Nanuque

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Nanuque
"Nanas"
"Nanuquera"
"Morador da serra"
"Capital das Três Fronteiras"
Serra dos Aimorés, Lagoa dos Namorados, Centro, Rio Mucuri, Pedra do Bueno, Ribeirão das Pedras

Serra dos Aimorés, Lagoa dos Namorados, Centro, Rio Mucuri, Pedra do Bueno, Ribeirão das Pedras
Bandeira de Nanuque
Brasão de Nanuque
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 07 de setembro
Fundação 07 de setembro de 1912 (104 anos) [1]
Emancipação 27 de dezembro de 1948
Gentílico nanuquense
Lema Renascendo todo dia
CEP 39860-000
Prefeito(a) Ramon Ferraz Miranda [2] (PSL)
(2013–2016)
Localização
Localização de Nanuque
Localização de Nanuque em Minas Gerais
Nanuque está localizado em: Brasil
Nanuque
Localização de Nanuque no Brasil
17° 50' 20" S 40° 21' 14" O17° 50' 20" S 40° 21' 14" O
Unidade federativa  Minas Gerais
Mesorregião Vale do Mucuri IBGE/2013[3]
Microrregião Nanuque IBGE/2013[3]
Municípios limítrofes Norte: Medeiros Neto (BA), Lajedão (BA);
Oeste: Carlos Chagas (MG);
Sul: Montanha (ES), Mucurici (ES) e Ecoporanga (ES);
Leste: Mucuri (BA);
Nordeste: Serra dos Aimorés (MG).
Distância até a capital 605 km
Características geográficas
Área 1 515,370 km² [4]
Área urbana 6,14 km² (MG: 68º / BR: 504º) – Embrapa[5]
Distritos Vila Pereira, Vila Gabriel Passos e Sede[6] [7]
População 41 852 hab. (MG: 79º / BR: 761º) –  IBGE/2014[8]
Densidade 27,62 hab./km²
Altitude 320 m
Clima tropical Aw
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,701 alto PNUD/2010[9]
PIB R$ 540 027 mil IBGE/2013[10]
PIB per capita R$ 12 895,87 IBGE/2013[11]
Página oficial
Prefeitura www.nanuque.mg.gov.br
Câmara www.camarananuque.mg.gov.br

Nanuque é um município brasileiro do estado de Minas Gerais, Região Sudeste do país, pertencente à Mesorregião do Vale do Mucuri e à Microrregião de Nanuque. Sua população estimada em 2014 era de 41 852 habitantes.[8]

O relevo é constituído pela paisagem de inselbergs e de mares de morros,[12] tendo a Serra dos Aimorés como predominante característico. [13] Sendo a 79ª cidade mais populosa do estado, a 2ª do nordeste mineiro e a 1ª de sua microrregião, [14] o município possui o melhor IDH do nordeste de Minas Gerais, com valor de 0,701, considerado alto.[15] Como polo regional de dez municípios, sua microrregião somam 122.104 habitantes e área total de 8.471,872 km². De acordo com o DENATRAN, sua frota de veículos automotores registrados é de 18.580. [16] Nanuque é referência por ser rota para o litoral norte do estado do Espírito Santo pela rodovia estadual LMG-719 e para o litoral sul do estado da Bahia pela rodovia federal BR-418, por isso a cidade é considerada pela ANTT a 9ª do Estado de Minas Gerais com o maior fluxo rodoviário e a 47ª em relação ao país [17]. Nanuque está 605 km à nordeste da capital estadual Belo Horizonte[18] e 1164 km ao sudeste da capital federal Brasília.[19]

Nanuque é uma cidade turística pertencente ao Circuito das Pedras Preciosas, [20] caracterizada por suas montanhas da Serra dos Aimorés, como a Pedra do Fritz, que é considerada o melhor ponto para a prática de base jump do país, além da canoagem pelo Rio Mucuri e a escalada da Pedra Presidente Bueno.

[21]Em seu meio urbano, Nanuque oferece excelentes e variadas hospedagens em hotéis, restaurantes com o melhor da culinária mineira, além das praças e calçadões, lagos e a hospitalidade do interior de Minas.

Turismo[editar | editar código-fonte]

Numa aventura pela terra, céu e água, Nanuque se destaca como um point turístico de aventura brasileiro, harmonizando os elementos da natureza, com locais desafiadores e uma vista de rara beleza, onde os turistas podem desafiar seus próprios limites.

