Idealismo transcendental

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde junho de 2017). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Idealismo transcendental é uma terminologia aplicada à epistemologia de Immanuel Kant, filósofo do século XVIII.

Segundo esta, os fenômenos da realidade objetiva, por serem incapazes de se mostrar aos homens exatamente tais como são, não aparecem como coisas-em-si, mas como representações subjetivas construídas pelas faculdades humanas de cognição. Seu oposto seria o idealismo dogmático.

Esta forma de idealismo afirma que o ego transcendental, consegue apreender conhecimento através dos sentidos e também de conceitos centrais, as categorias. Esta epistemologia está em contraste com o idealismo de René Descartes e o idealismo dogmático de George Berkeley.

Referências[editar | editar código-fonte]