Mesorregião do Norte de Minas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Norte de Minas
Unidade federativa  Minas Gerais
Mesorregiões limítrofes Central Mineira; Jequitinhonha; Noroeste de Minas; Extremo Oeste Baiano (BA); Centro-Sul Baiano (BA); Vale São Franciscano da Bahia (BA);
Área 128.454,108 km²
População 1.614.971 hab. est. 2010
Densidade 12,57 hab/km²
Indicadores
PIB R$ 5.666.984.737,00 IBGE/2003
PIB per capita R$ 3.676,13 IBGE/2003

A mesorregião do Norte de Minas é uma das doze mesorregiões do estado brasileiro de Minas Gerais. É formada pela união de 89 municípios, agrupados em sete microrregiões.

História[editar | editar código-fonte]

Anteriormente ocupada por tribos indígenas pertencentes ao tronco linguístico macro-jê, o povoamento de origem europeia da região se deu sobretudo a partir do século XVII, em razão da exploração de pedras preciosas e da criação de gado.

Economia[editar | editar código-fonte]

A região Norte de MG vem se desenvolvendo muito desde o início do século XXI. Conta com grandes multinacionais como a Novo Nordisk, Lafarge, Nestlé, Rima e Petrobras. Conta também com extensas áreas irrigadas de grandes projetos como o Pirapora, o Jaíba e o Vale do Gorutuba, que exportam frutas para 6 países e atendem a todo o Brasil. Também tem extensas áreas de criação de gado e de silvicultura para alimentar as siderúrgicas do restante do estado.

Produto Interno Bruto [1] [editar | editar código-fonte]

População[editar | editar código-fonte]

Municípios mais populosos[editar | editar código-fonte]

De acordo com estimativa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas, em julho de 2015 havia na mesorregião cinco municípios com mais de 50 mil habitantes:[2]

Cidade População
1° Montes Claros 394.350
2° Janaúba 70.886
3° Januária 68.247
4º São Francisco 56.423
5º Pirapora 56.229

Organização administrativa[editar | editar código-fonte]

Microrregiões[editar | editar código-fonte]

Transporte[editar | editar código-fonte]

Rodovias federais[editar | editar código-fonte]

  • BR-122 - Liga a BR-251 a Janaúba e Espinosa. Utilizada para acesso aos municípios do centro-sul da Bahia (Guanambi e Caetité).
  • BR-135 - Liga a capital do estado (Belo Horizonte) a esta região chegando até a divisa da Bahia no município de Juvenília. Entretanto, seu trecho asfaltado termina em São João das Missões. Estrada bastante movimentada no trecho Belo Horizonte-Montes Claros por fazer parte da rota São Paulo-Nordeste. Usada regionalmente para ligar Montes Claros a Bocaiuva e Januária.
  • BR-251 - Completa a ligação da BR-365 à rodovia Rio-Bahia (BR-116), partindo de Montes Claros rumo Leste. Utilizada regionalmente para acessar Francisco Sá, Grão Mogol e Salinas e também para acessar a região litorânea mais próxima (região Sul da Bahia). É a rodovia mais movimentada e com maior número de acidentes na região. Partindo rumo Oeste de Montes Claros, essa rodovia segue com outras denominações até Coração de Jesus, de onde segue sem pavimentação até Ibiaí. Seu projeto previa a continuidade até Unaí, na região Noroeste do estado.
  • BR-365 - Liga o Centro-Oeste do Brasil, Triângulo Mineiro e a capital federal (Brasília, através rodovia BR-040) ao norte de MG e à rodovia Rio-Bahia. Regionalmente é utilizada para ligar Montes Claros a Pirapora, Coração de Jesus.

Transporte aéreo[editar | editar código-fonte]

O Aeroporto Mário Ribeiro, em Montes Claros, o único com vôos comerciais regulares, conta com voos diários para Belo Horizonte, São Paulo e Salvador, servidos pelas companhias áreas AZUL e GOL. Há também municípios que têm pistas de pouso em suas zonas urbanas e rurais.

Transporte fluvial[editar | editar código-fonte]

O principal meio fluvial de passageiros nesta região são as balsas do Rio São Francisco, fazendo a ligação entre cidades e regiões em que não há pontes, como de Matias Cardoso a Manga pela MG-401, a ligação dos territórios do município de Itacarambi, a ligação dos territórios do município de São Francisco pela MG-402, da cidade de São Romão à MG-202 e da cidade de Ponto Chique ao distrito de Cachoeira do Manteiga, pertencente município de Buritizeiro. [3] [4] [5] [6]

Transporte ferroviário[editar | editar código-fonte]

Linhas ferroviárias de carga partem dos municípios de Montes Claros e Pirapora em direção a Belo Horizonte, operadas pela Ferrovia Centro-Atlântica (FCA). O município de Pirapora conta com um porto seco para recebimento e escoamento da produção agrícola do Noroeste do estado.