Dentre os pontos turísticos naturais estão a Serra dos Aimorés, onde pode ser visto os limites de três estados subindo na Pedra do Fritz, que fica a 25 km do centro de Nanuque e possui aproximadamente oitocentos metros de altitude, sendo um dos maiores pontos de montanhismo do nordeste de Minas Gerais, avistando de lá as belezas mineiras, capixabas e baianas num raio de 360º. O Fritz é um local perfeito para a prática de alguns esportes como o paraquedismo de montanha e escalada, por conta de seu enorme paredão de pedra, que requer um bom preparo físico e conhecimento do local. [22]

Vista da Pedra do Bueno

A cidade também possui a Pedra Presidente Bueno, com uma deslumbrante vista para a cidade e um belo por do sol, o Rio Mucuri, um bom local para a prática de canoagem, a Pedreira Santa Helena, que é um mirante natural ao norte da cidade, a popular Árvore das Garças na área Central, dentre outros.

Os pontos turísticos construídos estão a Represa de Santa Clara no Rio Mucuri, próximo a Usina Hidrelétrica de Santa Clara, a Lagoa dos Namorados no Bairro Israel Pinheiro, as praças da região central nanuquense, a Ponte Magalhães Pinto e o Calçadão da Caxambú.

História[editar | editar código-fonte]

A região que compreende como Vale do Mucuri começou a ser desbravada no decorrer do século XVI, em expedições que tinham como objetivo encontrar ouro e diamante, porém somente no século XIX é que chega ao lugar a chamada "Companhia de Comércio e Navegação do Mucuri", criada pelo decreto n° 802 de 12/07/1851, que tinha objetivo de tomar posse da mata e povoar a região, sendo então comandada por Teófilo Ottoni.

Para entrar em Minas Gerais, era necessário navegar de barco pelo Rio Mucuri, saindo de São José do Porto Alegre (atual Mucuri, na Bahia), até o porto de Santa Clara (município de Nanuque). A partir desse ponto, o rio não era mais navegável devido as quedas d'água, então em 23 de agosto de 1857 foi inaugurada a Estrada de Rodagem Santa Clara - Filadélfia, o caminho ligaria os dois povoados que emprestam o nome, e seria o principal trajeto do vale para o transporte de pessoas e mercadorias, sendo ela a primeira estrada de rodagem do Brasil.

Depois de muitos anos, a estrada carroçável acumulava prejuízos, pois as mercadorias chegavam de Filadélfia e apodreciam no Porto de Santa Clara a espera de embarque para São José do Porto Alegre, então, pouco tempo depois foi planejada e criada a Estrada de Ferro Bahia e Minas, pela lei mineira n° 2775, de 25/10/1878, e lei baiana n° 1946, de 28/08/1879, ligando a cidade de Araçuaí, em Minas Gerais, até Caravelas, no estado da Bahia.[23] A ferrovia passou a assumir a função da estrada de Santa Clara, visando o crescimento e desenvolvimento regional.

Com a criação da ferrovia, a estrada de rodagem caiu em desuso, fazendo com que a freguesia de Santa Clara, que ficou isolada às margens do Mucuri se erradicasse, e com isso, a sede do distrito foi transferida para Aimorés (atual Aimorésinho, distrito de Serra dos Aimorés, Minas Gerais). Uma década mais tarde, com a chegada do armador João Américo Machado, era fundado o povoado de Caixa D'água, às margens do Rio Mucuri. A denominação surgiu através de uma caixa d'água na beira do rio, que servia para abastecer o trem de ferro em suas viagens. Com a construção da estação de trem na localidade, o nome foi alterado novamente, desta vez para Presidente Bueno, que era o mesmo nome da estação, homenageando Bueno Brandão ao assumir o governo de Minas Gerais. Com o grande crescimento econômico e populacional, a sede foi novamente transferida de Aimorés para Presidente Bueno, onde permanece até hoje, mas com a denominação de Nanuque. [24]

