Gentio do Ouro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Gentio do Ouro
Bandeira desconhecida
Brasão desconhecido
Bandeira desconhecida Brasão desconhecido
Hino
Aniversário 9 de julho
Fundação 1890
Gentílico gentiense
Prefeito(a) Ivonilton Vieira (PMDB)
(2009–2012)
Localização
Localização de Gentio do Ouro
Localização de Gentio do Ouro na Bahia
Gentio do Ouro está localizado em: Brasil
Gentio do Ouro
Localização de Gentio do Ouro no Brasil
11° 25' 44" S 42° 30' 21" O11° 25' 44" S 42° 30' 21" O
Unidade federativa  Bahia
Mesorregião Centro Norte Baiano IBGE/2008[1]
Microrregião Irecê IBGE/2008[1]
Municípios limítrofes Xique-Xique, Itaguaçu da Bahia, Uibaí, Ibipeba e Ipupiara
Distância até a capital Não disponível
Características geográficas
Área 3 671,237 km² [2]
População 10 720 hab. IBGE/2010[3]
Densidade 2,92 hab./km²
Clima Não disponível
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,559 baixo PNUD/2010 [4]
PIB R$ 29 809,347 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 2 520,02 IBGE/2008[5]
Página oficial

Gentio do Ouro é um município brasileiro do estado da Bahia. Sua população estimada em 2004 era de 9.701 habitantes.

História[editar | editar código-fonte]

Município criado, com nome de Gameleira e território desmembrado do município de Xique-Xique, pelo Ato Estadual de 9 de Julho de 1890, sendo instalado em 9 de Dezembro de 1890. Pela Lei Estadual nº 2.017. de 2 de Agosto de 1927, o município recebeu o nome de Assuruá. Foi extinto pelos Decretos Estaduais nº 7.455, de 23 de Junho de 1931 e nº 7.479, de 8 de Julho de 1931 e reanexado seu território ao município de Xique-Xique e Criaram na Vila de Assuruá uma Sub Prefeitura. O município foi restaurado, com território desmembrado do município de Xique-Xique e sede em Santo Inácio, pelo Decreto Estadual nº 8.546, de 15 de Julho de 1933, sendo reinstalado em [[9 de Agosto de 1933. Recebeu o nome de Santo Inácio do Assuruá pelo Decreto Lei Estadual nº 10.724, de 30 de Março de 1938, e o de Santo Inácio pelo Decreto Estadual nº 11.089, de 30 de Novembro de 1938. Sua sede foi mudada para a Vila de Gentio do Ouro pela Lei Estadual nº 628, de 30 de Dezembro de 1953, recebendo o município essa denominação.

Economia[editar | editar código-fonte]

Na pecuária destacam-se os rebanhos de equinos, bovinos, ovinos, caprinos,suínos e asininos. Conforme registro da JUCEB, possui 05 indústrias, 140º lugar na posição geral do Estado da Bahia, e 47 estabelecimentos comerciais, 266º posição dentre os municípios baianos. No setor de bens minerais, é produtor de ouro, seu parque hoteleiro registra 60 leitos. No ano de 2001 o município registrou 2.227 consumidores de energia elétrica com um consumo de 1.545Mw/h.

Portal Bahia.svg A Wikipédia possui o Portal da Bahia. Artigos sobre história, cultura, personalidades e geografia.

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil. Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  2. IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial. Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Página visitada em 5 dez. 2010.
  3. Censo Populacional 2010. Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (29 de novembro de 2010). Página visitada em 11 de dezembro de 2010.
  4. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil. Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2010). Página visitada em 25 de agosto de 2013.
  5. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Página visitada em 11 dez. 2010.
Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado da Bahia é um esboço relacionado ao WikiProjeto Nordeste do Brasil. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.