Divisa Nova

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Divisa Nova
Do topo, em sentido horário: Cachoeira do rio Cabo Verde no bairro Pedregal ; Praça Governador Valadares  ; Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição ; tempestade acompanhada por um arco-íris na zona rural do município; Praça Presidente Vargas ; fechando com o coreto central.

Do topo, em sentido horário: Cachoeira do rio Cabo Verde no bairro Pedregal ; Praça Governador Valadares  ; Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição ; tempestade acompanhada por um arco-íris na zona rural do município; Praça Presidente Vargas ; fechando com o coreto central.
Bandeira de Divisa Nova
Brasão de Divisa Nova
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 8 de dezembro
Fundação 13 de junho de 1859 (158 anos)[1]
Emancipação 17 de dezembro de 1938 (79 anos)
Gentílico divisanovense
Padroeiro(a) Nossa Senhora da Conceição
CEP 37142-000
Prefeito(a) Elias Tassoti (PTB)
(2017 – 2020)
Localização
Localização de Divisa Nova
Localização de Divisa Nova em Minas Gerais
Divisa Nova está localizado em: Brasil
Divisa Nova
Localização de Divisa Nova no Brasil
21° 30' 39" S 46° 11' 45" O21° 30' 39" S 46° 11' 45" O
Unidade federativa  Minas Gerais
Região
intermediária

Varginha IBGE/2017[2]

Região
imediata

Alfenas IBGE/2017[2]

Municípios limítrofes Oeste: Cabo Verde ;
Sudeste : Botelhos ;
Nordeste: Alfenas;
Sudoeste : Areado ;
Leste-Sudeste: Campestre;
Leste: Serrania
[3]
Distância até a capital 460 km
Características geográficas
Área 216,697 km² [4]
População 6 068 hab. IBGE 2017 [5]
Densidade 28 hab./km²
Altitude 780 a 1270 m
Clima Tropical de Altitude
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,670 médio PNUD/2010[6]
PIB R$ 100,859 mil [7]
PIB per capita R$ 10 875 39 IBGE/2014[7]
Página oficial
Prefeitura http://www.divisanova.mg.gov.br
Câmara http://camaradnmg.webnode.com.br

Divisa Nova é um município brasileiro no interior do estado de Minas Gerais, Região Sudeste do país.Localiza-se a oeste da capital do estado, distando desta cerca de 460 km. Ocupa uma área de 216,697 km² e sua população em 2017 era estimada em 6 068 habitantes.

O município tem uma temperatura média anual de 20,4 °C e na vegetação original do município predomina a Mata Atlântica. Com 80,84% da população vivendo na zona urbana, Divisa Nova contava, em 2012, com seis estabelecimentos de saúde. O seu Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) é de 0,670, classificado como médio em relação à média nacional.

A formação do município se deu por uma sociedade de moradores locais que comprou uma área de 40 alqueires para a construção de uma capela e para a formação de um povoado, transformado em distrito do município de Cabo Verde em 1870 e emancipado em 1938.

A agropecuária, o comércio e a prestação de serviços configuram-se como prevalecentes fontes empregadoras da população divisanovense. A culinária, o artesanato e eventos festivos, tais como a Cavalgada e as comemorações do aniversário do município, são algumas das principais manifestações culturais.

História[editar | editar código-fonte]

Com a descoberta de ouro de aluvião nas cabeceiras do Ribeirão Assunção,afluente do Rio Cabo Verde.Muitos homens se fixaram nas terras férteis da região da Freguesia de Nossa Senhora da Assumpção do Cabo Verde com o intuito de adquirir riquezas.Entre estes estavam o Capitão Antônio da Silva Freire, Joaquim José de Figueiredo, Francisco José de Melo e o padre Manuel Gonçalves de Correa.Que fundaram em julho de 1859 a Sociedade Criadora da Povoação de Nossa Senhora da Conceição da Divisa.[8]

