Caparaó

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Este artigo é sobre o município. Para a formação geográfica, veja Serra do Caparaó. Para o parque nacional, veja Parque Nacional do Caparaó. Para outros significados, veja Caparaó (desambiguação).
Caparaó
  Município do Brasil  
Símbolos
Bandeira de Caparaó
Bandeira
Brasão de armas de Caparaó
Brasão de armas
Hino
Gentílico caparoense[1]
Localização
Localização de Caparaó em Minas Gerais
Localização de Caparaó em Minas Gerais
Caparaó está localizado em: Brasil
Caparaó
Localização de Caparaó no Brasil
Mapa de Caparaó
Coordenadas 20° 31' 15" S 41° 54' 25" O
País Brasil
Unidade federativa Minas Gerais
Região intermediária[2] Juiz de Fora
Região imediata[2] Manhuaçu
Municípios limítrofes Alto Caparaó, Alto Jequitibá, Luisburgo, Espera Feliz e Divino
Distância até a capital 361 km
História
Fundação 1 de março de 1963
Administração
Prefeito(a) Cristiano Xavier da Costa (PSDB, 2017 – 2020)
Características geográficas
Área total [1] 130,694 km²
População total (estatísticas IBGE/2018[1]) 5 424 hab.
Densidade 41,5 hab./km²
Clima temperado (Cwb)[3]
Fuso horário Hora de Brasília (UTC−3)
CEP 36834-000 a 36835-999[4]
Indicadores
IDH (PNUD/2010[5]) 0,624 médio
PIB (IBGE/2015[6]) R$ 67 347,64 mil
PIB per capita (IBGE/2015[6]) R$ 12 348,30
Outras informações
Padroeiro(a) Santo Antônio[7]
www.caparao.mg.gov.br (Prefeitura)
www.camaradecaparao.mg.gov.br (Câmara)

Caparaó é um município brasileiro do estado de Minas Gerais, Região Sudeste do país. Localiza-se na Zona da Mata Mineira e sua população estimada em 2018 era de 5 424 habitantes.[1]

Topônimo[editar | editar código-fonte]

"Caparaó" é uma referência ao Rio Caparaó e à Serra do Caparaó.

História[editar | editar código-fonte]

Em fins de 1842, chegou até a região do Rio Caparaó Antônio Dutra de Carvalho, refugiado político da malograda Revolução de Santa Luzia e que, para fugir das tropas de Caxias, empreendeu uma retirada de Queluz, hoje Conselheiro Lafaiete. Conseguiu trazer todos os seus escravos, familiares, gados e pertences, criando um núcleo de povoamento.

O fator determinante da colonização foi a fertilidade da terra, surgindo grandes fazendas que se dedicavam à cultura cafeeira e, com a descoberta do caolim, mica e feldspato, a povoação teve um grande surto de desenvolvimento. O povoado cresceu, principalmente a partir de 1913, quando a ferrovia The Leopoldina Railway Company Limited atingiu a localidade com seus trilhos, quando da construção do ramal que levaria a Manhuaçu.

Geografia[editar | editar código-fonte]

De acordo com a divisão regional vigente desde 2017, instituída pelo IBGE,[8] o município pertence às Regiões Geográficas Intermediária de Juiz de Fora e Imediata de Manhuaçu.[2] Até então, com a vigência das divisões em microrregiões e mesorregiões, fazia parte da microrregião de Manhuaçu, que por sua vez estava incluída na mesorregião da Zona da Mata.[9]

Clima[editar | editar código-fonte]

Segundo dados do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), referentes ao período de 1972 a 1984, junho de 1985, 1990 a janeiro de 1992 e julho de 1993 a 2018, a menor temperatura registrada em Caparaó foi de -2,7 °C em 11 de junho de 1985,[10] e a maior atingiu 36,4 °C em 21 de outubro de 2015.[11] O maior acumulado de precipitação em 24 horas foi de 123,6 milímetros (mm) em 4 de março de 2018. Outros grandes acumulados foram 115 mm em 19 de fevereiro de 1979 e 103 mm em 31 de dezembro de 1995.[12] Janeiro de 2003, com 629,7 mm, foi o mês de maior precipitação.[13]