Formação administrativa

  • Pela lei nº 1144, de 29/09/1860, inclui-se a Colônia de Santa Clara entre as do Governo Geral e pertenciam-lhe como núcleos coloniais os sítios de Macacos, Barreado e São Mateus.
  • O antigo distrito de Santa Clara, criado pela lei provincial nº 2418, de 05/11/1877, foi desmembrado em termos de Minas Novas e incorporado ao município de Teófilo Otoni com a denominação de Santa Clara do Mucuri, pela lei provincial de Minas nº 2486, de 09/11/1878, e elevada à freguesia pela lei provincial nº 2829, de 24/10/1881, e lei estadual nº 2, de 14/09/1891. Em 18/12/1902, o distrito mudou seu nome para Aimorés.
  • Em 07/09/1912 é fundado o povoado de Caixa D'água, local que dá origem a atual Cidade de Nanuque. Décadas mais tarde, em 07/09/1923, o distrito de Aimorés muda seu nome para Indiana, ainda pertencendo ao mesmo município.
  • Em 17/12/1938, o distrito de Indiana passa a fazer parte do município de Carlos Chagas. Na década de 1940, pelo decreto-lei estadual nº 1058, de 31/12/1943, Indiana toma-se por denominação Nanuque.
  • Cinco anos mais tarde, Nanuque adquire sua autonomia municipal pela lei nº 336, de 27/12/1948.[25]

O nome

A denominação Nanuque, segundo o livro "Nanuque, Seu Povo, Sua História", de Ivan Claret Marques Fonseca, é uma simplificação para a língua portuguesa do nome dos primeiros habitantes do local, a tribo de índios nacknenuck, e que significa "habitante da serra".[6]

Geografia[editar | editar código-fonte]

Sua posição geográfica determinada pelo paralelo 17º e 49’12” de latitude sul e pelo meridiano 40º e 20’30” e a altitude pode variar entre 120m a 320m, sendo que seu ponto culminante é a Pedra do Fritz, na Serra dos Aimorés, com aproximadamente 756m de altitude. O relevo é constituído pela paisagem de inselbergs e de mares de morros.

Topografia

  • Plano: 30%
  • Ondulado: 60%
  • Montanhoso: 10%

A área do município está sobre a unidade de relevo dos Planaltos e Serras do Atlântico-Leste-Sudeste representado pelas rochas do embasamento cristalino.

Localização

Localizado na Mesorregião do Vale do Mucuri, nordeste de Minas Gerais, o município de Nanuque está inserido em região de divisas, fazendo limite com diversas cidades, dentre elas a maioria são de outros estados, o que faz da cidade um polo importante e de caráter estratégico. Como municípios limítrofes temos: Ao norte, Medeiros Neto(BA) e Lajedão (BA); ao sul, Ecoporanga (ES), Montanha (ES) e Mucurici (ES); ao nordeste, Serra dos Aimorés(MG), ao leste, Mucuri (BA) e a oeste, Carlos Chagas (MG). [26]

Economia[editar | editar código-fonte]

A economia nanuquense gira em torno do comércio, prestação de serviços e indústrias (frigorífico, fábrica de açúcar, usina de álcool anidro e usina hidrelétrica), mas se destaca na agropecuária pela criação de gado bovino de corte e leite.

De acordo com o IBGE, seu PIB em 2013 foi calculado em R$ 540 027 mil, sendo então a segunda cidade mais rica do nordeste mineiro. [27]

Centro de Nanuque

Nanuque possui oito instituições financeiras operantes:

  • Banco Brasileiro de Descontos S.A (Bradesco)
  • Banco do Brasil S.A.
  • Caixa Econômica Federal (CAIXA)
  • Banco Santander Brasil S.A.
  • Banco do Estado do Espírito Santo S.A.(Banestes)
  • Sistema de Cooperativas de Crédito do Brasil (Sicoob Credinorte)
  • Itaú Unibanco Holding S.A. [28]
  • Banco do Nordeste S.A. [29]
Gráfico climático para Nanuque
J F M A M J J A S O N D
 
 
158
 
31
21
 
 
106
 
31
21
 
 
110
 
31
21
 
 
123
 
30
19
 
 
75
 
29
18
 
 
57
 
27
16
 
 
69
 
27
16
 
 
49
 
27
16
 
 
51
 
28
18
 
 
118
 
29
19
 
 
183
 
29
20
 
 
182
 
30
20
Temperaturas em °CPrecipitações em mm
Fonte: [6]

Clima[editar | editar código-fonte]

