Caravelas (Bahia)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Município de Caravelas
Caravelas - Bahia - panoramio.jpg

Bandeira de Caravelas
Brasão de Caravelas
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 23 de abril
Fundação 23 de abril de 1855 (163 anos)
Gentílico caravelense
Padroeiro(a) Santo Antônio de Pádua
CEP 45900-000
Prefeito(a) Sílvio Ramalho da Silva (PMDB)
(2017 – 2020)
Localização
Localização de Caravelas
Localização de Caravelas na Bahia
Caravelas está localizado em: Brasil
Caravelas
Localização de Caravelas no Brasil
17° 43' 55" S 39° 15' 57" O17° 43' 55" S 39° 15' 57" O
Unidade federativa Bahia
Mesorregião Sul Baiano IBGE/2008 [1]
Microrregião Porto Seguro IBGE/2008 [1]
Municípios limítrofes Alcobaça, Teixeira de Freitas, Medeiros Neto, Lajedão, Ibirapuã e Nova Viçosa
Distância até a capital 721 km
Características geográficas
Área 2 396,608 km² [2]
População 21 437 hab. IBGE/2010[3]
Densidade 8,94 hab./km²
Altitude 10 m
Clima Tropical
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,616 médio PNUD/2010 [4]
PIB R$ 182 527,645 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 8 317,50 IBGE/2008[5]
Página oficial
Prefeitura www.caravelas.ba.gov.br
Câmara www.camaradecaravelas.ba.gov.br

Caravelas é um município brasileiro do estado da Bahia. Localiza-se a uma latitude 17º43'55" sul e a uma longitude 39º15'57" oeste, estando a uma altitude de 10 metros e é banhado pelo rio de mesmo nome. Sua população estimada em 2004 era de 20.733 habitantes.

Possui uma área de 2.369,15 km².

Histórico[editar | editar código-fonte]

Caravelas foi fundada em 1581, sendo o município criado em 1700. Em 11 de Maio de 1823 travou-se aqui um combate entre a marinha portuguesa e as forças brasileiras, durante a guerra da independência. Pela Lei Provincial nº 521, de 23 de abril de 1855 passou à categoria de cidade.

Com o tempo o município foi perdendo importância demográfica e econômica em relação à região, principalmente depois da desativação da Estrada de Ferro Bahia-Minas.

Hoje, o município é um ponto turístico de embarque para o arquipélago de Abrolhos.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Clima

Segundo dados do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), referentes ao período de 1961 a 1970, 1973 a 1980, 1986 a 1989 e a partir de 1993, a menor temperatura registrada em Caravelas foi de 10 °C em 13 de agosto de 1963,[6] e a maior atingiu 36,2 °C em 6 de fevereiro de 1965.[7] O maior acumulado de precipitação em 24 horas foi de 195,2 milímetros (mm) em 27 de setembro de 2000. Outros grandes acumulados iguais ou superiores a 150 mm foram 180,3 mm em 4 de novembro de 2012, 175,6 mm em 29 de novembro de 1999 e 172,2 mm em 19 de janeiro de 1969.[8] Abril de 1995, com 511,4 mm, foi o mês de maior precipitação.[9]

Dados climatológicos para Caravelas
Mês Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Ano
Temperatura máxima recorde (°C) 34,8 36,2 35,6 33,7 34,5 31,8 32,1 31 31,9 34 33 34 36,2
Temperatura máxima média (°C) 30,5 31 30,6 29,6 28,3 26,8 26,4 26,6 27,3 28,1 28,6 29,7 28,6
Temperatura média compensada (°C) 26,4 26,5 26,5 25,8 24,3 22,8 22,2 22,5 23,5 24,5 25,2 26,1 24,7
Temperatura mínima média (°C) 22,8 22,9 23 22,3 20,7 18,9 18,4 18,4 19,7 21 22 22,6 21,1
Temperatura mínima recorde (°C) 17,8 18 18,9 17,3 14 13,3 12,7 10 12,7 14,7 16,4 18 10
Precipitação (mm) 83,8 66,7 147,5 161,8 134,9 85,1 105,6 58,3 90,2 102,7 220,7 148 1 405,3
Dias com precipitação (≥ 1 mm) 8 7 12 13 11 11 12 9 9 9 11 10 122
Umidade relativa compensada (%) 80,1 79,3 82,1 83 83,9 84,5 84 81,2 79,6 79,6 81,9 81,2 81,7
Horas de sol 241 224,8 203,2 191,4 172,2 155,9 169,1 197,2 178,7 186,3 164,1 185 2 268,9
Fonte: Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) (normal climatológica de 1981-2010;[10] recordes de temperatura: 01/01/1961 a
31/12/1970, 01/01/1973 a 31/12/1980, 01/01/1986 a 31/03/1989 e 01/01/1993 a 22/07/2016 e 01/03/2018-presente)[6][7]

Demografia[editar | editar código-fonte]

Evolução populacional de Caravelas[11][12]