A sociedade comprou do Capitão Silvério Luiz de Figueiredo uma área de 40 alqueires em um local denominado “Divisa” na Fazenda Santo Antônio do Pinhal.A recém criada sociedade doou a área para construção de uma Capela em homenagem a Nossa Senhora da Conceição e para formação de um povoado, inicialmente denominado "Nossa Senhora da Conceição da Boa Vista”, em homenagem à santa de devoção dos moradores e a bela paisagem da localidade.[1]

Com o crescimento da população em 11 de março de 1870 o povoado de Nossa Senhora da Conceição da Boa Vista foi elevado à categoria de distrito de Vila Nova de Cabo Verde.Em 1911 o então distrito teve seu nome simplificado para Conceição da Boa Vista.

Distrito de Nossa Senhora da Conceição da Boa Vista.

Pela lei estadual nº 823, de 07 de setembro de 1923, o distrito teve seu nome modificado para Divisa Nova .Em decorrência da localização das terras doadas pela sociedade formadora do povoado.

Em 17 de dezembro de 1938, através da lei estadual nº 148, o distrito de Divisa Nova é desmembrado do município de Cabo Verde sendo elevado à categoria de município.Até hoje o município pertence a comarca de Cabo Verde[9][10]

Geografia[editar | editar código-fonte]

A área do município, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), é de 216 697 km², sendo que 0,3682 km² constituem a zona urbana e os 216,3288 km² restantes constituem a zona rural.[11] Situa-se a 21° 30' 39" de latitude sul e 46°11'45" de longitude oeste e está a uma distância de 460 quilômetros a oeste da capital mineira .[12][13]

Seus municípios limítrofes são Cabo Verde a oeste; Botelhos, a sudeste; Alfenas, a nordeste; Areado, a sudoeste Campestre, a leste-sudeste e Serrania a leste.

De acordo com a divisão do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística vigente desde 2017,[14] o município pertence às Regiões Geográficas Intermediária de Varginha e Imediata de Alfenas .[2] Até então, com a vigência das divisões em microrregiões e mesorregiões, o município fazia parte da microrregião de Alfenas , que por sua vez estava incluída na mesorregião Sul Sudoeste de Minas Gerais .[15]

Relevo e hidrografia[editar | editar código-fonte]

O relevo do município de Divisa Nova é predominantemente sinuoso com algumas áreas montanhosas.A altitude máxima encontra-se na Serra do Cavaco, que chega aos 1 270 metros, enquanto que a altitude mínima está na foz do Rio Cabo Verde no lago de furnas, com 780 metros. Já o ponto central da cidade está a 877 m.

Rio Cabo Verde entre Divisa Nova e Cabo Verde.

Os principais cursos de água que banham o município são o rio Cabo Verde e o rio Muzambo, os quais fazem parte da bacia hidrográfica do rio Grande. Com a construção da Usina Hidrelétrica de Furnas em 1958 uma pequena área do município foi alagada pelas águas do lago da Usina. [16] [17]

Clima[editar | editar código-fonte]

O clima divisanovense é caracterizado, segundo o IBGE, como Clima tropical de altitude (tipo Cwa segundo Köppen),[18] tendo temperatura média anual de 20,4 °C com invernos secos e amenos e verões chuvosos e com temperaturas elevadas.[19][20] O mês mais quente, fevereiro, tem temperatura média em torno dos 22,7 °C, sendo a média máxima de 27,7 °C e a mínima de 17,7 °C. E o mês mais frio, julho, com uma média histórica de 16,1 °C, sendo 23,4 °C e 8,7 °C as médias máxima e mínima, respectivamente. Outono e primavera são estações de transição.

Tempestade acompanhada por um arco-íris no município de Divisa Nova.

A precipitação média anual é de 1 612 mm, concentrados nos meses de primavera e verão. Nos últimos anos, entretanto, os dias quentes e secos durante o verão têm sido cada vez mais frequentes, não raro ultrapassando a marca dos 30 °C. Durante a época das secas e em longos veranicos em pleno período chuvoso também são comuns registros de queimadas em morros e matagais, principalmente na zona rural do município, o que contribui com o desmatamento e com o lançamento de poluentes na atmosfera, prejudicando ainda mais a qualidade do ar.[21]

Nuvens Cumulonimbus em Divisa Nova .

