Visconde do Rio Branco (Minas Gerais)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Se procura o político, monarquista, diplomata, jornalista e escritor, veja José Maria da Silva Paranhos.
Município de Visconde do Rio Branco
Avenida Dr. Carlos Soares, no centro.

Avenida Dr. Carlos Soares, no centro.
Bandeira de Visconde do Rio Branco
Brasão de Visconde do Rio Branco
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 28 de setembro
Fundação 28 de setembro de 1881 (137 anos)
Gentílico rio-branquense
Padroeiro(a) São João Batista[1]
CEP 36520-000 a 36524-999[2]
Prefeito(a) Iran Silva Couri (PT)
Localização
Localização de Visconde do Rio Branco
Localização de Visconde do Rio Branco em Minas Gerais
Visconde do Rio Branco está localizado em: Brasil
Visconde do Rio Branco
Localização de Visconde do Rio Branco no Brasil
21° 00' 37" S 42° 50' 26" O21° 00' 37" S 42° 50' 26" O
Unidade federativa Minas Gerais
Mesorregião Zona da Mata IBGE/2008 [3]
Microrregião Ubá IBGE/2008 [3]
Municípios limítrofes São Geraldo, Guiricema, Ubá, Guidoval, Divinésia e Paula Cândido
Distância até a capital 292 km
Características geográficas
Área 241,957 km² [4]
População 42 149 hab. Est. IBGE/2018[5]
Densidade 174,2 hab./km²
Altitude 352 m
Clima Tropical típico Aw
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,753 alto PNUD/2000 [6]
PIB R$ 470 878,987 mil IBGE/2008[7]
PIB per capita R$ 12 786,59 IBGE/2008[7]
Página oficial
Prefeitura viscondedoriobranco.mg.gov.br
Câmara viscondedoriobranco.mg.leg.br

Visconde do Rio Branco é um município brasileiro do estado de Minas Gerais.

Sua população estimada em 2018 era de 42 149 habitantes e sua área é de 241,9 km². Está localizado na Zona da Mata Mineira, microrregião de Ubá.[5] [4]

História[editar | editar código-fonte]

Visconde do Rio Branco, antigo distrito criado em 1810 (1891) com a denominação de São João e subordinado ao município de Pomba (hoje Rio Pomba), tornou-se vila (São João Batista do Presídio) em 1839, mas foi extinta em 1853 (1871), figurando como distrito do município de Ubá. Retornou ao status de vila por leis provinciais de 22 de julho de 1868 e 22 de setembro de 1881 e alcançou a condição de cidade em 1882, sendo renomeado para Rio Branco. Em 1943 o município recebeu a sua denominação atual, Visconde de Rio Branco.[8][9]

Infraestrutura[editar | editar código-fonte]

Trânsito[editar | editar código-fonte]

Com uma frota de veículos de em média, 1 veículo para cada 1,71 habitantes, a cidade sofre atualmente com excesso de veículos, principalmente no horário de pico quando algumas ruas e avenidas ficam com um trânsito muito carregado. [10]

Agências bancárias[editar | editar código-fonte]

Banco Agências
Banco do Brasil 1
Caixa Econômica Federal 1
Banco Itaú 1
Banco Bradesco 1
Sicoob 1

Rádios[editar | editar código-fonte]

AM [11]

  • Rádio Cultura 920

FM [11]

  • Rádio Cultura 101,1
  • Rádio Comunidade 104,9
  • Rádio Top Mix 102,7

Web [11]

  • Rádio DJ Tico Funk
  • Rádio DJ Tico Mega Hits

Educação[editar | editar código-fonte]

Em 2015, os alunos dos anos inicias da rede pública da cidade obtiveram nota média de 6.4 no IDEB. Para os alunos dos anos finais, essa nota foi de 4.5. Na comparação com outras cidades de Minas Gerais, a nota dos alunos dos anos iniciais colocava a cidade na posição 228° de 853°. Considerando a nota dos alunos dos anos finais, a posição passava a 460° de 853°. A taxa de escolarização (para pessoas de 6 a 14 anos) foi de 97.5 em 2010, posicionando o município na posição 475° de 853° dentre as cidades do estado e na posição 2904° de 5570° dentre as cidades do Brasil. [5]

