernando Mendes
  • 1989: Fernando Mendes
  • 1991: Fernando Mendes
  • 1993: Fernando Mendes
  • 1994: Fernando Mendes
  • 1996: Fernando Mendes
  • 2003: Ao Vivo

Referências

  1. a b "7 de maio - Nascimentos". Projeto VIP. Consult. 19 de junho de 2012. 
  2. "Estilo brega dribla a crítica e se mantém na crista da onda". O Mossoroense. Consult. 19 de junho de 2012. 
  3. Marcus Vinicius Jacobson (11/05/2010). "Entrevista especial: Fernando Mendes". MHVP. Consult. 20 de junho de 2012. 
  4. Bahiana, Ana Maria. Almanaque Anos 70. Rio de Janeiro: Ediouro, 2006. p. 80. ISBN 85-00-01788-0
  5. "Fernando Mendes, e seu Disco de Ouro". Flog Fernando Mendes (Flogão). 03/03/2007. Consult. 22 de junho de 2012. 
  6. "Música: Você Não Me Ensinou A Te Esquecer". MusikCity. Consult. 22 de junho de 2012. 
  7. "Romantismo toma conta de Quixaba em maio". Prefeitura Municipal da Quixaba. Consult. 22 de junho de 2012. 
  8. "José Augusto, Fernando Mendes e Alcione fazem show juntos no Recife". G1. 24/10/2011. Consult. 19 de junho de 2012. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]