Segundo o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), o município, tem uma média anual de 4.75 raios por quilômetro quadrado.[22]

Bairros rurais[editar | editar código-fonte]

  • Capetinga
  • Cavaco
  • Estiva
  • Grama
  • Faxinal
  • Sertãozinho
  • Serrinha
  • Paca

Meio ambiente[editar | editar código-fonte]

Remanescente de Mata Atlântica em Divisa Nova.

vegetação nativa pertence ao domínio florestal Atlântico (Mata Atlântica). Em 2011, as reservas remanescentes de Mata Atlântica ocupavam 1054 hectares, o que representa 6.6% da área total do município. [24]

Economia[editar | editar código-fonte]

No Produto Interno Bruto (PIB) de Divisa Nova, destacam-se a agropecuária e a área de prestação de serviços, com significativa participação da Cafeicultura. De acordo com dados do IBGE, relativos a 2014, o PIB do município era de R$ 100,859 mil, 4,859 mil eram de impostos sobre produtos líquidos de subsídios a preços correntes e o PIB per capita era de R$ 10 875,39 [7].Em 2010, 66,40% da população maior de 18 anos era economicamente ativa, enquanto que a taxa de desocupação era de 2,97%. [25]

Salários juntamente com outras remunerações somavam 6,883 mil reais e o salário médio mensal de todo município era de 1,5 salários mínimos. Havia 123 unidades locais e 122 empresas atuantes em 2012.[26]

Setor primário
Produção de Café, Milho, Feijão e Cana-de-Açúcar em Divisa Nova no ano 2012
Produto Área colhida (hectares) Produção (tonelada)
Café 1.406 2.531
Milho 460 3.220
Feijão 400 759
Cana-de-Açúcar 740 68.080

Em 2014, a pecuária e a agricultura acrescentaram 14 417 mil reais na economia de Divisa Nova. Segundo o IBGE, em 2012 o município possuía um rebanho de cinco asininos, 15,800 bovinos, 140 bubalinos, 300 equinos, 30 muares ,30 ovinos, 1,320 suínos e 24,000 aves, entre estas 6,000 galinhas e 16,000 galos, frangos e pintainhos.Neste mesmo ano, a cidade produziu 5,341 mil litros de leite de 4,900 vacas, 53 mil dúzias de ovos de galinha e 500 quilos de mel de abelha.[27]

Na lavoura temporária, são produzidos principalmente cana-de-açúcar,milho,feijão,batata e a soja.Na lavoura permanente se destacam a produção de café arábica que é o principal produto gerador de renda do município e a produção de uvas (50 toneladas).[28][29]

Setores secundário e terciário

A indústria, em 2014, era o setor menos relevante para a economia do município.Adicionando 3 279 mil reais ao PIB de Divisa Nova. A produção industrial ainda é incipiente na cidade, mesmo que comece a dar sinais de aprimoramento, principalmente na área de confecção. Já o setor de prestação de serviços, administração, saúde e educação públicas e seguridade social adicionou 21 756 mil reais ao PIB do município. [7]

Demografia[editar | editar código-fonte]

Crescimento populacional
Censo Pop.
1970 3 555
1980 3 986 12,1%
1991 4 917 23,4%
2000 5 539 12,6%
2010 5 763 4,0%
Est. 2017 6 068 5,3%
Fonte: Instituto Brasileiro de
Geografia e Estatística
(IBGE)[5][30]

Em 2010, a população do município foi contada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em 5 763 habitantes.[31] Segundo o censo daquele ano, 2 982 habitantes eram homens e 2 781 habitantes mulheres. Ainda segundo o mesmo censo, 4 659 habitantes viviam na zona urbana e 1 104 na zona rural.[31] Já segundo estatísticas divulgadas em 2017 , a população municipal era de 6 068 habitantes.[5] Da população total em 2010, 1 427 habitantes (24,76%) tinham menos de 15 anos de idade, 3 770 habitantes (65,42%) tinham de 15 a 64 anos e 566 pessoas (9,82%) possuíam mais de 65 anos, sendo que a esperança de vida ao nascer era de 73,3 anos e a taxa de fecundidade total por mulher era de 2,5.[32]

Praça Governador Valadares.