Turismo e cultura[editar | editar código-fonte]

A cultura norte-mineira é uma das mais ricas do Brasil, se diferenciando em cada microrregião, mas quase sempre baseada em festas religiosas e folclóricas. A cidade de Montes Claros tem a Festa dos Catopês ou Festas de Agosto, com cortejo e levantamento de mastro a Nossa Senhora do Rosário, a São Benedito e ao Divino Espírito Santo, ocorrendo ainda marujadas, cabocladas e catopês. Nas cidades ribeirinhas, como Januária, Manga, Pirapora e São Francisco Manga, há forte influência das lendas e crenças que rondam o Rio São Francisco, além da presença de comunidade de pescadores, com confecção de canoas, tarrafas (redes de pesca) e entalhe de carrancas (criaturas de aparência grotesca usada nas embarcações para espantar maus espíritos). Na região do Grande Sertão Veredas (Januária, Cônego Marinho, Miravânia, Chapada Gaúcha, Itacarambi, Bonito de Minas) há a forte tradição da Folia dos Três Reis Magos, que acontece em todo início do ano, em que os foliões passam de casa em casa e são servidos pão-de-queijo feito no forno caipira, pinga e café, finalizada com uma grande celebração na casa de um dos foliões ou devotos.

Conta com grandes pontos turísticos como O Parque Nacional Cavernas do Peruaçu. Pesca esportiva e belas Praias de água doce em Pirapora, Januária, São Francisco, São Romão, Janaúba, entre outras. Possui lindos balneários como o do Rio Catolé em Bonito de Minas, o do Rio Pandeiros em Januária, o do Rio Lagedo em Cônego Marinho e da Barragem Bico da Pedra em Janaúba. Em Pirapora encontra-se o único navio a vapor em funcionamento no mundo, o Benjamim Guimarães, utilizado em passeios turísticos e como palco da sinfonia.

Cidades festivas[editar | editar código-fonte]

  • Bocaiuva Festa do Senhor do Bonfim, Festa do Milho, Festa do Vaqueiro, Festa do Sagrado Coração de Jesus.
  • Buritizeiro: Arraial dos Buritis.
  • Capitão Enéas Vaquejada Nacional de Capitão Enéas.
  • Coração de Jesus: Vaquejada Nacional de Coração de Jesus.
  • Francisco Sá: Festa de Setembro, Brejo Folia (Micareta de Francisco Sá).
  • Grão Mogol Carnaval de Grão Mogol.
  • Jaíba Festa Nacional da Banana.
  • Janaúba Exposição Agropecuária (ExpôJanaúba), Janaúba Indoor I, Janaúba Indoor II, São João Gorutubano.
  • Januária: Cavalhada, Reisado, Folia de Reis, Exposição Agropecuária de Januária (ExpôJanu).
  • Montes Claros: Festas de Agosto, Exposição Agropecuária (Expomontes), Axé Montes, FENICS (Feira Nacional da Industria, Comércio e Serviços de Montes Claros).
  • Pirapora: Encontro Nacional de Motociclistas, Expociapi/Festa da uva.
  • Porteirinha: Festa Nacional do Leite.
  • Salinas: Festival Mundial da Cachaça.
  • São Romão Festa de Outubro.
  • Várzea da Palma Forró da Palma.

Cidades com atrativos naturais[editar | editar código-fonte]

Cidades com atrativos históricos[editar | editar código-fonte]

Educação[editar | editar código-fonte]

Ensino superior[editar | editar código-fonte]

Instituições públicas

UFTM - Universidade Federal do Triângulo Mineiro

  • Unimontes - Universidade Estadual de Montes Claros

Sede em Montes Claros. Campi em Bocaiuva, Espinosa, Janaúba, Januária, Pirapora, Salinas e São Francisco.

  • UFMG - Universidade Federal de Minas Gerais - Instituto de Ciências Agrárias

Diversos cursos da áreas agrárias em Montes Claros

  • UFVJM - Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri

Campus em construção na cidade de Janaúba com cursos de ciências exatas

  • IFNMG - Instituto Federal do Norte de Minas Gerais

Sede em Montes Claros. Campi em Janaúba, Januária, Salinas, Pirapora e Porteirinha.

Instituições privadas

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]