O clima em função da posição geográfica é o tropical úmido, com pluviosidade média anual de 1.055 mm. É fortemente influenciado pelos ventos oceânicos, tornando o clima úmido durante todo o ano, diferentemente do restante do Estado de Minas Gerais, essa é uma região sem estação seca definida, embora entre maio e setembro ocorra um diminuição significativa das precipitações. [30]

Temperaturas

  • Média anual: 23,1 ºC
  • Média máxima anual: 29,3 ºC
  • Média mínima anual: 17,1 ºC [31]
Dados climatológicos para Nanuque
Mês Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Ano
Temperatura máxima média (°C) 31,2 30,8 30,8 29,9 28,7 27,3 26,7 27,4 27,9 28,5 29,3 30,2 29,3
Temperatura mínima média (°C) 20,5 20,8 20,8 19,4 17,9 16,2 15,7 16,2 17,6 18,9 19,7 20,4 17,1
Precipitação (mm) 158,4 106,1 110,1 122,9 75,4 56,8 68,7 49,3 51,1 117,9 183 181,6 1 055
Fonte: Jornal do Tempo[32]


Hidrografia[editar | editar código-fonte]

Rio Mucuri no Centro de Nanuque

A Bacia do Rio Mucuri possui 29km de extensão em território nanuquense, e no seu leito há a forte presença de rochas ora encobertas pela água, ora estão na paisagem fluvial em forma de ilhas, com ou sem cobertura pedológica. Por estar dentro de uma área, cujas formações rochosas são antigas, o Rio Mucuri apresenta estabilidade que é peculiar aos rios senis, onde as águas do seu leito já não exercem uma ação erosiva capaz de ocasional o rebaixamento do assoalho rochoso por onde escoam. A estrutura rochosa do assoalho do Rio Mucuri foi fator determinante para a construção de uma hidrelétrica no seu leito, a Hidrelétrica de Santa Clara. [33] Dentre os principais afluentes do rio estão o Ribeirão das Pedras ao Oeste da cidade e o Córrego Sete de Setembro ao norte. [34]

Vegetação[editar | editar código-fonte]

Em área de transição, o município apresenta mais de uma classificação vegetal natural dentro do Complexo Mata Atlântica. Foram encontrados dois ambientes florísticos presentes, que estão intimamente ligados ao nível de pluviosidade, a temperatura e a uma unidade geológica. O primeiro ambiente trata-se da Floresta Ombrófila Densa (pluvial tropical) e o segundo ambiente ocorre nas áreas do município em direção ao litoral, a Floresta Estacional Semidecidual das Terras Baixas. [35] [36]


Bairros e regiões[editar | editar código-fonte]

  • Região Central: Centro, Feirinha, Vila Operária, Jardim Pedra Negra, Centro (Região residencial da Praça Francelino Francisco).
  • Região Norte: Sete de Setembro, Vista Linda, Santa Helena.
  • Região Sul: Vila Nova, Jardim Amendoeiras, Céu Aberto, Nações Unidas, Jardim Alvorada, Nak Nuk, Conjunto Tiradentes, Jardim das Acácias.
  • Região Oeste: Vila Esperança, Nossa Senhora de Fátima , Romilda Ruas, Stella Matutina.
  • Região Sudoeste: Espírito Santo, Alziro Zarur, Getúlio Vargas.
  • Região Noroeste: Israel Pinheiro, U.D.R., U.D.R (II), Izadélfia Ferraz de Brito, Jardim Novo Horizonte.
  • Região Leste: Laticínios, Cruzeiro, São Geraldo.

Principais vias[editar | editar código-fonte]

Dentre suas principais ruas, avenidas e rodovias estão:

  • Avenida Santos Dumont (Zona Comercial - Centro)
  • Avenida Geraldo Romano (Sedes Governamentais e Administrativas - Liga o Centro ao Bairro Novo Horizonte)
  • Avenida Mucuri (Liga o Centro ao Bairro Laticínios)
  • Avenida Belo Horizonte (Zona Hoteleira - Liga o Centro ao Bairro Romilda Ruas)
  • Avenida Brasil (Zona comercial - Vila Nova)
  • Avenida Anhanguera (Vila Esperança)
  • Avenida Nanuque (Vila Nova)
  • Rua Lagoa Santa (Getúlio Vargas)
  • Rua Pedra Azul (Liga o Centro ao Bairro da Feirinha)
  • Rua Águas Formosas (Liga o Centro ao Bairro Vila Nova)
  • Rua São João del-Rei (Consultórios Médicos, locais de entretenimento e comércio - Centro)
  • Rua São Lourenço (Zona Comercial do Centro)
  • Rua Pouso Alegre (Zona Comercial do Bairro da Feirinha)
  • Rua Caxambu (Centro)
  • Rodovia Federal BR-418 (Liga MG a BA)
  • Rodovia estadual de ligação LMG719 (Ligação à divisa de MG/ES)
  • Rua Tiradentes (Liga o bairro Israel Pinheiro ao bairro Romilda Ruas)

