George R. Stewart

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

George Rippey Stewart (31 de Maio de 1895 - 22 de Agosto de 1980) foi um toponimista estado-unidense, um escritor e professor de inglês na Universidade de Berkeley, Califórnia (até 1962).

Nascido em Sewickley, Pensilvânia, George Stewart foi educado na Universidade Princeton, na universidade da Califórnia e na Universidade Columbia.

Ele é mais bem conhecido pelo seu único livro de ficção científica, Earth Abides, de 1949, uma ficção científica apocalíptica, pelo qual ganhou o primeiro International Fantasy Award em 1951. A ficção foi dramatizada no programa de rádio Escape e inspirou The Stand, obra de Stephen King.[1]

O seu livro de 1941, Storm, destacando-se como sua protagonista uma tempestade no Oceano Pacífico, chamada "Maria", que levou ao Serviço Nacional de Meteorologia dos Estados Unidos a usar nomes pessoas para designar tempestades[2] e inspirou Alan Jay Lerner e Frederick Loewe a escrever a música "They Call the Wind Maria" para o músical Paint Your Yagon, em 1951.[3]

George R. Stewart foi um membro fundador da American Name Society em 1956-1957 e ele serviu, uma vez, como testemunha chave numa tentativa de assassinato de um especialista em nomes familiares. Seus trabalhos acadêmicos sobre a poesia métrica das baladas (publicada sob o nome de George R. Stewart Jr.), começando com sua dissertação em Ph.D., em 1922, na Universidade de Columbia, continua importante em sua área.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Dodds, Georges T. «George R. Stewart» (sidebar) (em inglês). Consultado em 12 de junho de 2007 
  2. National Hurricane Center. «Naming Hurricanes» (em inglês). Consultado em 12 de junho de 2007 
  3. Laboratório Oceanográfico e Meteorológico do Atlântico. «Dorst, Neal. Hurricane Research Division: Frequently Asked Questions:J4» (em inglês). Consultado em 15 de abril de 2008 
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.