Amargosa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Amargosa
"Cidade Jardim"
Praça Lourival Monte.jpg

Bandeira de Amargosa
Brasão indisponível
Bandeira Brasão indisponível
Hino
Aniversário 19 de junho
Fundação 19 de junho de 1893 (124 anos)
Gentílico amargosense
CEP 45300-000
Prefeito(a) Júlio Pinheiro (PT)
(2017–2020)
Localização
Localização de Amargosa
Localização de Amargosa na Bahia
Amargosa está localizado em: Brasil
Amargosa
Localização de Amargosa no Brasil
13° 01' 48" S 39° 36' 18" O13° 01' 48" S 39° 36' 18" O
Unidade federativa Bahia Bahia
Mesorregião Centro-Sul Baiano IBGE/2008 [1]
Microrregião Jequié IBGE/2008 [1]
Municípios limítrofes Milagres, Brejões, Ubaíra, Laje, Elísio Medrado e São Miguel das Matas
Distância até a capital 235 ou 167 (via ferry boat) km
Características geográficas
Área 435,932 km² [2]
População 38,041 hab. (BR: 877ºBA: 69º) – 
Densidade 87 26 hab,/km²
Altitude 400 m
Clima úmido, úmido-subúmido, subúmido-semiárido e semiárido
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,625 médio PNUD/2010 [3]
PIB R$ 267.183 Milhões de reais (BA: 87º) – IBGE/2008[4]
PIB per capita R$ 7 205 39 BA:151º
Página oficial
Catedral do Bom Conselho

Amargosa é um município brasileiro do estado da Bahia. Localizado na Mesorregião do Centro-Sul Baiano e na Microrregião de Jequié, apesar do município fazer parte da região de Jequié, Amargosa fica na área de influência de Santo Antônio de Jesus, diariamente centenas de pessoas se deslocam para o município vizinho para fazer compras,estudar e realizar exames mais complexos que não são oferecidos na cidade. A População estimada para Amargosa em 2016 é de 38.041 habitantes. segundo o censo demográfico do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística.[4]

O município[editar | editar código-fonte]

Sua população estimada em 2016 é de 38.041 habitantes. Em 19 de junho de 1891, aconteceu o ato de criação que elevou a Vila de Nossa Senhora do Bom Conselho de Amargosa à categoria de cidade, passando a se chamar apenas Amargosa. O nome desta cidade teve origem na caça das pombas de carne amarga que faziam parte da fauna local, e que atraía caçadores da região, através do convite: "vamos às amargosas". Amargosa é um município que destaca-se pela beleza de suas inúmeras praças e jardins. Amargosa tem como um de seus mais ilustres personagens Pedro Calmon , que foi muito importante para o desenvolvimento da cidade.

Informes gerais
  • População: 37.557 (2014)
  • População estimada 38.041 (2016)
  • Clima: úmido, úmido-subúmido, subúmido-semiárido e semiárido
  • Temperatura média : 25º
  • Principais atividades econômicas: pecuária,laticínios, caju, café, banana, mandioca, comercio,indústria calçadista e turismo.
  • Padroeira : N.Sr.ª do Bom Conselho

Geografia[editar | editar código-fonte]

Situada no Vale do Jiquiriçá, em uma das mais belas paisagens do interior da Bahia, que incluem rios, cachoeiras, matas e trilhas. Possui um dos quatro melhores índices de saúde da Bahia, a cidade melhora sua infraestrutura e vem crescendo economicamente.

Relevo

O município de Amargosa é composto por morros e colinas de vertentes íngremes a aguçado e com tendência a crista, de forma convexa, sendo que na parte norte da região é mais abaulado e próximo a Santa Terezinha tabular, o relevo, portanto, é controlado pela estrutura com uma altitude variando de 230 a 980 m, destacando as serras de Tartaruga, Julião e Baratinha.

Hidrografia

O principal rio que corta o município de Amargosa é o Jiquiriçá-Mirim, tendo como afluentes os riachos da Correntina, Tamanduá, Cavaco, Boqueirão, Bainha, Timbó, Tauá, Massaranduba, Baixada e outros de menor vazão. Também são importantes para o município os rios Corta Mão, Riachão, Verde e Capivara.

Vegetação

Próximo à região de divisa com os municípios de Mutuípe, Laje e Ubaíra é predominante as formações florestais secundárias (capoeira). À medida que se aproxima de Brejões, Milagres, as temperaturas e os índices pluviométricos diminuem, ocorrendo formações com aspectos arbóreos menos exuberantes e ocorrem formações de caatinga na divisa com Santa Terezinha e Milagres.

