Gil Martins Felippe

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Gil Felippe
junho de 2009
Nome completo Gil Martins Felippe
Nascimento 25 de maio de 1934
São Carlos
Morte 19 de agosto de 2014 (80 anos)
São Paulo
Nacionalidade brasileiro
Ocupação Cientista especializado em Fisiologia Vegetal, escritor

Gil Martins Felippe (São Carlos, SP) foi um cientista brasileiro especialista em Fisiologia Vegetal, e escritor. Assinava seus livros mais recentes como Gil Felippe. Era filho de Bernardina Martins Felippe (Porto Ferreira, SP, 15 de julho de 1909 - 22 de janeiro de 1995), professora primária, e Virgilio Felippe (Guarda, Portugal, 22 de maio de 1904-14 de julho de 1996), contador e funcionário da antiga Companhia Paulista de Estradas de Ferro. Vivia em São Paulo, SP.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Gil Felippe era PhD pela Universidade de Edimburgo, Escócia, Grã-Bretanha, onde também fez seu pós-doutorado, na área de Botânica, com especialização em Fisiologia Vegetal, área Desenvolvimento. O PhD foi feito sob a orientação do Professor John E. Dale.

Os cursos primários, secundário e de professor normalista foram feitos no Instituto de Educação Dr. Álvaro Guião em São Carlos, SP. Fez o curso de graduação em História Natural na Universidade de São Paulo - USP.

Foi Biologista do Instituto de Botânica de São Paulo; Professor colaborador do Departamento de Botânica da Universidade de São Paulo, em São Paulo; Pesquisador do Departamento de Botânica da Universidade de Edimburgo, na Escócia; Professor Titular do Departamento de Fisiologia Vegetal, da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) e Professor Visitante do Instituto de Botânica de São Paulo.

Na UNICAMP foi professor no Curso de Graduação da disciplina de Fisiologia do Desenvolvimento, orientou trabalhos de Iniciação Científica e teses de Mestrado e Doutorado, além de atuar em pesquisa. Teve participação ativa em Congressos Nacionais e Internacionais. Publicou 168 artigos cientificos. Orientou 17 teses de mestrado e 12 teses de doutorado. É aposentado como Professor Titular da Universidade Estadual de Campinas desde 1991.

Nas duas últimas décadas de sua vida dedicava-se integralmente à atividade de escritor. Escrevia livros, em que transferia conhecimentos científicos para a sociedade em geral

Comunidade cientifica[editar | editar código-fonte]

Foi um dos fundadores da Associação Paulista de Biologistas e presidente de ética dessa entidade (1975-1977).

Fundador da Sociedade Botânica de São Paulo e seu primeiro presidente (1981 - 1982), e presidente entre 1989 e 1993. Antes havia sido Diretor da Regional de São Paulo da Sociedade Botânica do Brasil (1980 - 1981).

Sócio Benemérito e Membro Remido da Sociedade Botânica do Brasil.

Foi um dos fundadores da Revista Brasileira de Botânica. Foi Editor Chefe da Revista Brasileira de Botânica (1980-1982; 1989-1993).

Pertenceu à Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência, à Society for Experimental Biology da Grã-Bretanha e à Federation of European Societies of Plant Physiology.

Foi pesquisador nível 1A do CNPq de 1977 a 1999.

Era Membro Titular da Academia de Ciências do Estado de São Paulo desde 1977.

Foi Coordenador da área de Biologia da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - FAPESP (1982) e Coordenador de Ciências Agrárias do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - CNPq, comitê de Zoologia e Botânica (1982-1985).