Educação[editar | editar código-fonte]

Instituições e seus bairros

Instituições de ensino médio e fundamental da rede estadual:

  • Escola Estadual Stella Matutina (Romilda Ruas)
  • Escola Estadual Polivalente Antônio Batista da Mota (Vila Nova)
  • Escola Estadual Governador Bias Fortes (Centro)
  • Escola Estadual Joseph Stalim Romano (Centro)
  • Escola Estadual Álvaro Amorim (Naçoes Unidas)
  • Escola Estadual União Beneficente Operária (Vila Esperança)
  • Escola Estadual Pastor Paulo Nobre Nascimento (UDR)
  • Escola Estadual Maria Emiliana Passos (São Geraldo)
  • Escola Estadual Álvaro Romano (Nª Sª de Fátima)
  • Escola Estadual Vale do Mucuri (Laticínios)
  • Escola Estadual Péricles Coelho (Vila Pereira)

Instituições de ensino médio e fundamental da rede municipal:

  • Escola Municipal Serafim Machado Naya - CAIC (Espírito Santo)
  • Escola Municipal Américo Machado (Centro)
  • Escola Municipal Vidilino Lima (Céu Aberto)
  • Escola Municipal Miguel Viana de Oliveira (Vila Gabriel Passos)
  • Escola Municipal Zuleide Macieira Figueiredo (Romilda Ruas)

Instituições de ensino médio e fundamental da rede privada:

  • Instituto Pedagógico e Cultural Ana Patrícia - IAP (Feirinha)
  • Escola Girassol (Centro)
  • Educandário Carlos Drummond de Andrade - ECDA (Centro)
  • Colégio Santo Antônio - CSA (Centro)
  • Escola Pingo de Gente (Vila Operária)
  • Escola Adventista de Nanuque (Centro) [37]

Instutições de ensino superior:

Instituições de ensino profissional:

  • Universidade Aberta Integrada de Minas Gerais (UAITEC)
  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Minas Gerais (IFMG)

Terminais[editar | editar código-fonte]

  • Terminal Rodoviário Hugo S. Duarte - Embarque e desembarque de passageiros de diversos locais do país
  • Aeroporto de Nanuque (Jorge Schieber) - Aeroporto regional da divisa de Minas com BA e ES

