Piedade do Rio Grande

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Município de Piedade do Rio Grande
"Piedade"
Bandeira de Piedade do Rio Grande
Brasão de Piedade do Rio Grande
Bandeira Brasão
Hino
Fundação 12 de dezembro de 1953
Gentílico piedense
Padroeiro(a) Nossa Senhora da Piedade[1]
CEP 36227-000 a 36229-999[2]
Prefeito(a) José Fernandes Neto (PMDB)
(2017 – 2020)
Localização
Localização de Piedade do Rio Grande
Localização de Piedade do Rio Grande em Minas Gerais
Piedade do Rio Grande está localizado em: Brasil
Piedade do Rio Grande
Localização de Piedade do Rio Grande no Brasil
21° 28' 08" S 44° 11' 45" O21° 28' 08" S 44° 11' 45" O
Unidade federativa Minas Gerais
Mesorregião Mesorregião do Campo das Vertentes IBGE/2008[3]
Microrregião São João Del Rei IBGE/2008[3]
Municípios limítrofes São João del-Rei, Ibertioga, Madre de Deus de Minas, Santa Rita de Ibitipoca, Santana do Garambéu, Andrelândia.
Distância até a capital 250 km
Características geográficas
Área 322,743 km² [4]
População 4 709 hab. Censo IBGE/2010[5]
Densidade 14,59 hab./km²
Clima Não disponível
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,688 médio PNUD/2000[6]
PIB R$ 143 604,391 mil IBGE/2008[7]
PIB per capita R$ 29 354,95 IBGE/2008[7]
Página oficial
Prefeitura www.piedadedoriogrande.mg.gov.br
Câmara piedadedoriogrande.cam.mg.gov.br

Piedade do Rio Grande é um município brasileiro do estado de Minas Gerais, localizado na Mesorregião do Campo das Vertentes.[8] Sua população estimada em 2004 era de 5.077 habitantes. O piedense mais conhecido é o cientista político e historiador José Murilo de Carvalho, membro da Academia Brasileira de Letras e da Academia Brasileira de Ciências.

História[editar | editar código-fonte]

Piedade do Rio Grande foi um distrito criado em 1891, com a denominação de Nossa Senhora da Piedade do Rio Grande, depois Arantes, subordinado ao município de Turvo, atualmente Andrelândia. Foi elevado à categoria de município com a denominação atual pela lei nº 1039, de 12 de dezembro de 1953.[9]

O nome é formado por dois componentes marcantes da cidade desde a fundação do primitivo povoado. O Rio Grande, que atravessa o município nas proximidades da sede e que conta com muitas muitas nascentes no seu território. E a forte devoção católica a Nossa Senhora da Piedade.[carece de fontes?]

Origens religiosas[editar | editar código-fonte]

Piedade surgiu da fixação de alguns bandeirantes que fundaram a vila. Construíram uma primitiva capela de terra batida em 1748, dedicada à Virgem Maria com o título de Nossa Senhora da Piedade. Documentos que remontam ao ciclo do ouro indicam que a devoção à Virgem da Piedade foi criada pelos jesuítas nos Campos dos Goytacazes, antigo nome de Minas Gerais. Assim, a devoção surge concomitantemente em Piedade e na atual Barbacena, cuja data de fundação é também o ano de 1748. Provavelmente esse culto foi criado pelos jesuítas, que quando perseguidos pelo Marquês de Pombal, refugiaram-se na serra de Caeté (hoje Serra da Piedade) e, pelo trabalho da evangelização, fizeram a devoção chegar a outras regiões da antiga Capitania das Minas Gerais.[carece de fontes?]

Já no século XXI foi recuperada a primeira imagem da padroeira, talhada em madeira por um desconhecido escultor do barroco mineiro. Sobressaem na escultura do século XVIII o Movimento e o Sentimento. Atribui-se ao bandeirante Salvador Lourenço de Oliveira e à sua esposa Dona Inácia Lemos de Godói a construção da primeira Capela. Mais tarde, nos anos 60 século XX, seria transformada em igreja Matriz de Nossa Senhora da Piedade, atualmente, em excelente estado de conservação. A capela original, atualmente dedicada a Nossa Senhora do Rosário sofreu grandes alterações ao longo do tempo. Os pisos e as pinturas originais foram alterados e as imagens sacras do Período Colonial se perderam.[carece de fontes?]

Distritos[editar | editar código-fonte]

O município é constituído por três distritos: Piedade do Rio Grande (sede), Paraíso da Piedade e Santo Antônio do Porto.[9]

Galeria[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Diocese de São João del-Rei. «Paróquia de Nossa Senhora da Piedade (Piedade do Rio Grande)». Diocese de São João del-Rei. Cópia arquivada em 6 de maio de 2019 
  2. Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos. «Busca Faixa CEP». Consultado em 1 de fevereiro de 2019 
  3. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  4. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  5. «Censo Populacional 2010». Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de novembro de 2010. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  6. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  7. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  8. «Divisão Territorial do Brasil» (PDF). Divisão Territorial do Brasil em Mesorregiões e Microrregiões Geográficas. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. 1 de julho de 2008. p. 84. Consultado em 3 de agosto de 2014 
  9. a b «Piedade do Rio Grande - Histórico» (PDF). biblioteca.ibge.gov.br. 2009. Consultado em 20 de junho de 2012 

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Minas Gerais é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.