Gaels

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde agosto de 2011). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Ilhas Britânicas no século V D.C., entre a partida dos Romanos da Bretanha e a fundação dos reinos anglo-saxónicos.
  Área com falantes de línguas gaélicas.
  Área com falantes de línguas pictas.
  Área com falantes de línguas britônicas.

Gaels (por vezes designados por Goidels) é um termo que designa os falantes de uma das línguas gaélicas e célticas: irlandês, escocês gaélico e manx.[1] O dialecto gaélico teve origem na Irlanda, tendo, em seguida, se espalhado para o oeste e o norte da Escócia e na Ilha de Man. Nos tempos modernos, como as línguas gaélicas foram significativamente substituídas pelo inglês, o termo "Gael" também é usado pelos irlandeses ou pelos celtas escoceses, independentemente da sua língua.

Sociedade Gael era tradicionalmente centrada em clãs, cada um com seu próprio território e líderes, eleitos pelo sistema de Tanistry. Os Gaels eram originalmente Pagãos que adoravam os Tuatha Dé Danann, veneravam seus ancestrais e acreditavam no Outro Mundo. Seus quatro festivais anuais – Samhain, Imbolc, Beltane e Lughnasadh – continuam a ser celebrados em tempos modernos. Os Gaels têm uma forte tradição oral. Inscrições no alfabeto gaélico Ogham começaram a existir no século I. Com sua conversão ao cristianismo foi introduzida a escrita, e irlandês gaélico possui a mais antiga literatura de vernáculo da Europa ocidental. Mitologia irlandesa e suas leis foram mantidas, porém cristianizadas. Monastérios gaélicos eram renomados centros de aprendizado e tiveram um papel fundamental no desenvolvimento da arte insular. Gaels tinham seu próprio estilo de vestimenta, como os tradicionais padrões xadrez e Kilts da Escócia. Eles também possuem estilos distintos de música, dança e esportes como o futebol gaélico e Hurling.

As línguas gaélicas são um dos dois ramos das línguas insulares célticas, sendo o outro o das línguas britônicas.

Referências

  1. "Gael" é frequentemente usado pelos falantes de escocês gaélico. "Goidels" foi avançado por John Rhys em Early Britain (1882) como um termo geral para se referir a todos os falantes das línguas gaélicas, e tem sido usado comummente em estudos célticos. Ver «Goidel». Oxford English Dictionary. 1989. Consultado em 14 de Abril de 2010  .
Ícone de esboço Este artigo sobre linguística ou um linguista é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.