Processo de impeachment de Bill Clinton

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Impeachment de Bill Clinton)
Ir para: navegação, pesquisa
Impeachment de Bill Clinton
Senate in session.jpg
Senado dos Estados Unidos durante o processo de impeachment do presidente Bill Clinton em 1999, com William Rehnquist na presidência da sessão.
Acusado Bill Clinton
Proponentes Paula Jones
Período 19 de dezembro de 1998 a 12 de fevereiro de 1999
Situação Concluído pela absolvição em 12 de fevereiro de 1999
Acusações Perjúria, obstrução de justiça
Votações
Votação na Câmara dos Representantes
Resultado Aprovado
Placar 228 votos favoráveis
206 votos contrários
(acusação de perjúria)
Resultado Aprovado
Placar 221 votos favoráveis
212 votos contrários
(acusação de obstrução de justiça)
Votação no Senado
Resultado Reprovado
Placar 45 votos favoráveis
55 votos contrários
(acusação de perjúria)
Resultado Reprovado
Placar 50 votos favoráveis
50 votos contrários
(acusação de obstrução de justiça)

Bill Clinton, o 42º presidente dos Estados Unidos, sofreu um processo de impeachment pela Câmara dos Representantes sob duas acusações, uma de perjúrio e uma de obstrução da justiça, em 19 de dezembro de 1998. Dois outros artigos do impeachment (uma segunda acusação de perjúrio e uma acusação de abuso de poder) não foram aceitos pela Câmara. As acusações surgiram após o escândalo Lewinsky e a ação judicial movida por Paula Jones.

Clinton foi absolvido pelo Senado em 12 de fevereiro de 1999. Exigindo uma maioria de dois terços para a condenação, apenas 50 senadores (de 100) votaram pela acusação de obstrução e 45 pela acusação de perjúrio.[1]

A votação na Câmara e no Senado foi amplamente partidária. Na Câmara, apenas cinco representantes democratas votaram pelo impeachment. No Senado, que tinha 55 senadores republicanos, nenhum dos senadores democratas votaram pela condenação. Foi a segunda vez que um presidente sofreu um processo de impeachment na história norte-americana, sendo o outro Andrew Johnson, que também foi absolvido pelo Senado, mas pela margem de um voto.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Peter Baker, Helen Dewar. "The Senate Acquits President Clinton". The Washington Post. 13 de fevereiro de 1999. Page A1.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre os Estados Unidos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.