São José da Lapa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de São José da Lapa
"Cidade para investir e viver"
Bandeira indisponível
Brasão de São José da Lapa
Bandeira indisponível Brasão
Hino
Aniversário 27 de abril
Fundação 27 de março de 1993 (24 anos)
Gentílico lapense
Prefeito(a) Diego Alvaro dos Santos Silva
(2017–2020)
Localização
Localização de São José da Lapa
Localização de São José da Lapa em Minas Gerais
São José da Lapa está localizado em: Brasil
São José da Lapa
Localização de São José da Lapa no Brasil
19° 42' 03" S 43° 57' 18" O19° 42' 03" S 43° 57' 18" O
Unidade federativa  Minas Gerais
Mesorregião Metropolitana de Belo Horizonte IBGE/2008[1]
Microrregião Belo Horizonte IBGE/2008[1]
Região metropolitana Belo Horizonte
Municípios limítrofes Vespasiano, Confins, Pedro Leopoldo e Ribeirão das Neves
Distância até a capital 30 km
Características geográficas
Área 48,636 km² [2]
População 23 200 hab. Censo IBGE/2010[3]
Densidade 477,01 hab./km²
Altitude 720 m
Clima Tropical Aw
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,747 elevado PNUD/2000[4]
PIB R$ 251 369,678 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 13 331,73 IBGE/2008[5]
Página oficial

São José da Lapa é um município brasileiro do estado de Minas Gerais. Sua população aferida em 2010 pelo IBGE é de 23.200 habitantes.[3] Pertence à Região Metropolitana de Belo Horizonte.

História[editar | editar código-fonte]

São José da Lapa foi emancipado em: 27 de abril de 1992 de acordo com a Lei 10.704 e desmembrado do município de Vespasiano. Seu nome original era Carrancas. Sua historia está ligada ao de Vespasiano. Inicialmente um aldeamento de índios e, já, em 1738, como Arraial do Capão, sede de uma Companhia de Ordenança, Vespasiano era pouso de bandeirantes e possuía pequena comunidade agropastoril. Nesse povoado foi inaugurada uma estação da estrada de ferro Central do Brasil, cujo nome homenageia o cel. Vespasiano de Albuquerque. Com a chegada da ferrovia, o povoado cresceu e, em 1923, foi criado o distrito. Elevado a município em 1948, Vespasiano tinha como um de seus distritos São José da Lapa.

O povoado existe desde 1870, quando Joaquim da Silva Menezes, construiu uma Capelinha, onde existe hoje a Praça Dumas Chalita, no centro do município. Ao chegar na região, os primeiros moradores viram a pedreira com suas pedras escuras e em volta de árvores. Então imaginaram uma cara muito grande e feia, daí a origem do primeiro nome: Carrancas.

Os familiares do Fundador assinaram o documento de doação do terreno em torno da capelinha ao patrimônio da Igreja São José.

O nome São José da Lapa surgiu em razão de uma figura parecida com a imagem de São José, formadas pelas águas que escorriam no paredão da pedreira localizado defronte da Praça da Matriz e foi oficializado por Dumas Chalita em 22 de julho de 1953.

A Paróquia de São José da Lapa, criada em 1968 é hoje marco da cidade.

A Corporação Musical São José da Lapa foi inaugurada em 23 de maio de 1943 e teve como maestros: Sr. Mário Pereira da Luz, Dumas Chalita e Benvindo de Assis.

Descrição da Bandeira do Município:

A Bandeira Branca representa a paz.

O Triângulo Vermelho vem da bandeira de Minas Gerais. É o símbolo da Inconfidência Mineira.

A Engrenagem é o símbolo do movimento, significa o Progresso. O Verde é também símbolo de ecologia, esperança de nossas riquezas continuarem gerando riquezas, preservando a natureza.

O Amarelo está representando o Ovo. Ovo – sinônimo de esfera fecundada ou célula – ovo que dá origem a nova vida (o início de uma nova cidade), foi também, o início de nosso desenvolvimento através da Fazenda Nova Granja.

O Cinza representa a montanhas de Pedra, a principal riqueza.

A Coroa representa o Poder Municipal.

A Flâmula contém o nome de São José da Lapa na parte central e as suas duas datas mais importantes de sua história: 1870 – Ano de sua fundação e 1992 – Ano de sua Emancipação.

Municípios Limítrofes: Vespasiano, Pedro Leopoldo, Confins.

Área: 48,6 km²

Referências

  1. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  2. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 dez. 2010 
  3. a b «Censo Populacional 2010». Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de novembro de 2010. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 dez. 2010 
Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Minas Gerais é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.