Filhos ilustres[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Histórico da Cidade de Nanuque - IBGE http://biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/dtbs/minasgerais/nanuque.pdf
  2. Erro Lua em Módulo:Citação/CS1 na linha 2140: attempt to call upvalue 'year_date_check' (a nil value).
  3. a b Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais (19 de julho de 2013). «Divisão Territorial do Brasil». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Consultado em 4 de dezembro de 2013. 
  4. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (10 de outubro de 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Arquivado desde o original em 9 de novembro de 2011. Consultado em 5 de dezembro de 2010. 
  5. «Maiores centros urbanos do Brasil». Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária. Consultado em 23 de janeiro de 2015. 
  6. a b Enciclopédia dos Municípios Brasileiros (2007). «Nanuque - Histórico». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Arquivado desde o original (PDF) em 19 de junho de 2012. Consultado em 19 de junho de 2012. 
  7. Criação do Distrito de Vila Gabriel Passos - Câmara Municipal de Nanuque. http://camarananuque.mg.gov.br/povoado-de-vila-gabriel-passos-e-elevado-a-condicao-de-distrito/
  8. a b «Estimativa populacional 2014 IBGE». Estimativa populacional 2014. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2014. Consultado em 29 de agosto de 2014. 
  9. Atlas do Desenvolvimento Humano (29 de julho de 2013). «Ranking IDH-M Municípios 2010». Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). Arquivado desde o original em 4 de dezembro de 2013. Consultado em 4 de dezembro de 2013. 
  10. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (2012). «Produto Interno Bruto dos Municípios - 2013 » PIB a preços correntes » Comparação entre os Municípios: Minas Gerais». Consultado em 26 de janeiro de 2016.  Texto "nanuque" ignorado (Ajuda); Texto "produto-interno-bruto-dos-municipios-2013 " ignorado (Ajuda)
  11. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (2012). «Produto Interno Bruto per capita dos Municípios - 2013 » PIB a preços correntes » Comparação entre os Municípios: Minas Gerais». Consultado em 26 de janeiro de 2016.  Texto "nanuque" ignorado (Ajuda); Texto "sintese-das-informacoes-2013 " ignorado (Ajuda)
  12. Geografia e Relevo de Nanuque, CERQUEIRA NETO, Sebastião Pinheiro Gonçalves de. Contribuição ao estudo geográfico do Município de Nanuque- MG. 2001. 104 f. Dissertação (Mestrado)-Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2001.
  13. A Serra dos Aimorés, NANUQUE Mapa e Geografia - ed. 1983 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística IBGE.
  14. Cidades do Brasil por população, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística IBGE, 2013.
  15. [1], Atlas do Desenvolvimento Humano no Brasil - 2013.
  16. Frota de veículos em Nanuque, Ministério das Cidades, Departamento Nacional de Trânsito - DENATRAN - 2013.
  17. Fluxo rodoviário de cidades do Brasil, Cidades Brasileiras quanto ao fluxo rodoviário - Agência Nacional de Transportes Terrestres ANTT, 2007.
  18. http://www.tempodeviagem.com.br/tempo-de-viagem-de-nanuque-mg-brazil-ate-belo-horizonte-minas-gerais-mg
  19. http://www.brasilsabido.com.br/distancia-cidades/nanuque-mg-entre-brasilia-df/2436-3771.html
  20. Circuito Turístico das Pedras Preciosas, Associação do Circuito Turístico Pedras Preciosas - CPP.
  21. Circuito Pedras Preciosas, Circuitos Turísticos - Secretaria de Estado de Turismo de Minas Gerais.
  22. Nanuque, descrição turística, Circuito Turístico das Pedras Preciosas de Minas Gerais - Descrição sobre o turismo em Nanuque.
  23. «DECRETO N. 523 - DE 26 DE JUNHO DE 1890». Senado Federal do Brasil. Consultado em 17 de janeiro de 2013. 
  24. «Histórico das cidades brasileiras». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 09 de maio de 2016. 
  25. Histórico da Cidade de Nanuque - IBGE http://biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/dtbs/minasgerais/nanuque.pdf
  26. Estudo Geográfico de Nanuque, UFU, Uberlândia, 2001 - http://repositorio.ufu.br/handle/123456789/1256
  27. http://www.cidades.ibge.gov.br/painel/historico.php?lang=&codmun=314430&search=%7C%7Cinfogr%E1ficos:-hist%F3rico - Histórico de Nanuque - Economia - IBGE
  28. [2], NANUQUE Bancos e financeiro - Apontador.com.
  29. [3], Implantação do Banco do Nordeste em Nanuque - Portal Brasil - Janeiro de 2015
  30. Estudo Geográfico de Nanuque, UFU - http://repositorio.ufu.br/handle/123456789/1256
  31. Características gerais de Nanuque, As Minas Gerais - www.asminasgerais.com.br/?item=CONTEUDO&codConteudoRaiz=141
  32. http://jornaldotempo.uol.com.br/climatologia.html/Nanuque-MG/ |título=Climatologia de Nanuque - MG |autor=Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) |publicado=Jornal do Tempo |acessodata=24 de setembro de 2014}}
  33. Estudo Geográfico de Nanuque,Cerqueira Neto, Uberlândia, 2001 - http://repositorio.ufu.br/handle/123456789/1256
  34. Relevo, Instituto de Geociências Aplicadas - IGA, http://www.cantacantos.com.br/revista/index.php/geografias/article/view/156\
  35. Estudo Geográfico de Nanuque, UFU Universidade Federal de Uberlândia - http://repositorio.ufu.br/handle/123456789/1256
  36. Principais rios, As Minas Gerais, http://www.cantacantos.com.br/revista/index.php/geografias/article/view/156\
  37. [4], NANUQUE Escolas - Apontador.com.
  38. [5], NANUQUE Faculdades e Universidades - Apontador.com.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]