Rubim

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para a pedra preciosa, veja Rubi.
Município de Rubim
"Rubas"
Vista aérea da cidade

Vista aérea da cidade
Bandeira de Rubim
Brasão indisponível
Bandeira Brasão indisponível
Hino
Aniversário 31 de dezembro
Fundação 31 de dezembro de 1943
Gentílico rubinense
Prefeito(a) Alencar Souto de Oliveira (DEM)
(2017 – 2020)
Localização
Localização de Rubim
Localização de Rubim em Minas Gerais
Rubim está localizado em: Brasil
Rubim
Localização de Rubim no Brasil
16° 22' 30" S 40° 32' 16" O16° 22' 30" S 40° 32' 16" O
Unidade federativa Minas Gerais
Mesorregião Jequitinhonha IBGE/2008[1]
Microrregião Almenara IBGE/2008[1]
Municípios limítrofes Almenara, Rio do Prado, Palmópolis, Jacinto, Santo Antônio do Jacinto, Felisburgo e Jequitinhonha.
Distância até a capital 784 km
Características geográficas
Área 968,732 km² [2]
População 10 354 hab. Censo IBGE/2010[3]
Densidade 10,69 hab./km²
Altitude 246 m
Clima Tropical com estação seca Aw
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,625 médio PNUD/2000[4]
PIB R$ 47 787,853 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 4 854,02 IBGE/2008[5]

Rubim é um município brasileiro do estado de Minas Gerais. Pertence à Mesorregião do Jequitinhonha e à Microrregião de Almenara. Dista 784 quilômetros de Belo Horizonte, capital estadual e 1166 quilômetros de Brasília, capital federal. A cidade desenvolveu-se próximo às margens do rio Rubim do Sul.

Sua população estimada em 2016 era de 10354 habitantes segundo o IBGE [6]

História[editar | editar código-fonte]

O cidadão Tiago José de Almeida, em data que não se pode precisar, cabe a primazia de ser o primeiro desbravador da região onde se acha o município de Rubim. Ali aportou acompanhado de dois camaradas, levando consigo um animal de carga e várias ferramentas agrícolas, em busca de pedaço de terra onde se pudesse arranchar. Era o território de então habitado por indígenas, cujo principal aldeamento ficava no local em que hoje se encontra a sede da Fazenda Iracema. A presença do homem branco civilizado provocou, como era de se esperar, grande reboliço entre os silvícolas que, apesar de serem em maior número, foram obrigados a se retirar para outro sítio mais afastado. Nessa época, surge na região, vindo do Estado da Bahia, com ordens de ali arranchar e expulsar os índios, um engenheiro cujo nome se ignora; cumprindo as instruções recebidas, após tremenda lutas com os primitivos habitantes, conseguiu expulsá-los para as matas de Umburana. Livre, o citado engenheiro fez grande derrubada de matas, plantou lavouras, semeou diversas sementes e desapareceu meses depois, para nunca mais voltar. Com sua ausência e completa falta de notícias a seu respeito, outras pessoas chegando às paragens, apoderaram-se dos locais beneficiados e das lavouras já florescentes. Sucedendo a Tiago José de Almeida e ao engenheiro baiano, surge na região o Senhor Quinto Fernandes Ruas, filho de tradicional família de Pedra Azul, que procurou se apossear de um pedaço de terra que, em pouco tempo, já era um mangueiro. Quinto, homem lutador, idealista e grande amigo de todos aqueles que demandavam o local, tudo facilitava e, em pouco tempo, vinha de surgir um pequeno núcleo populacional que ficou cognominado União, nome escolhido pelos primeiros moradores devido à harmonia e completa união que existia entre os seus habitantes. Com o nome de União, permaneceu até 1923, quando, pela Lei Estadual número 843, foi criado o distrito de Rubim, com sede no povoado mencionado. Em 1943 foi o distrito de Rubim elevado à categoria de município, e hoje a cidade de Rubim tem na pessoa do Sr. Quinto Fernandes Ruas o patrono de sua fundação. Formação administrativa Distrito criado com a denominação de Rubim, pela Lei Estadual nº 843, de 07-09-1923, com terras desmembradas de distrito de São João da Vigia, subordinado ao município de Jequitinhonha. Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o distrito de Rubim, figura no município de Jequitinhonha. Assim permanecendo em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937. Pelo Decreto-Lei nº 58, de 12-01-1938, o distrito de Rubim foi transferido do município de Jequitinhonha para constituir o novo município de Município de Vigia. No quadro fixado para vigorar no período de 1939-1943, o distrito de Rubim, figura no município de Vigia. Elevado à categoria de município com denominação de Rubim, pelo Decreto-Lei Estadual nº 1058, de 31-12-1943, desmembrado de Almenara (ex-Vigia) alterado pelo decreto lei acima citado e Jequitinhonha. Transferência distrital Pelo Decreto-Lei nº 58, de 12-01-1938, transfere o distrito de Rubim do município de Jequitinhonha para o de Vigia. Sede no antigo distrito de Rubim. Constituído de 2 distritos: Rubim e Rio do Prado, desmembrado de Jequitinhonha. Não temos a data de Instalação. No quadro fixado para vigorar no período de 1944-1948, o município é constituído de 2 distritos: Rubim e Rio do Prado. Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1-VII-1950. Pela Lei nº 1039, de 12-12-1953, é criado o distrito de Itapiru (ex-povoado) e anexado ao município de Rubim. A lei acima citado desmembra do município de Rubim o distrito de Rio do Prado. Elevado à categoria de município. Em divisão territorial datada de 1-VII-1960, o município é constituído de 2 distritos: Rubim e Itapiru.[7]

Bairros[editar | editar código-fonte]

Rubim tem os seguintes bairros:

  • Centro
  • Bela Vista
  • Alvorada
  • Ipê
  • Guaraná
  • Almir Coelho
  • Baixinha I
  • Baixinha II

Distrito[editar | editar código-fonte]

Rubim possui somente um único distrito: Itapiru

Operadoras de Celular[editar | editar código-fonte]

O municipio conta com a cobertura da Oi , cobertura esta que se restringe somente a cidade de Rubim, e conta também com a cobertura da Vivo, cobertura esta que se restringe somente no distrito de Itapiru.

Rodovias e Transportes[editar | editar código-fonte]

O município conta com a rodovia MG-406 como principal via de acesso as cidade vizinha de Almenara, que tem seu trajeto totalmente asfaltado, e também a vizinha Rio do Prado, onde esta mesma rodovia neste trecho não possui pavimentação, sendo totalmente de terra a estrada. Possui também estradas municipais de ligação ao distrito de Itapiru e a zonas rurais. Rubim conta com uma empresa de ônibus de transporte intermunicipal, que é a Viação Riodoce, que possui linhas de viagens para Almenara, Rio do Prado e Palmópolis. Além de empresas de turismo que fazem viagens diretas para Belo Horizonte como a Translin, TransRubim, Wilmar Turismo, etc.

Filhos ilustres[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008. 
  2. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 dez. 2010. 
  3. «Censo Populacional 2010». Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de novembro de 2010. Consultado em 11 de dezembro de 2010. 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008. 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 dez. 2010. 
  6. «Cidades | IBGE». www.cidades.ibge.gov.br. Consultado em 26 de dezembro de 2016. 
  7. «Cidades | IBGE». www.cidades.ibge.gov.br. Consultado em 26 de dezembro de 2016. 
Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Minas Gerais é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.