Mesorregião do Jequitinhonha

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Mesorregião do Jequitinhonha
Divisão regional do Brasil
Localização
Características geográficas
Unidade federativa  Minas Gerais
Regiões limítrofes Central Mineira, Metropolitana de Belo Horizonte, Norte de Minas, Vale do Mucuri e Vale do Rio Doce (MG); Centro-Sul Baiano e Sul Baiano (BA).
Área 50 143,249 km²
População 731,314 hab. IBGE 2016
Densidade 23,8 hab./km²
Indicadores
PIB R$ 1 817 473 340,00 IBGE/2003
PIB per capita R$ 2 642,62 IBGE/2003
IDH 0,659 PNUD/2000

A mesorregião do Jequitinhonha ou vale do Jequitinhonha é uma das doze mesorregiões do estado brasileiro de Minas Gerais. É formada pela união de 51 municípios agrupados em cinco microrregiões, que se situam ao longo do rio Jequitinhonha.

O Vale do Jequitinhonha está situado no nordeste do estado. É uma região amplamente conhecida devido aos seus baixos indicadores sociais e também ao norte é conhecida por ter características do sertão nordestino. Por outro lado, é detentora de exuberante beleza natural e de riqueza cultural, com traços sobreviventes da cultura indígena e da cultura negra.

A região, que inicialmente pertenceu à Bahia (até o final do século XVIII), foi incorporada ao estado de Minas Gerais, após a descoberta de diamantes no tijuco (região de Diamantina).

Virtualmente, é subdivida em três regiões:

  • Baixo Jequitinhonha (região que compreende a área mais próxima à Bahia);
  • Médio Jequitinhonha (região situada na parte média do Vale);
  • Alto Jequitinhonha (região mais próxima da Metropolitana de Belo Horizonte, apresentando os melhores indicadores humanos e econômicos do Vale).

Microrregiões[editar | editar código-fonte]

Demografia[editar | editar código-fonte]

Cidades - Fotos[editar | editar código-fonte]

Diamantina é a cidade mais populosa do Jequitinhonha, contando com uma população de 47 mil habitantes.
Capelinha,a quarta cidade mais populosa do Jequitinhonha,é um importante setor de exportação na Região.

Ver Também[editar | editar código-fonte]

  1. «Estimativa populacional 2016 com data de referência em 1º de julho de 2015» (PDF). Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 12 de novembro de 2015