Em 2010, a população divisanovense era composta por 3 173 brancos (55%), 2 631 negros e pardos (44,2%) e 39 amarelos (0,67%) .[33] Considerando-se a região de nascimento, 5 504 eram nascidos no Sudeste , 99 no Nordeste , 152 na região Sul e 2 no centro-oeste. 5 291 habitantes eram naturais do estado de Minas Gerais e, desse total, 3 800 eram nascidos em Divisa Nova .[34] Entre os naturais de outras unidades da federação, São Paulo era o estado com maior presença, com 202 pessoas , seguido pelo Paraná, com 152 residentes , e pela Bahia, com 66 habitantes residentes no município .[35]

O Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDH-M) de Divisa Nova é considerado médio pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), sendo que seu valor é de 0,670 (o 2663º maior do Brasil). O município possui a maioria dos indicadores próximos à média nacional segundo o PNUD. Considerando-se apenas o índice de educação o valor é de 0,570, o valor do índice de longevidade é de 0,801 e o de renda é de 0,660.[6] De 2000 a 2010, a proporção de pessoas com renda domiciliar per capita de até meio salário mínimo reduziu em 53,1% e em 2010, 80,8% da população vivia acima da linha de pobreza, 13,3% encontrava-se na linha da pobreza e 5,9% estava abaixo[36] e o coeficiente de Gini, que mede a desigualdade social, era de 0,39, sendo que 1,00 é o pior número e 0,00 é o melhor.[37] A participação dos 20% da população mais rica da cidade no rendimento total municipal era de 45,4%, ou seja, 7,4 vezes superior à dos 20% mais pobres, que era de 6,1%.[36]


Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição.

De acordo com dados do censo de 2010 realizado pelo IBGE, a população de Divisa Nova era composta por: 4 419 católicos , 982 evangélicos, 38 Testemunhas de Jeová, dez espíritas, e 223 pessoas sem religião .[38]

Turismo[editar | editar código-fonte]

Coreto na Praça Getúlio Vargas.

Embora pequeno em número de habitantes, o município é rico em patrimônio histórico e ecológico. Entre as áreas naturais destacam-se as cachoeiras do rio Cabo Verde e a do rio Muzambo e o morro do Lago de Furnas. Uma árvore da espécie jequitibá-rosa constitui uma das grandes atrações turísticas da região. Na zona urbana os principais atrativos são as praças arborizadas, totalizando aproximadamente 1 km de extensão, de vias planas. [39]

Infraestrutura[editar | editar código-fonte]

Educação[editar | editar código-fonte]

O Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) médio entre as escolas do município de Divisa Nova , no ano de 2015, era 5,5 (numa escala de avaliação que vai de nota 1 à 10), sendo que a nota obtida por alunos do 5º ano (antiga 4ª série) foi de 6.4 e do 9º ano (antiga 8ª série) foi de 4.7; o valor das escolas públicas de todo o Brasil era de 4,7.[40] Em 2010, 12,5% das crianças com faixa etária entre sete e quatorze anos não estavam cursando o ensino fundamental. A taxa de conclusão, entre jovens de 15 a 17 anos, era de 62.3%.A distorção idade-série entre alunos do ensino fundamental, ou seja, com idade superior à recomendada, era de 2% para os anos iniciais e 13,7% nos anos finais e, no ensino médio, a defasagem chegava a 19,1%.[40] Dentre os habitantes de 18 anos ou mais, 27,53% tinham completado o ensino fundamental e 17,75% o ensino médio. [41] [42]

Escola Estadual Secretário Tristão da Cunha .

