Quijingue

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Quijingue
  Município do Brasil  
Símbolos
Bandeira de Quijingue
Bandeira
Brasão de armas de Quijingue
Brasão de armas
Hino
Gentílico quijinguense [1]
Localização
Localização de Quijingue na Bahia
Localização de Quijingue na Bahia
Localização de Quijingue na Bahia
Quijingue está localizado em: Brasil
Quijingue
Localização de Quijingue no Brasil
Mapa
Mapa de Quijingue
Coordenadas 10° 45' 10" S 39° 12' 36" O
País Brasil
Unidade federativa Bahia
Municípios limítrofes Euclides de Cunha, Tucano, Cansanção, Araci, Monte Santo e Banzaê
Distância até a capital 322 km
História
Fundação 3 de julho de 1917 (106 anos)
Emancipação 15 de março de 1962 (61 anos)
Administração
Prefeito(a) Weligton Cavalcante de Gois - "Nininho Gois" (PL, 2021 – 2024)
Vereadores 11 [2]
Características geográficas
Área total IBGE/2022[3] 1 380,798 km²
 • Área urbana  IBGE/2019[4] 5,77 km²
População total (Censo de 2022) [5] 25 272 hab.
 • Posição (BA: 117º· (NE: 433°· (BR: 1337º) (2022)[6]
Densidade 18,3 hab./km²
Clima Semiárido (Sertão)
Altitude 347 m
Fuso horário Hora de Brasília (UTC−3)
CEP 48830-000
Indicadores
IDH (PNUD/2010[7]) 0,544 baixo
PIB (IBGE/2020[8]) R$ 210 500,99 mil
 • Posição (BA: 180º· (BR: 2836°)
PIB per capita (IBGE/2020[8]) R$ 7 619,67
Sítio quijingue.ba.gov.br (Prefeitura)
cmquijingue.ba.gov.br (Câmara)

Quijingue é um município brasileiro do estado da Bahia.

É a terra natal do influenciador digital Luva de Pedreiro.[9]

Etimologia[editar | editar código-fonte]

Há duas versões sobre a origem do nome Quijingue. Alguns afirmam que vem de um termo indígena que significa “mata fechada”, enquanto Ramos (2008, p. 400) afirma que vem de um tambor africano, usado nas danças de batuque.[9][10]

História[editar | editar código-fonte]

Na segunda metade do século XIX, formou-se, na Fazenda Lagoa Grande, de propriedade de Gregório José de Almeida, um povoado de mesmo nome (hoje Quijingue), graças à festa de São João ali realizada anualmente, a qual era frequentada por moradores de regiões vizinhas.[10][11]

Na primeira metade da década de 1890, com a passagem de Antônio Conselheiro por Lagoa Grande, esse povoado teve seu nome alterado para Triunfo.[10][11]

O povoado de Triunfo foi elevado à categoria de distrito, subordinado ao município de Tucano, por meio da Lei municipal nº 11, de 30 de abril de 1917, aprovada pela Lei estadual nº 1199, de 03 de julho de 1917. Por meio do Decreto-lei estadual nº 141, de 31 de dezembro de 1943, ratificado pelo Decreto-lei estadual nº 12.978, de 1° de junho de 1944, o distrito de Triunfo teve seu nome alterado para Quijingue.[12]

Por meio da Lei estadual nº 1640, de 15 de março de 1962, o distrito de Quijingue foi elevado à categoria de município, desmembrando-se de Tucano, sendo instalado em 7 de abril de 1963.[12]

Por meio da Lei estadual nº 4040, de 14 de maio de 1982, o povoado de Algodões, pertencente a Quijingue, foi elevado à categoria de distrito, dentro do mesmo município.[12]

Localidades e povoados[editar | editar código-fonte]

Quijingue é um município com 1 distrito e diversas localidades e povoados. Abaixo, alguns deles:

  • Algodões (sede do distrito). O nome do povoado, que é sede do distrito de mesmo nome, é devido a uma plantação de algodão na casa de um antigo morador. Sua principal atividade econômica é o cultivo de cereais (feijão e milho), através da agricultura familiar. Dentre os festejos regionais, destaca-se a festa do seu santo padroeiro São Sebastião, que acontece sempre de 11 a 20 de janeiro, sendo o dia 20 o dia principal da festa religiosa, dia de São Sebastião. A festa profana acontece no próximo final de semana após a festa religiosa, e apesar de ser um distrito pequeno, já recebeu cantores e bandas como Calcinha Preta, Bonde do Brasil, Caviar com Rapadura, Edcity, Adelmo Casé, Samyra Show, Arreio de Ouro, Desejo de Menina, Igor Kannário, Psirico, Devinho Novais, Gatinha Manhosa e Tayrone.

