Iraí de Minas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Iraí de Minas
Bandeira indisponível
Brasão de Iraí de Minas
Bandeira indisponível Brasão
Hino
Fundação 30 de dezembro de 1962 (54 anos)
Gentílico iraiense
Prefeito(a) Adolfo Irineu de Carvalho (PMDB)
(2013–2016)
Localização
Localização de Iraí de Minas
Localização de Iraí de Minas em Minas Gerais
Iraí de Minas está localizado em: Brasil
Iraí de Minas
Localização de Iraí de Minas no Brasil
18° 59' 02" S 47° 27' 39" O18° 59' 02" S 47° 27' 39" O
Unidade federativa  Minas Gerais
Mesorregião Triângulo Mineiro/Alto Paranaíba IBGE/2008[1]
Microrregião Patrocínio IBGE/2008[1]
Municípios limítrofes Monte Carmelo, Romaria, Nova Ponte, Pedrinópolis, Perdizes, Patrocinio
Distância até a capital 479 km
Características geográficas
Área 357,575 km² [2]
População 6 464 hab. Censo IBGE/2010[3]
Densidade 18,08 hab./km²
Altitude 951 m
Clima Tropical de altitude cwa
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,758 elevado PNUD/2000[4]
PIB R$ 100 798,373 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 15 400,82 IBGE/2008[5]
Página oficial

Iraí de Minas é um município brasileiro do estado de Minas Gerais fundado em 1962. O município é formado pela cidade de Iraí de Minas e pequenas localidades rurais.

História[editar | editar código-fonte]

Com a descoberta de pedras preciosas e do diamante de Estrela do Sul em 1852 na região do Alto Paranaíba pelos bandeirantes ocasionou uma grande migração de garimpeiros às margens dos rios, como o Bagagem. Estes grupos de garimpeiros vieram para realizarem o trabalho de exploração e extração num local próximo, nascendo assim o povoamento de Espírito Santo do Cemitério, denominação primitiva do município. O nome deve-se ao fato de que o lugar foi um cemitério onde os garimpeiros que passavam próximos ao rio Bagagem eram sepultados, e desde então eles se instalaram em proximidades.

Em 1909 Espírito Santo do Cemitério mudaria seu nome para Iraí, palavra de origem Tupi que significa rio de mel. Em 1943 o nome do município foi novamente alterado para Bagagem, em decorrência da proximidade com o Rio Bagagem. O povoamento começou próxima ao rio Bagagem, onde foi construída uma igreja que hoje está localizada na Praça Nossa Senhora do Rosário.

Emancipado oficialmente em 30 de dezembro de 1962 do município de Monte Carmelo pela Lei Estadual n° 2764, Iraí de Minas tornou-se uma grande oportunidade de construir uma vida melhor para muitos imigrantes do Sul do Brasil com proposta de terra financiada pelo governo federal para que começassem o inicio do cultivo de plantações no município. Durante a década de 1980, os migrantes sulistas se enriqueceram plantando de modo arriscado. Seu primeiro prefeito eleito pelo voto da população foi Eduardo Vieira de Carvalho.

Economia[editar | editar código-fonte]

Durante a colonização da região a maior parte da riqueza provinha da extração de pedras preciosas. Depois de minerais se esgotaram a economia iraiense declinou a um ponto pouco produtivo e sem foco. Após a chegada dos migrantes sulistas na década de 80 o município formou sua atual economia agrícola de grande produção.

Atualmente o plantio de diversas culturas como milho, trigo, soja, feijão, café e muitas outras, auxiliadas por cooperativas agrícolas com destaque a Copamil, gera maior parte do PIB municipal.

Destaca-se também na pecuária com a produção de leite pelos médios e pequenos pecuaristas, o leite é vendido para os laticínios da região e do município.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Sua população em 2010 segundo o censo do IBGE, era de 6403 habitantes distribuídos em cerca de 2.000 domicílios dos quais 5.134 (80%) está na área urbana e 1.310 (20%) na área rural.[6] O município também é banhado pela represa da Usina Hidrelétrica de Nova Ponte, a qual possuiu uma balsa que atravessa a represa constantemente, levando e trazendo veículos e pessoas.

Irai de Minas está em 951 metros de altitude e tem uma área de 357.575 km.

Um ultimo aumento relativamente significante da população se deu devido as migrações com a procura de ofertas de trabalho. Grande parte dos migrantes provem da região do Norte de Minas e suas regiões limítrofes.

Hidrografia[editar | editar código-fonte]

O município de Iraí de Minas é banhado principalmente pelo Rio Bagagem ao nordeste e pela Represa de Nova Ponte ao norte alimentada pelo Rio Quebra Anzol.

Turismo[editar | editar código-fonte]

O município integra o circuito turístico do Triângulo Mineiro[7] e tem suas principais comemorações populares realizadas nos meses de maio e junho, como a tradicional Festa da Soja e Trigo de Iraí de Minas.

Também conta com povoados em seu município, como de São José do Barreiro.

Inúmeras festas de tradição nas comunidades de: São José do Barreiro, Comunidade da Vendinha, Comunidade Cocais, Comunidade de Chapadão dos Cocais, Cominidade de Agua Limpa, Também com inúmeras arquiteturas como o Cristo Redentor, localizado próximo ao Terminal Rodoviario.

E o rio Bagagem com sua água barrenta e escura.

Festa da Soja e Trigo[editar | editar código-fonte]

A principal comemoração festiva de Iraí de Minas, a Festa da Soja e Trigo já completou sua 26ª edição. Realizada anualmente, a Festa da Soja e Trigo comemora a boa colheita do ano em toda a região de Iraí, a qual recebe durante seus 4 dias de duração a visita de milhares de pessoas da região e de todo o Brasil.

As atrações da festa vão de shows de música à shows artísticos, também ocorre o desfile e escolha da Rainha da Festa da Soja e Trigo. Durante o evento, várias autoridades como os vereadores, prefeito e seu vice de Iraí, senadores, deputados, grandes políticos de Minas Gerais, as polícias da cidade, grandes nomes de pessoas do município e muitos outros convidados marcam presença durante o evento.

Várias barraquinhas, brinquedos, sabores e entretenimento atrai e diverte os festeiros durante as comemorações.

Ocorre também o desfile cívico das escolas municipais e estaduais e das fanfarras de Iraí e região.

Referências

  1. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  2. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 dez. 2010 
  3. «Censo Populacional 2010». Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de novembro de 2010. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 dez. 2010 
  6. «Iraí de Minas». Consultado em 2 de junho de 2011 
  7. «Listagem dos Circuitos Turísticos» (PDF). Secretaria de Estado de Turismo de Minas Gerais. p. 37. Consultado em 12 de fevereiro de 2013 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Minas Gerais é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.