Grande Buda de Leshan

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Pix.gif Paisagem do Monte Emei, incluindo a Paisagem do Grande Buda de Leshan *
Welterbe.svg
Património Mundial da UNESCO

Buddha Leshan01.jpg
Grande Buda de Leshan
País República Popular da China
Critérios (iv)(vi)(x)
Referência 779
Coordenadas 29° 32′ N 103° 46′ E
Histórico de inscrição
Inscrição 1996  (20ª sessão)
* Nome como inscrito na lista do Património Mundial.

O Grande Buda de Leshan é uma estátua de Buda situada num desfiladeiro na confluência dos rios Minjiang, Dadu e Qingyi, próximo à cidade de Leshan, no sul da província de Sichuan, na República Popular da China. Com 71 metros de altura, é a maior estátua de Buda do mundo. Foi declarado Património Mundial da Unesco em 1996.

História[editar | editar código-fonte]

A estátua foi construída na dinastia Tang. Em 713, um monge chamado Haitong que visitava a província de Sichuan decidiu construir a estátua. O monge Haitong decidiu construir uma grande estátua de Buda no local porque esperava que, com isso, o Buda ajudasse a acalmar as turbulentas águas do rio, que dificultavam a navegação. Ele passou então a pedir esmola em todo o país para financiar a construção. Quando percebeu que o financiamento não seria suficiente, segundo a lenda, Haitong arrancou seus próprios olhos para mostrar piedade e devoção. Mas, depois da morte do monge, a construção parou.

A construção foi, então, assumida pelos governantes locais e, com os esforços das duas gerações, em 803, a construção da estátua finalmente terminou. Inicialmente, a estátua era protegida do sol e da chuva por uma estrutura de madeira de treze andares. Porém essa estrutura foi destruída e saqueada pelos mongóis no final da dinastia Yuan. Desde então, a estátua fica exposta ao sol e à chuva, contando embora com uma sofisticado sistema de drenagem em vários pontos da estátua.

Galeria[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Grande Buda de Leshan