O município contava, em 2012, com 1 205 matrículas nas instituições de ensino da cidade, sendo que das 4 escolas que ofereciam ensino fundamental, 1 pertenciam à rede pública estadual, 3 à rede municipal no município não existem escolas particulares. O ensino médio é responsabilidade da rede estadual de ensino.[43]

Educação de Divisa Nova em números (2015)[43]
Nível Matrículas Docentes Escolas (total)
Ensino pré-escolar 158 19 2
Ensino fundamental 845 45 4
Ensino médio 209 8 1

Saúde[editar | editar código-fonte]

O município possuía, em 2012, 6 estabelecimentos de saúde, entre hospitais, pronto-socorros, postos de saúde e serviços odontológicos. [44] Em 2012, 99,4% das crianças menores de 1 ano de idade estavam com a carteira de vacinação em dia.[45] Em 2014, foram registrados 74 nascidos vivos, ao mesmo tempo que o índice de mortalidade infantil foi de 0 óbitos de crianças menores de cinco anos de idade a cada mil nascidos vivos.[46]Em 2013, 10,5% das crianças que nasceram no Município eram de mães adolescentes, o que representa 1 a cada 10 nascidos vivos. 61,6% das crianças menores de 2 anos de idade foram pesadas pelo Programa Saúde da Família em 2013, sendo que 2% destas estavam desnutridas. [47]

Habitação, serviços e comunicações[editar | editar código-fonte]

Divisa Nova contava em 2010, com 1 774 domicílios.Deste total , 1 321 eram próprios, sendo 1 277 próprios já quitados e 44 próprios em aquisição, 222 eram alugados; 227 imóveis foram cedidos, sendo 98 cedidos por empregador e 129 cedidos de outra maneira; e 4 foram ocupados de outra forma. Em 2010, não havia moradores urbanos vivendo em aglomerados subnormais (favelas e similares).

O serviço de abastecimento de energia elétrica é feito pela Companhia Energética de Minas Gerais(CEMIG), sendo que em 2010, segundo o IBGE, 1 768 domicílios (99,65% do total) possuíam acesso à rede elétrica. [48] Já o fornecimento de água e a coleta de esgoto da cidade são feitos pela Copasa e em 2008, havia 1 598 unidades consumidoras e eram distribuídos em média 850 m³ de água tratada por dia. [49] Segundo o IBGE, em 2010, 92,88 dos domicílios eram atendidos por água. E 1 776 domicílios (99,67% do total) possuíam banheiros para uso exclusivo das residências. [50]

O código de área (DDD) de Divisa Nova é 035 e o Código de Endereçamento Postal (CEP) é 37142-000.

Transportes[editar | editar código-fonte]

Rodovia estadual LMG-880

A frota municipal no ano de 2012 era de 2 377 veículos, sendo 1 473 automóveis, 103 caminhões, sete caminhões-trator, 209 caminhonetes, 52 caminhonetas, 33 micro-ônibus, 427 motocicletas, 30 motonetas, 41 ônibus e dois utilitários .O município de Divisa Nova conta com a rodovia estadual LMG-880 que faz à ligação com à BR-491 e ao município de Botelhos.E com uma rodovia municipal parcialmente pavimentada que liga o município a Cabo Verde.A Viação Rápido Campinas mantém linhas diárias regulares que ligam a cidade a Alfenas, Botelhos ,São Gonçalo de Botelhos e Poços de Caldas [51] [52][53]

Administração[editar | editar código-fonte]

A administração municipal se dá pelos poderes executivo e legislativo.[54] O representante do poder executivo de Divisa Nova eleito nas eleições municipais em 2016 foi Elias Tassoti, do PTB, que conquistou um total de 3 293 votos (100% dos votos válidos), tendo Renato Leal de Souza como vice-prefeito. [55]

O poder legislativo, por sua vez, é constituído pela câmara, composta por 9 vereadores eleitos para mandatos de quatro anos (em observância ao disposto no artigo 29 da Constituição[56] .Cabe à casa elaborar e votar leis fundamentais à administração e ao executivo, especialmente o orçamento participativo (Lei de Diretrizes Orçamentárias).