Livros publicados[editar | editar código-fonte]

  • O saber do sabor – as plantas nossas de cada dia. (ilustrações Maria Cecília Tomasi). Editora Salamandra, Lisboa e Capacitas, São Paulo, 192p, 1998.
  • Entre o jardim e a horta – as flores que vão para a mesa. (ilustrações Maria Cecília Tomasi). Editora Senac, São Paulo, 286p, 2003.
  • No Rastro de Afrodite: plantas afrodisíacas e culinária. (ilustrações Maria Cecília Tomasi). Ateliê Editorial e Editora Senac, São Paulo, 310p, 2004.
  • Frutas – sabor à primeira dentada. (ilustrações Maria Cecília Tomasi). Editora SENAC, São Paulo, 302p, 2005.
  • O saber do sabor – as plantas nossas de cada dia. (ilustrações Maria Cecília Tomasi). Segunda Edição. Editora Setembro, Holambra, 157p, 2006
  • Grãos e sementes – a vida encapsulada. (ilustrações Maria Cecília Tomasi). Editora SENAC, São Paulo, 430p, 2007.
  • Do Éden ao Éden – jardins botânicos e a aventura das plantas.(co-autor Lilian Penteado Zaidan). Editora SENAC, São Paulo, 318p, 2008.
  • Árvores frutíferas exóticas. Editora Sarandi, São Paulo, 64p, 2008.
  • Amaro Macedo – o solitário do cerrado (co-autor Maria do Carmo Duarte Macedo). Ateliê Editorial, Cotia, 224p, 2009.
  • Venenosas - plantas que matam também curam. (ilustrações Maria Cecília Tomasi). Editora SENAC, São Paulo, 352p, 2009.
  • Árvores frutíferas brasileiras. Editora Sarandi, São Paulo, 64p, 2009.
  • Amendoim - história, botânica e culinária. Editora SENAC, São Paulo, 232p, 2011.
  • O rio na parede. Ateliê Editorial,São Paulo, 85p, 2012.
  • Gaia: o lado oculto das plantas - Tubérculos, rizomas, raízes e bulbos. Edições Tapioca, São Paulo, 118p, 2012.
  • Cães, gatos e plantas - o veneno ao alcance das patas. Editora Setembro, Holambra, 160p, 2012.

Prêmios recebidos[editar | editar código-fonte]

- O livro No rastro de Afrodite – plantas afrodisíacas e culinária recebeu dois prêmios do Gourmand World Cookbook Awards em 2004, como melhor livro de história da culinária no Brasil e como melhor ilustração em um livro de culinária no Brasil.

- O livro Grãos e sementes – a vida encapsulada recebeu dois prêmios do Gourmand World Cookbook Awards em 2007 como melhor livro de um único assunto de culinária no Brasil e como melhor ilustração em um livro de culinária no Brasil.

Tese de PhD[editar | editar código-fonte]

  • Effects of a quaternary ammonium compound and gibberellic acid on the growth of Phaseolus. Ph.D. Thesis. University of Edinburgh. 128p, 1967.

Livros técnicos[editar | editar código-fonte]

  • Fitocromo e crescimento vegetal (tradução de "Phytochrome and plant growth" de R.E. Kendrick e B. Frankland). EPU e EDUSP, São Paulo, 76p, 1981.
  • Anatomia do vegetal em desenvolvimento (revisão técnica da tradução de "Developmental plant anatomy" de A.R. Gemmell). EPU e EDUSP, São Paulo, 73p, 1981.
  • Luz e vida vegetal (tradução de "Light and plant life" de J.M. Whatley e F.R. Whatley). EPU e EDUSP, São Paulo, 101p, 1981.
  • Fisiologia do desenvolvimento vegetal (co-autores I.F.M. Válio, M.F.A. Pereira, R.R. Sharif e S.R.V. Santos). Editora Campus, Rio de Janeiro, 66p, 1983.
  • Fisiologia do desenvolvimento vegetal (co-autores I.F.M. Válio, M.F.A. Pereira, R.R. Sharif e S.R.V. Santos). Editora da UNICAMP, Campinas, 64p, 2º edição, 1985.

