Santana (Bahia)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Santana
Bandeira de Santana
Brasão indisponível
Bandeira Brasão indisponível
Hino
Aniversário 16 de dezembro
Fundação 16 de dezembro de 1890 (126 anos)
Gentílico santanense
Prefeito(a) Franscisco de Assis Tavares da Cunha (PSDB)
(2017–2020)
Localização
Localização de Santana
Localização de Santana na Bahia
Santana está localizado em: Brasil
Santana
Localização de Santana no Brasil
12° 58' 58" S 44° 03' 03" O12° 58' 58" S 44° 03' 03" O
Unidade federativa Bahia Bahia
Mesorregião Extremo Oeste Baiano IBGE/2008 [1]
Microrregião Santa Maria da Vitória IBGE/2008 [1]
Municípios limítrofes Serra Dourada, Santa Maria da Vitória, Baianópolis, Canápolis, Serra do Ramalho, São Félix do Coribe
Distância até a capital 813 km
Características geográficas
Área 1 999,407 km² [2]
População 24 750 hab. IBGE/2010[3]
Densidade 12,38 hab./km²
Altitude 526 m
Clima Tropical de altitude
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,608 médio PNUD/2010 [4]
PIB R$ 105 297,637 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 3 901,36 IBGE/2008[5]
Página oficial

Santana é um município brasileiro do estado da Bahia. Localiza-se à latitude 12.9828 sul e à longitude 44.0578" oeste, com altitude de 526 metros. Sua população estimada em 2005 era de 25 867 habitantes, distribuídos em 2006,97 km² de área.

A cidade fica a 203 km de Barreiras, principal cidade do oeste baiano.[6]

História[editar | editar código-fonte]

Na segunda metade do século XVII, os índios tupiniquins vindos da região de Angical estabeleceram-se na região de Santana.

Em 1760 uma fazenda de cana de açúcar e criação de gado deu origem ao arraial pertencente ao Distrito de São Gonçalo do município de Rio das Éguas, com o nome de Santana dos Brejos, denominação da capela existente no local, que em 1868 foi elevada a freguesia.

A cidade de Santana dos Brejos, território desmembrado do de Santa Maria da Vitória, foi criado em 1890.

Economia[editar | editar código-fonte]

A cultura da mandioca, utilizada principalmente para a produção de farinha, transformou-se ao longo do tempo em uma das principais potencialidades do município.

Turismo[editar | editar código-fonte]

Santana é privilegiada pela natureza,a cidade possui mais de 13 quilômetros de grutas e cavernas interconectadas com cachoeiras, trilhas naturais e nascentes, além do encanto do Rio Corrente.

A Caverna do Padre é terceira maior do país, uma beleza esculpida pela natureza.

Referências

  1. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  2. IBGE (10 de outubro de 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  3. «Censo Populacional 2010». Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de novembro de 2010. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2010. Consultado em 24 de agosto de 2013 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  6. «Barreiras, capital do oeste baiano». clubedovendedor. Clube do Vendedor. Consultado em 15 de junho de 2017 


Ícone de esboço Este artigo sobre um município da Bahia é um esboço relacionado ao WikiProjeto Nordeste do Brasil. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.