O município pertence à comarca de Cabo Verde, que se localiza na sede do município homônimo. Classificada como de primeira entrância, foi instalada em 11 de abril de 1892.[57]

Cultura[editar | editar código-fonte]

Instituições culturais[editar | editar código-fonte]

Divisa Nova conta com um conselho municipal de cultura e conselho municipal de preservação do patrimônio, sendo ambos paritários, de caráter consultivo, deliberativo, normativo e fiscalizador e criados em 2009.[58] Também há legislações municipais de proteção aos patrimônios culturais material e imaterial, ministradas por uma secretaria municipal que atua órgão gestor da cultura no município.[59] Dentre os espaços culturais, destaca-se a existência de uma biblioteca mantida pelo poder público municipal, estádios ou ginásios poliesportivos, segundo o IBGE em 2005 e 2012.[60]

Também há existência de equipes artísticas de Música, Corais e grupos de folia de reis de acordo com o IBGE em 2014.[61] O artesanato também é uma das formas mais espontâneas da expressão cultural divisanovense, sendo que, segundo o IBGE, as principais atividades artesanais desenvolvidas são o bordado, a renda, produção de objetos de fibras vegetais e a manutenção da culinária típica.[62]

Eventos Culturais[editar | editar código-fonte]

O município conta com várias manifestações culturais que atraem sempre uma grande quantidade de pessoas. As principais são:

  • Folia de Reis (janeiro)
  • Festa em Homenagem a São Sebastião realizada no dia 20 de janeiro.
  • Festas Juninas
  • Festa do Peão (julho ou agosto)
  • Divisaneja festa com shows sertanejos que antecede o desfile de cavaleiros
  • Desfile de Cavaleiros e amazonas (julho ou agosto)
  • Noite da Música Cristã (julho)
  • Caminhada Ecológica realizada no dia da árvore (21setembro),trata-se de uma caminhada até a milenar árvore jequitibá-rosa
  • Comemoração do dia da Pátria (7 de setembro)
  • Comemoração do aniversário do Município (8 de dezembro)[63]

Igreja Católica[editar | editar código-fonte]

O município pertence à Diocese de Guaxupé.