Referências[editar | editar código-fonte]

  • Biblioteca Digital da UNICAMP - Dissertações e Teses defendidas no Instituto de Biologia - IB <http://libdigi.unicamp.br/document/list.php?tid=35>. Última consulta em 17 de julho de 2009.
  • Conselho Regional de Biologia - sobre o livro "Frutas - Sabor À Primeira Dentada" <http://www.crbio1.org.br/acontece/geral.asp?action=acontece&area=sup&menu=livros&id=377>. Última visita em 1 de junho de 2009.
  • Conselho Regional de Biologia - sobre o livro "ENTRE O JARDIM E A HORTA – As flores que vão para a mesa" <C:\Documents and Settings\Gil\Desktop\Sobre Gil\Conselho Regional de Biologia.mht>. Última visita em 1 de junho de 2009.
  • Currículo do Sistema de Currículos Lattes - Gil Martins Felippe <http://lattes.cnpq.br/7615400101218093>. Última atualização em 12/2009.
  • Editora SENAC - sobre Gil Martins Felippe <http://www.editorasenacsp.com.br/autor_new.cfm?id=1329>. Última consulta em 1 de julho de 2009.
  • Felippe, G. M. . Anatomia do vegetal em desenvolvimento - Revisão. 1. ed. São Paulo: EPU / EDUSP, 1981. v. 1. 73 p.
  • Felippe, G. M. . Árvores Frutíferas Exóticas. 1. ed. São Paulo: Sarandi, 2008. v. 1. 64 p, ISBN 9786599018217
  • Felippe, G. M. . Entre o jardim e a horta - as flores que vão para a mesa. 1ª ed. São Paulo: Editora SENAC, 2003. v. 1. 286 p., ISBN 85-7359-319-9
  • Felippe, G. M. . Entre o jardim e a horta: as flores que vão para a mesa. 2ª ed. São Paulo: Editora SENAC, 2004. v. 1. 286 p.
  • Felippe, G. M. . Fitocromo e Crescimento Vegetal - Tradução. 1. ed. SAO PAULO: EPU / EDUSP, 1981. v. 1. 76 p.
  • Felippe, G. M. . Frutas - sabor à primeira dentada. 1ª ed. São Paulo: Editora SENAC, São Paulo, 2005. v. 1. 302 p., ISBN 85-7359-421-7
  • Felippe, G. M. . Grãos e Sementes - A vida encapsulada. 1. ed. São Paulo: Editora SENAC São Paulo, 2007. v. 1. 430 p., ISBN 978-85-7359-540-6
  • Felippe, G. M. . Luz e Vida Vegetal - Tradução. 1. ed. SAO PAULO: EPU / EDUSP, 1982. v. 1. 101 p.
  • Felippe, G. M. . No rastro de Afrodite – plantas afrodisíacas e culinária. 2º ed. São Paulo: Ateliê Editorial e Editora SENAC, 2005. v 1 311p. ISBN 85-7480-232-8 (Ateliê) e ISBN 85-7559-397-9 (Editora Senac São Paulo)
  • Felippe, G. M. . O Saber do Sabor - As plantas nossas de cada dia. 1. ed. Lisboa (Portugal) e São Paulo: Editora Salamandra (Lisboa) e Editora Capacitas Internacional (São Paulo), 1998. 193 p.
  • Felippe, G. M. . O Saber do Sabor - As plantas nossas de cada dia. 2º. ed. Holambra, SP: Editora Setembro, 2005. v. 1. 157 p., ISBN 85-99249-02-9
  • Felippe, G. M. ; MACEDO, M. C. D. . Amaro Macedo - o solitário do cerrado. 1. ed. São Paulo: Ateliê Editorial, 2009. v. 1. 224 p., ISBN 978-85-7480-430-9
  • Felippe, G. M. ; VÁLIO, I. F. M. ; PEREIRA, M. F. A. ; SHARIF, R. R. ; VIEIRA, S. R. . Fisiologia do Desenvolvimento Vegetal. 1. ed. CAMPINAS: UNICAMP, 1985. v. 1. 66 p.