Divisão Político-Administrativa

A sede de Amargosa compreende os bairros do Centro, Rodão, São Roque, Santa Rita, Alto da Bela Vista, Katiara, URBIS l, URBIS ll e Sucupira. Além da sede do município existem os distritos de Corta Mão, Itachama e Diógenes Sampaio e quatro povoados: Acajú, Baixa de Areia, Cavaco e Barreiro.

Clima[editar | editar código-fonte]

O clima em Amargosa tem grande variação, abrangendo o úmido, úmido-subúmido, subúmido-semiárido e semiárido. As temperaturas variam de 15 °C no inverno a 26 °C nas estações mais quentes.

Dados climatológicos para Amargosa
Mês Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Ano
Temperatura máxima absoluta (°C) 34,4 34,3 34,1 33,5 32,4 30 30,5 32,3 33,7 34,9 34,9 33,9 34,9
Temperatura máxima média (°C) 28,7 29,3 29 27 25 23,3 22,8 23,4 25 27 27,8 28,3 26,4
Temperatura média (°C) 22,1 22,5 22,2 21 19,6 18,4 17,8 17,6 18,8 20,7 21,5 20,4 20,3
Temperatura mínima média (°C) 15,6 16 16,1 15,4 13,9 12,2 11,3 11,2 12,3 14,2 15,1 15,4 14,1
Temperatura mínima absoluta (°C) 13,1 12,1 13,7 11,6 8,2 8,1 6 8,6 8,8 10,1 10,1 12 6
Chuva (mm) 95,4 76,8 87 55,4 19 23,2 21,6 14,6 21,5 49,7 132,5 129,7 717,4
Umidade relativa (%) 73,2 69,1 81,3 83,8 81,8 84,7 81,3 78,4 77,9 70,1 72,1 76,3 77,5
Fonte: Instituto Nacional de Meteorologia (recordes de temperatura: período entre 1976 e 2013).[5][6]
Fonte #2: Departamento de Ciências Atmosféricas (médias climatológicas de 1911 a 1980).[7][8][9][10][11]

Economia[editar | editar código-fonte]

Produção Agropecuária

A pecuária extensiva é a marca do médio e grande produtor, sendo que a pecuária de leite intensiva, inserida no contexto nos anos 70 tinha se mostrado como alternativa tem passado por grandes dificuldades devido ao custo dos insumos. Atualmente, a maioria da população ativa em Amargosa está inserida no setor primário, produzindo na agricultura as culturas de subsistência tendo a mandioca como a mais importante, com ênfase para banana, milho, feijão, fumo e amendoim, que são o sustentáculo da pequena produção. No cacau, café e a cana encontram-se a alternativa da pequena e da média produção.

Comercialização
Centro da Cidade

Das várias formas de comercialização na região, a mais usual é a feira livre, destacando-se como centro de convergência da produção regional, onde se reúnem produtores, intermediários, caminhoneiros e outros agentes. A produção leiteira é beneficiada pelas micro-usinas de produtores ou comprada por usinas em Salvador e Cachoeira. O café, cacau e o fumo são comercializados por armazém representantes de grandes empresas do ramo. Parte do café está sendo beneficiada por torrefadoras locais.


Comércio e Serviços

Shopping:

Primeiro Shopping da Cidade, esta em construção desde 2012, a inauguração estava prevista para 2014, mas a obra sofreu atrasos.

As obras do Shopping Center Valle, localizado em Amargosa, na Avenida Luis Sande, iniciaram em Janeiro de 2012. O empreendimento tem previsão para estar concluído em dezembro de 2017 . A edificação possui aproximadamente 31.000 m² de área construída, com três blocos unidos, sendo o do meio um vasto pavimento em concreto moldado onde terá um mix de lojas, e os outros dois blocos, terá o Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC) e Clínicas Médicas e Odontológicas. Além disso, haverá pavimentos de lojas específicas, com cinema, praça de alimentação, boliche, restaurantes e um grande estacionamento.instalações do Vale Shopping de Amargosa que já estão com mais de 50% construídas.

Bancos[editar | editar código-fonte]

Agência Amargosa

A cidade contam atualmente com três agências Bancárias: Banco do Brasil, Caixa Econômica, e Bradesco. Há também duas lotéricas e uma agência dos Correios.

Indústrias[editar | editar código-fonte]

As indústrias, em sua maioria, são de pequeno porte, com a produção consumida no município e em outros circunvizinhos. São quatro as microusinas de leite em funcionamento e duas torrefações de café. As casas de farinha e olarias são de caráter artesanal, existindo mais de trinta casas no município.

Daiby

Já foi a maior empregadora privada da cidade. já chegou a ter mais de 600 funcionários.

Implantada no ano de 1998, a fábrica de calçados era considerada uma das maiores empregadoras do município com mais de 500 empregos diretos, produzia cerca de 2.400 pares de sapatos por dia.