Ver também[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Divisa Nova

Referências

  1. a b Prefeitura de Divisa Nova. «Dados Históricos de Divisa Nova». Consultado em 10 de janeiro de 2017 
  2. a b c Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (2017). «Base de dados por municípios das Regiões Geográficas Imediatas e Intermediárias do Brasil». Consultado em 5 de janeiro de 2018 
  3. «Mapas do IGA». Consultado em 16 de janeiro de 2010 
  4. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 dez. 2010 
  5. a b c «Estimativa Populacional de 2017». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Consultado em 17 de dezembro de 2017 
  6. a b «Ranking IDHM Municípios 2010». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2013. Consultado em 11 de junho de 2015 
  7. a b c d IBGE Cidades. «Produto Interno Bruto dos Municípios - 2014». Consultado em 19 de julho de 2017 
  8. Biblioteca do IBGE. «Enciclopédia dos Municípios Brasileiros-Divisa Nova-(PDF)» (PDF). Consultado em 12 de janeiro de 2017 
  9. IBGE Cidades. «Histórico do Município de Cabo Verde». Consultado em 12 de janeiro de 2017 
  10. IBGE. «Município de Divisa Nova». Consultado em 12 de janeiro de 2017 
  11. Embrapa Monitoramento por Satélite. «Minas Gerais». Consultado em 2 de agosto de 2017. Cópia arquivada em 6 de maio de 2011 
  12. Prefeitura de Divisa Nova. «Dados Gerais». Consultado em 16 de março de 2017 
  13. «Divisa Nova». Consultado em 25 de fevereiro de 2016 
  14. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (2017). «Divisão Regional do Brasil». Consultado em 8 de janeiro de 2017. Cópia arquivada em 25 de setembro de 2017 
  15. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1990). «Divisão regional do Brasil em mesorregiões e microrregiões geográficas» (PDF). Biblioteca IBGE. 1: 74–76. Consultado em 8 de janeiro de 2017. Cópia arquivada (PDF) em 25 de setembro de 2017 
  16. Blibioteca do IBGE. «SF-23-V-D-IV-1 (Botelhos)». Consultado em 3 de agosto de 2017 
  17. IBGE. «SF-23-V-D-I-4 (Areado)». Consultado em 3 de agosto de 2017 
  18. World Map of the Köppen-Geiger climate classification. «World Map of the Köppen-Geiger climate classification». Institute for Veterinary Public Health. Consultado em 4º de agosto de 2017  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  19. Portal Brasil (6 de janeiro de 2010). «Clima». Consultado em 3 de agosto de 2017 
  20. Biblioteca IBGE. «Brasil - Climas». Consultado em 3 de agosto de 2017 
  21. Carlos Fernando Lemos (9 de fevereiro de 2008). «Relatório de queimadas no Brasil e no estado de Minas Gerais - ano base: 2007». Universidade Federal de Viçosa (UFV). Consultado em 3 de agosto de 2017 
  22. Grupo de Eletricidade Atmosférica (ELAT) (2010). «Densidade de Raios por Município» (PDF). Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE). Consultado em 3 de agosto de 2017 
  23. Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). «Climatologia de Divisa Nova-MG». Jornal do Tempo. Consultado em 18 de abril de 2017 
  24. SOS Mata Atlântica. «Mata Atlântica» (PDF). Consultado em 11 de Agosto de 2017 
  25. Atlas do Desenvolvimento Humano. «Desenvolvimento Humano em Divisa Nova». Consultado em 19 de julho de 2017 
  26. Cidades@ - IBGE (2012). «Estatísticas do Cadastro Central de Empresas». Consultado em 18 de julho de 2017 
  27. Cidades@ - IBGE (2012). «Pecuária 2012». Consultado em 19 de julho de 2017 
  28. Cidades@ - IBGE (2012). «Lavoura Temporária 2012». Consultado em 19 de julho de 2017 
  29. Cidades@ - IBGE (2012). «Lavoura Permanente 2012». Consultado em 19 de julho de 2017 
  30. Sistema IBGE de Recuperação Automática (SIDRA) (2010). «Tabela 200 - População residente por sexo, situação e grupos de idade - Amostra - Características Gerais da População». Consultado em 14 de agosto de 2017 
  31. a b Sistema IBGE de Recuperação Automática (SIDRA) (2010). «População residente por sexo, situação e grupos de idade - Amostra - Características Gerais da População». Consultado em 15 de agosto de 2017 
  32. Atlas do Desenvolvimento Humano (2013). «Perfil - Divisa Nova, MG». Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). Consultado em 15 de agosto de 2017 
