Ilha de Alcatraz

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Se foi redirecionado(a) para esta página e não é a que procura, consulte: Alcatraz (desambiguação).
Ilha de Alcatraz
LocationAlcatraz.svg
Alcatraz no centro da Baía de São Francisco
37° 49' S 122° 25' O
Geografia física
País  Estados Unidos
Localização Baía de São Francisco
 Califórnia
Área 9 hectares  km²
Geografia humana
População Desabitada
Alcatraz.JPG
Prisão de Alcatraz
Alcatraz Island
Registro Nacional de Lugares Históricos
Marco Histórico Nacional dos EUA
Categoria V (Paisagem/Costa Protegida)
Vista aérea da ilha de Alcatraz
Ilha de Alcatraz está localizado em: Califórnia
Coordenadas: 37° 49′ N 122° 25′ W
Construído/Fundado: 1934 (82 anos)
Administração: Serviço Nacional de Parques
Adicionado ao NRHP: 23 de junho de 1976 (40 anos)[1][2]
Nomeado NHL: 17 de janeiro de 1986 (30 anos)[3][4][5]
Registro NRHP: 76000209

Alcatraz é uma ilha localizada no meio da Baía de São Francisco na Califórnia, Estados Unidos. Inicialmente foi utilizada como base militar, e somente mais tarde foi convertida em uma prisão de segurança máxima. Atualmente, é um ponto turístico operado pelo National Park Service junto com a Área de Recreação Golden Gate.

Alcatraz foi uma base militar de 1850 a 1930. Posteriormente, foi adquirida pelo Departamento de Justiça dos Estados Unidos, em 12 de Outubro de 1933, quando sofreu a conversão. Em 1 de Janeiro de 1934, foi re-inaugurada como uma Prisão Federal. Durante seus 29 anos de existência, a prisão alojou alguns dos maiores criminosos norte-americanos, como Al Capone, Robert Franklin Stroud (o Birdman of Alcatraz), Alvin Karpis e Frank Morris. A prisão foi fechada em 21 de Março de 1963, menos de um ano após a primeira fuga realizada na prisão. O governo alegou que o complexo foi fechado devido ao seu alto custo de manutenção, e ao fato de que não garantia uma total segurança, em relação às prisões mais modernas. Era mais fácil e mais barato construir uma prisão nova do que melhorar as condições de Alcatraz.

Em 1969, um grupo de nativos norte-americanos criou um movimento que ocupou a ilha, baseando-se num tratado federal de 1868, que permitia que os nativos utilizassem todo o território que o governo não usava ativamente . Após quase dois anos de ocupação, o governo os retirou da ilha.

Durante 29 anos, a prisão de Alcatraz nunca registou oficialmente fugas bem sucedidas de prisioneiros. Em todas as tentativas, os fugitivos foram mortos ou afogavam-se nas águas da baia de São Francisco. Três fugitivos, Frank Morris, e os irmãos John e Clarence Anglin, desapareceram das sua celas em 11 de Junho de 1962. Somente algumas provas foram encontradas, e elas levam a crer que os prisioneiros morreram, mas, oficialmente, ainda estão listados como desaparecidos e provavelmente afogados. Em 1979 foi feito um filme sobre essa fuga com Clint Eastwood chamado Escape from Alcatraz. A história chegou a ser testada no programa "Mythbusters-Os Caçadores de Mitos" no episódio Fuga de Alcatraz.

Em outubro de 2015 documentário do canal "History" foi divulgado, onde foram apresentadas novas evidências que indicam que os irmãos Anglin não somente sobreviveram, como mantiveram contato com sua família e teriam fugido para o Brasil.[6]

História[editar | editar código-fonte]

Em 1775 o navegador Juan de Ayala descobriu a ilha e a batizou de La Isla de los Alcatraces (Ilha dos Pelicanos, em português). O United States Census Bureau nunca registrou o número de habitantes da ilha, mesmo quando esta servira de prisão e base militar e no Censo de 2000 a ilha permanecia desabitada.

Base Militar[editar | editar código-fonte]

O primeiro proprietário registado da ilha foi Carlos Gonzalez Rodriguez, mais conhecido como William Workman, que recebeu a localidade como presente de seu amigo e governador mexicano Pío Pico em 1846. No mesmo ano o militar John Charles Frémont da República da Califórnia, em nome do Governo dos Estados Unidos, arrematou a ilha por 5 mil dólares.

Em 1850, o presidente Millard Fillmore transformou a ilha em base militar como consequência da Guerra Mexicano-Americana e Frémont ainda aguardava uma compensação por adquirir a ilha para o país, mas o governo simplesmente o ignorou e não saldou a dívida. Frémont e seus herdeiros lutaram sem sucesso durante anos nos tribunais pelo saldo da dívida.