Escolas municipais[editar | editar código-fonte]

[12]

Escolas estaduais[editar | editar código-fonte]

[12]

Escolas privadas[editar | editar código-fonte]

[12]

Bairros[editar | editar código-fonte]

Religião[editar | editar código-fonte]

Religiões em Visconde do Rio Branco (Censo de 2010)[13]
Religião Porcentagem
Catolicismo
  
80,56%
Protestantismo
  
15,10%
Sem religião
  
2,12%
Espiritismo
  
1,76%
Outros
  
0,43%
Paróquia São João Batista, no centro da cidade

Visconde do Rio Branco é uma cidade de tradição cristã. O campo religioso da cidade é composto majoritariamente pelo catolicismo, seguido do protestantismo. Há também um movimento espírita-kardecista, bem como religiões afro-brasileiras e grupos orientais.[13]

Há três paróquias católicas no município: São João Batista, São Sebastião e Santo Antônio, pertencentes à Diocese de Leopoldina.[14] A paróquia São João Batista, criada em 20 de agosto 1810, é a mais antiga da diocese e sua igreja matriz a construção mais antiga da cidade.[15]

Geografia[editar | editar código-fonte]

Demografia[editar | editar código-fonte]

Dados do Censo - 2010:[16]

População total: 37.942

  • Urbana: 31.380
  • Rural: 6.562
  • Homens: 18.701
  • Mulheres: 19.241

Densidade demográfica (hab./km²): 156,74

Mortalidade infantil até 1 ano (por mil): 13,90

Taxa de fecundidade (filhos por mulher): 2,0

Índice de Desenvolvimento Humano (IDH-M): 0,730

  • IDH-M Renda: 0,709
  • IDH-M Longevidade: 0,850
  • IDH-M Educação: 0,591

Feriados municipais[editar | editar código-fonte]

Há três feriados municipais em Visconde do Rio Branco:[17]

Referências

  1. Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (SENAC). «Lista por santos padroeiros» (PDF). Descubra Minas. p. 8. Consultado em 14 de setembro de 2017. Cópia arquivada (PDF) em 14 de setembro de 2017 
  2. Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos. «Busca Faixa CEP». Consultado em 1 de fevereiro de 2019 
  3. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  4. a b IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 dez. 2010 
  5. a b c «Visconde do Rio Branco: Panorama». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Consultado em 7 de janeiro de 2018 
  6. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  7. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Consultado em 11 dez. 2010 
  8. «IBGE - cidades@ - Histórico - Visconde do Rio Branco». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Consultado em 22 de junho de 2012 
  9. «Visconde do Rio Branco - Histórico» (PDF). Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Consultado em 22 de junho de 2012 
  10. «Frota de veículos - 2018». Denatran. Consultado em 29 de janeiro de 2019 
  11. a b c «Rádios Visconde do Rio Branco/MG». Rádios 
  12. a b c «Escolas públicas e particulares de Visconde do Rio Branco». Informações das escolas no Brasil 
  13. a b «Brasil em Síntese». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Consultado em 30 de janeiro de 2019 
  14. «Paróquias». Diocese de Leopoldina. Consultado em 1 de fevereiro de 2019 
  15. «Paróquia São João Batista - Sobre nós». Paróquia São João Batista, Diocese de Leopoldina. Consultado em 1 de fevereiro de 2019 
  16. «Perfil - Visconde do Rio Branco, MG, Brasil». Atlas Brasil. Consultado em 31 de janeiro de 2019 
  17. «Relação dos feriados municipais em Visconde do Rio Branco, Minas Gerais». Feriados Municipais. Consultado em 5 de fevereiro de 2019 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Minas Gerais é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.