Dados climatológicos para Caparaó
Mês Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Ano
Temperatura máxima recorde (°C) 35,4 35,3 34,2 32,3 31,6 30,8 30,6 33,2 35,8 36,4 35,4 35 35,8
Temperatura máxima média (°C) 28,4 29,2 28,5 27,3 25 24,3 24 25,1 26 26,8 27,2 27,5 26,6
Temperatura média compensada (°C) 22 22,4 21,8 20,4 17,5 16,1 15,8 16,8 18,7 20,3 21,2 21,6 19,6
Temperatura mínima média (°C) 18 17,7 17,6 15,5 12,4 10,2 10 10,7 13,5 15,8 17,4 17,9 14,7
Temperatura mínima recorde (°C) 10,4 10 10,1 5,3 1,6 -2,7 0,4 1,3 4,2 4,5 7,1 8,1 -2,7
Precipitação (mm) 248,7 131,3 165,8 65,2 29,6 14,8 12,1 25,3 39,3 100,5 208,6 281,5 1 322,7
Dias com precipitação (≥ 1 mm) 16 10 12 7 5 2 2 3 4 8 14 16 99
Umidade relativa compensada (%) 78,8 78 80,6 80,8 81,5 81,4 78,9 75,9 74,5 75,9 78,7 79,8 78,7
Horas de sol 170,5 202,8 190,9 195,7 195 196,5 205,9 219,5 189 173,9 154,3 162,1 2 256,1
Fonte: Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) (normal climatológica de 1981-2010;[14]
recordes de temperatura: 01/01/1972 a 29/12/1984, 06/1985, 05/02/1990 a 31/01/1992 e 01/07/1993 a 31/12/2018)[10][11][15]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c d Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). «Caparaó». Consultado em 13 de julho de 2018. Cópia arquivada em 5 de março de 2019 
  2. a b c Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (2017). «Base de dados por municípios das Regiões Geográficas Imediatas e Intermediárias do Brasil». Consultado em 10 de fevereiro de 2018 
  3. Climate-Data.org. «Clima: Caparaó». Consultado em 13 de julho de 2018. Cópia arquivada em 13 de julho de 2018 
  4. Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos. «Busca Faixa CEP». Consultado em 1 de fevereiro de 2019 
  5. Atlas do Desenvolvimento Humano (29 de julho de 2013). «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil» (PDF). Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). Consultado em 29 de julho de 2013. Cópia arquivada (PDF) em 8 de julho de 2014 
  6. a b Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (2015). «Produto Interno Bruto dos Municípios - 2015». Consultado em 13 de julho de 2018. Cópia arquivada em 13 de julho de 2018 
  7. Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (SENAC). «Lista por santos padroeiros» (PDF). Descubra Minas. p. 4. Consultado em 14 de setembro de 2017. Cópia arquivada (PDF) em 14 de setembro de 2017 
  8. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (2017). «Divisão Regional do Brasil». Consultado em 13 de julho de 2018. Cópia arquivada em 13 de julho de 2018 
  9. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (2016). «Divisão Territorial Brasileira 2016». Consultado em 13 de julho de 2018 
  10. a b Fundação João Pinheiro (1994). «Anuário Estatístico de Minas Gerais 1990-1993». Belo Horizonte (MG). Secretaria de Estado do Planejamento e Coordenação Geral. 8: 54–55. ISSN 0101-7918. Consultado em 13 de março de 2019. Cópia arquivada em 13 de março de 2019 
  11. a b «BDMEP - série histórica - dados diários - temperatura máxima (°C) - Caparaó». Instituto Nacional de Meteorologia (INMET). Consultado em 26 de janeiro de 2018 
  12. «BDMEP - série histórica - dados diários - precipitação (mm) - Caparaó». Instituto Nacional de Meteorologia (INMET). Consultado em 26 de janeiro de 2018 
  13. «BDMEP - série histórica - dados mensais - precipitação total (mm) - Caparaó». Instituto Nacional de Meteorologia (INMET). Consultado em 26 de janeiro de 2018 
  14. «Normais climatológicas do Brasil». Instituto Nacional de Meteorologia (INMET). Consultado em 13 de julho de 2018 
  15. «BDMEP - série histórica - dados diários - temperatura mínima (°C) - Caparaó». Instituto Nacional de Meteorologia (INMET). Consultado em 26 de janeiro de 2018 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Caparaó
Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Minas Gerais é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.