Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de FAPESP)
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde janeiro de 2015). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) é uma instituição pública de fomento à pesquisa acadêmica ligada à Secretaria de Ensino Superior do governo do estado de São Paulo.

Foi fundada em 1962, cumprindo disposição da Constituição estadual de 1947, com o objetivo de incentivar e subsidiar a pesquisa no Estado, especialmente a desenvolvida nas universidades. Com autonomia garantida por lei - o que significa que os seus dirigentes, escolhidos pelo Governador em listas tríplices, têm mandato fixo -, a FAPESP concede auxílios a pesquisa e bolsas em todas as áreas do conhecimento e financia outras atividades de apoio à investigação, ao intercâmbio e à divulgação da ciência e da tecnologia em São Paulo.

Atualmente, a FAPESP recebe um percentual fixo dos impostos arrecadados no estado de São Paulo e concedeu, em 2006, mais de 580 milhões de reais em bolsas e auxílios a pesquisa, em diversas áreas, como Ciências Biológicas, Ciências da Saúde, Ciências Exatas, Engenharias, Ciências Agrárias, Ciências Sociais aplicadas, Ciências Humanas, Letras,Lingüística e Artes.

Recentemente, a FAPESP tem investido em projetos relacionados ao Genoma e à inovação industrial, o que aumentou consideravelmente a visibilidade da ciência e tecnologia brasileira no exterior.

A FAPESP funcionou como pioneira no sistema de financiamento, pelas Unidades da Federação, à pesquisa. Várias outras fundações estaduais foram criadas, em especial a partir da mobilização da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC) em face das Constituintes estaduais de 1989. Embora nem todas tenham conseguido êxito, várias delas têm-se mostrado eficazes.

Como se dá o apoio[editar | editar código-fonte]

As bolsas se destinam a estudantes de graduação, através de bolsas de iniciação científica, e a estudantes de pós-graduação, com bolsas de mestrado, doutorado e pós-doutorado.

As Bolsas e Auxílios são concedidos dentro de três linhas de financiamento: Linhas Regulares, Programas Especiais e Inovação Tecnológica.

As Linhas Regulares estão voltadas para o atendimento da demanda espontânea (a chamada demanda de balcão) dos pesquisadores ligados às universidades e institutos de pesquisa sediados no Estado de São Paulo. Constituem, portanto, um sólido suporte das propostas de pesquisa livremente pensadas e formuladas pela comunidade científica e tecnológica paulista.

Os Programas Especiais voltam-se para a superação de carências existentes (ou até mesmo antevistas) no Sistema de Ciência e Tecnologia do Estado. Já a linha de Inovação Tecnológica compreende diversos programas cujas pesquisas têm grande potencial de desenvolvimento de novas tecnologias e de aplicação prática em diversas áreas do conhecimento. Os programas dessas duas linhas, financiados sobretudo com receitas patrimoniais da instituição, são os pilares da ação indutora, orientadora, do desenvolvimento científico e tecnológico que também cabe à FAPESP desempenhar, em afinação com a política de Ciência e Tecnologia do governo estadual.

Candidatos a apoio da FAPESP, dentro das Linhas Regulares ou nos Programas Especiais, dispõem de formulários apropriados a cada caso para encaminhar suas propostas. Há também alguns procedimentos a serem observados pelo solicitante de apoio da Fundação.

Processo de avaliação[editar | editar código-fonte]

Todas as propostas encaminhadas à FAPESP, enquadradas em quaisquer de seus programas, são avaliadas quanto ao mérito científico ou tecnológico e quanto à sua adequação às normas e critérios de prioridade da FAPESP.

Essa avaliação é feita por pares, assessores escolhidos entre cientistas de reconhecida competência, de acordo com a natureza e a área do conhecimento em que se insere cada projeto.

A FAPESP tem, assim, uma vasta rede de assessores voluntários, a maioria pesquisadores em atividade no Estado de São Paulo, enquanto algumas centenas estão espalhados pelo Brasil e Exterior.

Bolsas regulares no Brasil[editar | editar código-fonte]

Tipo Valor (R$)[1] Reserva Técnica (anual)[2]
Iniciação Científica/Tecnológica (IC)
579,30
10% do valor anual da bolsa
Mestrado 1 (MS 1)
1.701,90
10% do valor anual da bolsa
Doutorado Direto 1 (DD 1) 30% do valor anual da bolsa
Mestrado 2 (MS 2)
1.806,60
10% do valor anual da bolsa
Doutorado Direto 2 (DD 2) 30% do valor anual da bolsa
Doutorado 1 (DR 1) e Doutorado Direto 3 (DD 3)
2.508.60
30% do valor anual da bolsa
Doutorado 2 (DR 2) e Doutorado Direto 4 (DD 4)
3.104,70
30% do valor anual da bolsa
Pós-Doutorado (PD-BR)
6.143,40
15% do valor anual da bolsa

Alguns Projetos[editar | editar código-fonte]

  • Rede Acadêmica de São Paulo (ANSP - Academic Network of São Paulo): surgiu em 1988, permitindo o acesso às redes BITNET (DECnet) e HEPNET (High Energy Physics Network). Entre 1992 e 1994, era o único acesso que o Brasil possuia a Internet, tanto no meio acadêmico quanto no comercial. Entre 1991 e 2006, a FAPESP foi responsável pelo registro de domínios e distribuição de endereços IP no país, atividade posterior e atualmente atribuída ao Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR (NIC.br).
  • SciELO: uma das maiores bibliotecas digitais do mundo, contendo inúmeras publicações científicas brasileiras, em parceria com a BIREME, o Centro Latinoamericano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde. Este projeto também é patrocinado por outra importante agência de fomento brasileira, o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).
  • TIDIA: nova rede acadêmica do estado de São Paulo que, através do uso de tecnologias de fibra óptica, será uma das mais rápidas do mundo.
  • Agência FAPESP: Agência de notícias em ciência e tecnologia que envia boletins diários e gratuitos para leitores de todo o mundo.
  • Revista Pesquisa FAPESP: publicação com o objetivo de popularizar a ciência. Conquistou o Prêmio José Reis de Divulgação Científica e Tecnológica, do CNPq.
  • Biblioteca Virtual (BV/CDi) da FAPESP: especializada em Ciência, Tecnologia e Inovação (CT&I), disponibiliza à comunidade científica e à sociedade civil informações sobre a produção científica e tecnológica, resultantes do apoio financeiro da Fundação a projetos de pesquisa em todas as áreas do conhecimento.

Referências

  1. Tabela de Valores de Bolsas no País (em português) FAPESP. Visitado em 17 de janeiro de 2015.
  2. Normas para Utilização dos Recursos da Reserva Técnica Concedidos pela FAPESP (em português) FAPESP. Visitado em 17 de janeiro de 2015.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]