  • Felippe, G. M. ; ZAIDAN, L. B. P. . Do Éden ao Éden -jardins botânicos e aventura das plantas. 1. ed. São Paulo: Editora SENAC São Paulo, 2008. v. 1. 318 p., ISBN 978-85-7359-759-2
  • Folha On-Line - Botânico ensina a florescer as refeições <http://www1.folha.uol.com.br/folha/equilibrio/noticias/ult263u2960.shtml>. Última consulta em 28 de junho de 2009.
  • Gazeta do Povo, Caderno Rascunho - A vida que segue <http://rascunho.gazetadopovo.com.br/a-vida-que-segue/>. Última consulta em 11 de junho de 2013.
  • Horta, Nina. Dezenove mangaritos. Folha de S.Paulo, Ilustrada, p 4, 2 de julho de 1999.
  • Horta, Nina. Escritores tiram do forno seus pratos quentes. Folha de S.Paulo, Ilustrada, p 4, 12 de setembro de 1998.
  • Horta, Nina. Por onde andarás ioimbina? Folha de S.Paulo, Ilustrada, p 4, 15 de agosto de 2001.
  • Instituto de Biociências - Universidade de São Paulo. Graduados pela Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras <http://www.ib.usp.br/ibhistoria/50anos/1934grad.htm>. Última visita em 18 de julho de 2009.
  • Instituto de Botânica - histórico da Seção de Fisiologia e Bioquímica de Plantas <http://www.ibot.sp.gov.br/INSTITUTO/fisio.htm>. Última consulta em 14 de julho de 2009
  • Jornal do Conselho regional de Biologia (1ª região - SP,MT, MS). Ano VII, nº 95, 2002. p. 5-6-7, 8 e capa.
  • Lancellotti, Silvio. Professor ensina a alquimia das plantas. O Estado de S. Paulo, Caderno 2, p 25, 31 de agosto de 1998
  • Melo Lopes, Isaias. Com o tempero da ciência. Revista Gula, São Paulo, nº 71, p. 18, setembro de 1998
  • Ferri, M. G. Fisiologia Vegetal 2. São Paulo: E.P.U. & EDUSP, 1979. v1. 392p.
  • Membros da Academia de Ciências do Estado de São Paulo (ACIESP) <http://www.acadciencias.org.br/membros-biociencias.html>. Última visita em 17 de julho de 2009.
  • Nogueira, E. Uma História Brasileira da Botânica. 1. ed. São Paulo: Marco Zero Editora, 2000. 225 p., ISBN 85-279-0211-7
  • O Biólogo nº 5 - 2008. <http://issuu.com/mteles13/docs/revista_05_2008/6>. Última visita em 29 de janeiro de 2018
  • O Biólogo nº 8 - 2008. <http://issuu.com/mteles13/docs/obiologo/10>. Última visita em 29 de janeiro de 2018
  • Pesquisa Google Acadêmico - Felippe G <http://scholar.google.com.br/scholar?q=Felippe+G&hl=pt-BR&lr=&btnG=Pesquisar&lr⇒. Última visita em 1 de junho de 2009.
  • Sistema NOU-RAU - Biblioteca Digital da UNICAMP <http://libdigi.unicamp.br/document/list.php?tid=7>. Última visita em 1 de junho de 2009.
  • Sociedade Brasileira de Fisiologia Vegetal - Luiz Fernando Gouveia Labouriau <http://www.sbfv.org.br/arquivos/labourian.pdf>. Última consulta em 18 de julho de 2009
  • Universidade Estadual de Campinas - 500 teses na Biologia Vegetal <http://www.unicamp.br/unicamp/divulgacao/2004/06/04/pos-em-biologia-vegetal-registra-mais-de-500-teses>. Última visita em 15 de julho de 2009.