Além desse, há outros povoados:

  • Boa Vista Meio
  • Boa Vista do Zézé
  • Capim Grosso
  • Capoeira
  • Claricé
  • Jurema
  • Lagoa da Barra
  • Lagoa da Caraíba
  • Lagoa da Ema
  • Lagoa do Fechado
  • Lagoa do Garrote
  • Lagoa do Junco
  • Lagoa do Olímpio
  • Lagoinha das Pedras
  • Lagoinha dos Cágados
  • Lavarinto
  • Maceté
  • Malhadinha
  • Ouricuri
  • Poço da Pedra
  • Poço Dantas
  • Poço Novo
  • Rio Grande
  • Sitio Salgado
  • Salgadinho
  • Sobara
  • Serra Branca
  • Serrote do Meio
  • Tanque do Rumo
  • Terra Branca
  • Lagoa da Pedra
  • Renascer
  • Tabua (local de nascimento do Luva de Pedreiro)[13]
  • Serrinha da Reforma Agrária
  • Lagoa do Cru
  • Lagoa do Mato
  • Casabu
  • Aroeira
  • Rio Vermelho
  • Queimada dos Crentes
  • Tatu
  • Lagoa do Capim Grosso
  • Pascoal
  • Zé do Beto
  • Lagoinha das Pedras
  • Riacho do Claricé
  • Poço da Pedra
  • Quijingue Velho
  • Muriçoca
  • Lagoa do Junco
  • Serrinha dos Crentes
  • Boqueirão
  • Ouricuri
  • Baraúnas
  • Araticum
  • Pedrento
  • Baixa da Luva
  • Sítio
  • Alto
  • Monte Cruzeiro
  • Lagoa do Ouricuri
  • Poço do Cavalo
  • Pedra D’água
  • Lagoa da Caraíba
  • Malhadinha
  • Santa Rita
  • Lagoa Vermelha
  • Lagoa Grande
  • Saco do Cedro
  • Inveja

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Cidades e Estados». IBGE. Consultado em 18 de outubro de 2023 
  2. «Prefeito e vereadores de Quijingue tomam posse; veja lista de eleitos». g1. Consultado em 19 de outubro de 2023 
  3. «Cidades e Estados». IBGE. Consultado em 19 de outubro de 2023 
  4. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). «Meio Ambiente». Consultado em 19 de outubro de 2023 
  5. «Cidades e Estados». IBGE. 28 de junho de 2023. Consultado em 19 de outubro de 2023 
  6. «População de Quijingue (BA) é de 25.272 pessoas, aponta o Censo do IBGE». g1. Consultado em 19 de outubro de 2023 
  7. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2010. Consultado em 24 de agosto de 2013 
  8. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 19 de outubro de 2023 
  9. a b «Conheça Quijingue, cidade de Luva de Pedreiro e de meteorito raro». iBahia. 13 de abril de 2022. Consultado em 29 de dezembro de 2023 
  10. a b c Ramos, Ricardo Tupiniquim (2008). Toponímia dos municípios baianos: descrição, história e mudanças (PDF) (Tese de doutorado). Salvador: UFBA. p. 400. Cópia arquivada (PDF) em 3 de outubro de 2023 
  11. a b «Quijingue (BA) - histórico». IBGE Cidades. Consultado em 29 de dezembro de 2023 
  12. a b c «Cidade de Quijingue - Bahia». Cidades do meu Brasil. Consultado em 29 de dezembro de 2023 
  13. «Sucesso nas redes sociais, Luva de Pedreiro é contratado pela Amazon Prime». Revista Exame. 10 de abril de 2022. Consultado em 10 de outubro de 2023 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Quijingue