Após a Aquisição da Califórnia pelos Estados Unidos, o Exército passou a estudar a possibilidade de construir uma fortaleza na ilha e já em 1853 o Corpo de Engenharia do Exército dos Estados Unidos, sob a direcção de Zealous B. Tower, iniciou a obra de fortificação da ilha que foi concluída em 1858. A primeira guarnição da ilha continha cerca de 200 soldados e 11 canhões. Entretanto, o poder de fogo de Alcatraz que deveria ser mostrado durante a Guerra Civil Americana teve de esperar para impressionar os sulistas. Com medo de que o arsenal de Alcatraz caísse nas mãos dos soldados do sul, o governo estabeleceu o San Francisco Arsenal para armazenar os equipamentos. Apesar do poder de fogo, Alcatraz não participou ofensivamente da Guerra de Secessão, mas foi usada para aprisionar simpatizantes dos Confederados.

Prisão Militar[editar | editar código-fonte]

Devido ao frio proveniente da costa e às correntes fortes da Baía de São Francisco, Alcatraz foi usada como prisão durante a Guerra Civil e não participou activamente da guerra como fortaleza. Mas, após a guerra o Exército concluiu que as armas de Alcatraz eram obsoletas se comparadas aos avanços tecnológicos do pós-guerra. Vários planos de modernização da fortificação foram idealizados, mas nunca saíram do papel. Depois do fracasso nos planos de modernização da ilha, o Exército decidiu estabelecer lá uma prisão militar. Em 1867, uma penitenciária foi construída de tijolos e em 1868 Alcatraz foi oficialmente designada como centro de detenção de longo prazo para os prisioneiros militares.

Em 1898, a Guerra Hispano-Americana aumentou a população de 26 para 450 prisioneiros. Após o Terremoto de 1906 os prisioneiros foram transferidos para uma prisão da região. Em 1912 a prisão já estava em sua capacidade máxima. Em 21 de Março de 1907 foi designada Prisão Militar do Oeste dos Estados Unidos. A ampliação do sector de celas começou em 1909 e para acomodar o novo bloco de celas três quartéis foram demolidos até o primeiro andar, o que realmente ficou abaixo do nível do solo. O prédio foi construído sobre um poço escavado para reforçar o seu potencial defensivo. O primeiro andar foi, então, incorporado ao bloco de novas celas, dando origem à lenda popular de masmorras abaixo do bloco principal. A prisão militar foi desativada em Março de 1963. Alcatraz foi uma das maiores prisões e será recordada por isso.

Turismo e Cultura[editar | editar código-fonte]

Em 23 de junho de 1976, o Complexo de Alcatraz foi designado um distrito do Registro Nacional de Lugares Históricos[1][2] e declarado um Marco Histórico Nacional em 17 de janeiro de 1986[3][4][5]. Já em 1993, o Serviço Nacional de Parques divulgou um plano chamado Alcatraz Development Concept and Environmental Assessment (Conceito de Desenvolvimento e Avaliação Ambiental de Alcatraz). O projeto foi aprovado em 1980 e permitiu a promoção turística da ilha. A partir de então, os turistas podem apreciar a bela vista da cidade de São Francisco e observar a fauna e flora local.

Série de Televisão[editar | editar código-fonte]

Em janeiro de 2012 estreou nos EUA a série Alcatraz, no canal FOX, do produtor J.J. Abrams, famoso por séries como Lost & Fringe, na qual é narrado o desaparecimento de 63 homens, guardas e prisioneiros, bem no instante em que eram transportados para fora da ilha, no dia em que a prisão foi oficialmente fechada. A série recebeu boa crítica pelo público, no entanto, foi cancelada após a primeira temporada. No Brasil, era exibida pelo canal pago Warner Channel.

Proposta de Centro da Paz[editar | editar código-fonte]

A Fundação Global da Paz propôs a demolição da prisão e a construção de um centro cultural em seu lugar. Durante o ano anterior, foram recolhidas 10.350 assinaturas para a execução do projeto. O plano proposto é estimado em 1 bilhão de dólares. Para que o plano fosse aprovado, o Congresso teria de retirar a ilha do controle do National Park Service. Críticos do plano dizem que Alcatraz é muito rica em história para ser destruída. Em 6 de fevereiro de 2008, o projeto não conseguiu passar pelo Congresso, pois, 72% dos eleitores rejeitaram a proposição.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b «Documentação de designação para o NRHP» (PDF) (em inglês). Serviço Nacional de Parques. Consultado em 20 de abril de 2013. 
  2. a b «Fotos para documentação de designação para o NRHP» (PDF) (em inglês). Serviço Nacional de Parques. Consultado em 20 de abril de 2013. 
  3. a b «Alcatraz Island» (em inglês). National Historic Landmarks Program. Consultado em 20 de abril de 2013. 
  4. a b «Documentação de designação para o NHL» (PDF) (em inglês). Serviço Nacional de Parques. Consultado em 20 de abril de 2013. 
  5. a b «Fotos para documentação de designação para o NHL» (PDF) (em inglês). Serviço Nacional de Parques. Consultado em 20 de abril de 2013. 
  6. «Fugitivos de Alcatraz em 1962 podem estar vivos e no Brasil, diz família». Mundo. 2015-10-13. Consultado em 2016-05-29. 
Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Ilha de Alcatraz