  33. Sistema IBGE de Recuperação Automática (SIDRA) (2010). «População de Divisa Nova por raça e cor». Consultado em 15 de agosto de 2017 
  34. Sistema IBGE de Recuperação Automática (SIDRA) (2010). «Tabela 1505 - População residente, por naturalidade em relação ao município e à unidade da federação - Resultados Gerais da Amostra». Consultado em 15 de agosto de 2017 
  35. Sistema IBGE de Recuperação Automática (SIDRA) (2010). «Tabela 631 - População residente, por sexo e lugar de nascimento». Consultado em 15 de agosto de 2017 
  36. a b Portal ODM. «1 - acabar com a fome e a miséria». Consultado em 15 de agosto de 2017 
  37. Portal ODM. «Perfil municipal». Consultado em 15 de agosto de 2017 
  38. Sistema IBGE de Recuperação Automática (SIDRA) (2010). «Tabela 2094 - População residente por cor ou raça e religião». Consultado em 15 de agosto de 2017 
  39. >cidades_ibge. «histórico do município» 
  40. a b Portal ODM (2016). «2 - educação básica de qualidade para todos». Consultado em 15 de maio de 2017 
  41. Atlas do Desenvolvimento Humano. «Desenvolvimento Humano no município de Divisa Nova». Consultado em 16 de maio de 2017 
  42. Cidades@ - IBGE (2015). «Censo Demográfico 2010: Resultados da Amostra - Educação». Consultado em 15 de maio de 2017 
  43. a b Cidades@ - IBGE (2012). «Ensino, matrículas, docentes e rede escolar 2012». Consultado em 22 de fevereiro de 2015 
  44. Cidades@ - IBGE. «Serviços de saúde - 2012». Consultado em 2 de julho de 2017 
  45. Portal ODM (2012). «4 - reduzir a mortalidade infantil». Consultado em 2 de julho de 2017 
  46. Relatórios Dinâmicos. «ODM 5 -Saúde das Gestantes». Consultado em 3 de julho de 2017 
  47. Relatórios Dinâmicos. «ODM 1». Consultado em 3 de julho de 2017 
  48. Cidades@-IBGE (2010). «Censo Demográfico 2010: Características da População e dos Domicílios: Resultados do Universo». Consultado em 4 de julho de 2017 
  49. IBGE. «PESQUISA NACIONAL DE SANEAMENTO BÁSICO 2008 DE DIVISA NOVA (MG)». Consultado em 4 de julho de 2017 
  50. Cidades@ - IBGE (2008). «Pesquisa Nacional de Saneamento Básico - 2008». Consultado em 22 de fevereiro de 2015 
  51. Cidades@ - IBGE (2012). «Frota 2012». Consultado em 18 de agosto de 2017 
  52. Departamento de Estradas de Rodagem (DER/MG). «Rodovias estaduais» (PDF). Consultado em 18 de agosto de 2017 
  53. Google Maps. Acessado em 18 de agosto de 2017
  54. Flávio Henrique M. Lima (9 de fevereiro de 2006). «O Poder Público Municipal à frente da obrigação constitucional de criação do sistema de controle interno». JusVi. Consultado em 22 de fevereiro de 2015. Cópia arquivada em 6 de maio de 2012 
  55. Eleições 2016. «Prefeito eleito em Divisa Nova». Consultado em 16 de maio de 2017 
  56. DJI. «Constituição Federal - CF - 1988 / Art. 29». Consultado em 22 de fevereiro de 2015. Cópia arquivada em 6 de maio de 2012 
  57. Tribunal de Justiça de Minas Gerais. «Comarca de CABO VERDE». Consultado em 16 de maio de 2017 
  58. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (2014). «Conselho municipal de cultura e de preservação do patrimônio». Consultado em 24 de novembro de 2017 
  59. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (2014). «Órgão gestor e legislação da cultura». Consultado em 24 de novembro de 2017 
  60. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (2014). «Equipamentos culturais». Consultado em 24 de novembro de 2017 
  61. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (2014). «Grupos artísticos». Consultado em 24 de novembro de 2017 
  62. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (2014). «Principais atividades artesanais». Consultado em 24 de novembro de 2017 
  63. Prefeitura de Divisa Nova. «Cultura». Consultado em 16 de fevereiro de 2016 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Lago de Furnas
Aguanil | Alfenas | Alpinópolis | Alterosa | Areado | Boa Esperança | Cabo Verde | Camacho | Campo Belo | Campo do Meio | Campos Gerais | Cana Verde | Candeias | Capitólio | Carmo do Rio Claro | Coqueiral | Cristais | Divisa Nova | Elói Mendes | Fama | Formiga | Guapé | Ilicínea | Itapecerica | Lavras | Nepomuceno | Paraguaçu | Perdões | Pimenta | Ribeirão Vermelho | São João Batista do Glória | São José da Barra | Três Pontas | Varginha