Em 2016, a população do município foi contada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em 22.646 habitantes.[13] Porém no censo de 2010, quando a cidade possuía 21.414 habitantes, foram levantados dados de que 10.873 (50,78%) eram homens e 10.541 (49,22%) eram mulheres. Ainda segundo o mesmo censo, 11.309 habitantes (52,81%) viviam na zona urbana e 10.105 (47,19%) na zona rural. Entre 2000 e 2010, a população de Caravelas cresceu a uma taxa média anual de 0,63%, metade da média do Brasil naquele período. O censo também apontou que a taxa de urbanização do município era de 51,40%. Da população total em 2010, 6.246 habitantes (29,17%) tinham menos de 15 anos de idade, 13.681 habitantes (63,89%) tinham de 15 a 64 anos e 1.487 pessoas (6,94%) possuíam mais de 65 anos, sendo que a esperança de vida ao nascer era de 72,5 anos e a taxa de fecundidade total por mulher era de 2,7.[14]

Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDH-M) de Caravelas é considerado médio, segundo o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) no ano de 2010. Seu valor era de 0,616, sendo o 96º maior, entre os 417 municípios da Bahia e 3.771º maior, entre os 5 565 municípios do Brasil.[15] Considerando apenas a educação, o índice era de 0,473, o índice da longevidade era de 0,791; e o de renda era de 0,626. Entre 1991 e 2010, a renda per capita média do caravelense subiu de R$ 146,40 para R$ 394,43, apresentando um aumento total de 169,42%. Isso significa que a renda média da população cresceu a uma taxa 5,35% ao ano. A proporção de pessoas pobres, ou seja, com renda domiciliar per capita inferior a R$ 140,00 era de 34,46% em 2010. Já a população considerada extremamente pobre, com renda domiciliar per capita inferior a R$ 70,00, era de 11,82% no mesmo ano. O Coeficiente de Gini, que mede a desigualdade social, era de 0,56.[16]

Economia[editar | editar código-fonte]

Divisão do PIB de Caravelas (2014)[17]
Setor Valor
Setor primário R$ 108.688.000,00
Setor secundário R$ 12.730.000,00
Setor terciário R$ 85.344.000,00
Administração pública R$ 65.251.000,00
Impostos R$ 15.024.000,00
Total R$ 287.036.000,00

Produto Interno Bruto (PIB) de Caravelas em 2014 era de aproximadamente 290 milhões de reais. Do valor total do PIB caravelense no referido ano, 108,7 milhões advieram do setor primário, 12,7 milhões do setor secundário, 85,3 milhões do setor terciário, 65,2 milhões da Administração pública e 15,0 milhões foram arrecadados com impostos sobre produtos líquidos de subsídios. O PIB per capita era de 12,8 mil reais.[18]

Em 2010 havia 13.905 habitantes acima de 18 anos no município. Dessa faixa etária, 8.657 (62,3%) eram economicamente ativos e estavam ocupados, enquanto outros 1.880 (13,5%) estavam desocupados. Os demais 3.368 (24,2%) foram considerados economicamente inativos. Das pessoas ocupadas, 32,51% trabalhavam no setor agropecuário, 0,16% na indústria extrativa, 4,62% na indústria de transformação, 6,27% no setor de construção, 0,43% nos setores de utilidade pública, 7,89% no comércio e 34,81% no setor de serviços.[19]

Praias[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008. 
  2. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 dez. 2010. 
  3. «Censo Populacional 2010». Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de novembro de 2010. Consultado em 11 de dezembro de 2010. 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2010. Consultado em 24 de agosto de 2013. 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 dez. 2010. 
  6. a b «BDMEP - série histórica - dados diários - temperatura mínima (°C) - Caravelas». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 18 de julho de 2018. 
  7. a b «BDMEP - série histórica - dados diários - temperatura máxima (°C) - Caravelas». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 18 de julho de 2018. 
  8. «BDMEP - série histórica - dados diários - precipitação (mm) - Caravelas». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 18 de julho de 2018. 
  9. «BDMEP - série histórica - dados mensais - precipitação total (mm) - Caravelas». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 18 de julho de 2018. 
  10. «NORMAIS CLIMATOLÓGICAS DO BRASIL». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 18 de julho de 2018. 
  11. Atlas Brasil. «Atlas do Desenvolvimento Humano no Brasil». Consultado em 27 de março de 2017. 
  12. IBGE. «Caravelas - População estimada 2016». Consultado em 27 de março de 2017. 
  13. «IBGE | Cidades | Bahia | Caravelas | Estimativa da População 2016». cidades.ibge.gov.br. Consultado em 27 de março de 2017. 
  14. «Atlas do Desenvolvimento Humano no Brasil». Atlas Brasil. Consultado em 27 de março de 2017. 
  15. «IDHM Municípios 2010». PNUD Brasil. Consultado em 27 de março de 2017. 
  16. «Atlas do Desenvolvimento Humano no Brasil». Atlas Brasil. Consultado em 27 de março de 2017. 
  17. «Produto Interno Bruto dos Municípios 2014 - Caravelas». IBGE. Consultado em 27 de março de 2017. 
  18. «PIB 2014». IBGE. Consultado em 27 de março de 2017. 
  19. «Atlas do Desenvolvimento Humano no Brasil». Atlas Brasil. Consultado em 27 de março de 2017. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Caravelas