Itaguaçu da Bahia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Itaguaçu da Bahia
  Município do Brasil  
Hino
Gentílico itaguaçuense
Localização
Localização de Itaguaçu da Bahia na Bahia
Localização de Itaguaçu da Bahia na Bahia
Itaguaçu da Bahia está localizado em: Brasil
Itaguaçu da Bahia
Localização de Itaguaçu da Bahia no Brasil
Mapa de Itaguaçu da Bahia
Coordenadas 11° 0' 43" S 42° 23' 56" O
País Brasil
Unidade federativa Bahia
Municípios limítrofes Central, Xique-Xique, Sento Sé, Jussara e Gentio do Ouro
Distância até a capital 544 km
História
Fundação 24 de fevereiro de 1989 (30 anos)
Aniversário 24 de fevereiro
Administração
Prefeito(a) Ivan Tiburtino de Oliveira (PMN, 2017 – 2020)
Características geográficas
Área total [1] 4 451,214 km²
População total (IBGE/2010[2]) 13 209 hab.
Densidade 3 hab./km²
Clima Não disponível
Fuso horário Hora de Brasília (UTC−3)
Indicadores
IDH (PNUD/2010[3]) 0,562 baixo
PIB (IBGE/2009[4]) R$ 49,661 mil
PIB per capita (IBGE/2009[4]) R$ 3 742 64 reais

Itaguaçu da Bahia é um município da Microrregião de Barra, na Mesorregião do Vale São-Franciscano da Bahia, no estado da Bahia, no Brasil. Sua população estimada era de 13 209 habitantes, segundo o censo de 2010 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística.

História[editar | editar código-fonte]

O distrito foi criado com o nome Tiririca do Luisinho por lei municipal de 1900, subordinado ao município de Xique-Xique. Em 1989 foi elevado à categoria de município com a denominação de Itaguaçu da Bahia pela Lei Estadual nº 4839 de 24 de fevereiro de 1989[5]. "Itaguaçu" é um termo de origem tupi que significa "pedra grande", pela junção de itá (pedra) e gûasu (grande)[6].

Geografia[editar | editar código-fonte]

A população do município ampliou, entre os Censos Demográficos de 2000 e 2010, à taxa de 1,56% ao ano, passando de 11 320 para 13 209 habitantes. Essa taxa foi superior àquela registrada no Estado, que ficou em 0,70% ao ano, e superior à cifra de 1,08% ao ano da Região Nordeste do Brasil. A taxa de urbanização apresentou alteração no mesmo período. A população urbana em 2000 representava 17,55% e em 2010 e passou a representar 19,67% do total. A estrutura demográfica também apresentou mudanças no município. Entre 2000 e 2010 foi verificada ampliação da população idosa que, em termos anuais, cresceu 4,2% em média. Em 2000, este grupo representava 7,6% da população. Já em 2010, detinha 9,8% do total da população municipal.

Referências

  1. IBGE (10 de outubro de 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  2. «Censo Populacional 2010». Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de novembro de 2010. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  3. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2010. Consultado em 24 de agosto de 2013 
  4. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  5. «Formação administrativa» (PDF)  IBGE.
  6. NAVARRO, E. A. Método moderno de tupi antigo: a língua do Brasil dos primeiros séculos. 3ª edição. São Paulo. Global. 2005. p. 132.
Ícone de esboço Este artigo sobre um município da Bahia é um esboço relacionado ao WikiProjeto Nordeste do Brasil. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.