Crise:Em 2015, a direção da fábrica chegou a dar férias coletivas aos quase 600 funcionários, alegando crise econômica,em 05 de setembro de 2016 a empresa fechou as portas de forma oficial. em 29 de setembro do mesmo mês o governo da Bahia anunciou a assinatura do protocolo de intenções da vinda da Ferracini para o Município.

A nova unidade será a primeira fábrica da Ferracini no Nordeste e deve ser instalada em um galpão utilizado no passado pela Daiby Calçados. Segundo o diretor industrial da empresa, Carlos Antônio Oliveira, a escolha da Bahia foi estratégica para os negócios. Segundo o gestor, os incentivos fiscais oferecidos pelo governo baiano, por meio da SDE, bem como a concessão de uso remunerado dos galpões existentes em Amargosa, são interessantes, quando levados em conta com a facilitação da logística de distribuição das mercadorias.

Encontra-se atualmente fechado.

Frigórifico Frigamar era a terceira maior empregadora da cidade, no ano de 2014 foi vendido para o grupo JBS Friboi.

FRIGAMAR – Frigorífico de Amargosa Ltda estava em pleno crescimento, ocupando lugar de destaque no mercado de Frigoríficos da Bahia e iniciando, desde janeiro de 2014, a construção da primeira fábrica de hambúrguer do Estado, utilizando recursos próprios e financiamento do DESENBAHIA. considerada uma das principais fontes de emprego e renda da iniciativa privada da cidade, a unidade Frigorífico JBS, da rede Friboi, dispensou, cerca de 200 trabalhadores após anunciar que estaria paralisando em Amargosa as atividades de abate de bovinos no município, localizado do Vale do Jiquiriçá. Os motivos, segundo rumores que circulam nas ruas, seriam: queda de vendas no mercado, baixa disponibilidade de matéria-prima e falta de incentivo por parte do Governo do Estado para a empresa manter o funcionamento do Frigorífico em Amargosa.


Transportes O Município de Amargosa não é cortado por nenhuma rodovia Federal, as principais vias de Acesso a Cidade são as rodovias estaduais BA 026 que liga o município as Cidades de Elísio Medrado, São Miguel das Matas, Varzedo, e Santo Antônio de Jesus os seus 44 km de extensão é conhecida pelos buracos, falta de sinalização. que acaba aumentando o tempo de viagem e os riscos de acidentes. a rodovia vem sendo negligenciada a anos pelo poder público.

Rodovia BA 026
Outra rodovia estadual que dá acesso ao município é a BA 046 que liga Amargosa a cidade de Milagres é que também da acesso a BR-116. está esta em melhor estado de conservação. a BA 540 trecho Amargosa/Mutuípe foi requalificada recentemente.

Ensino Superior e Técnico[editar | editar código-fonte]

Amargosa Conta com apenas uma instituição de ensino superior a UFRB Universidade Federal do Recôncavo Baiano que é voltada para a formação de professores.

O Campi da Universidade oferece os seguintes cursos:

Educação Física, Filosofia, Física, Matemática, Pedagogia, Química e Letras com LIBRAS. a Construção do Campi da UFRB começou na gestão do ex prefeito Valmir Sampaio (2004-2012).

E conta com uma escola técnica, o Cetep - Vale do Jiquiriçá, que oferece variados cursos como: Agropecuária, logística, teatro, enfermagem, etc ; para as pessoas que reside na cidade e na região.

UFRB em Amargosa

Atrativos turísticos[editar | editar código-fonte]

Festa de São João: Acontece todos os anos na Praça do Bosque. A partir de 2010 a o evento passa a ter 10 dias de duração e consolida a cidade como o principal destino junino da Bahia e um dos maiores do Brasil. São vários dias de festa, recebendo por dia uma média de 60.000 pessoas de vários estados do Brasil. É tida como a melhor festa junina do Estado da Bahia e está entre as cinco melhores festas juninas do país. O maior recorde de público do são joão de Amargosa, foi em 2007 quando se apresentou no palco principal a Banda Calypso, que reuniu mais de 90.000 pessoas na Praça do Bosque.

  • Forró do Piu-Piu: Uma festa particular que ocorre todos os anos no período do SJ, sempre conta com grandes bandas do país, acontece no Hotel Fazenda Colibri, participam aproximadamente 10.000 pessoas.
  • Exposição Agropecuária: Ocorre no mês de Outubro (não tem acontecido nos últimos anos, consultar antes de ir).
  • Serras: A cidade possui uma: "Serra Azul", que faz parte das terras do Sr. Manoel Lemos (In Memoriam).
  • Cachoeiras da Pancada. Também com a opção de visitar a Cachoeira dos Prazeres, no município de Jiquiriçá-BA, que fica a poucos quilômetros.
  • Floresta: Mata atlântica do Timbó.
  • Rios: Jiquiriçá que nasce no Município de Maracás(BA), propício aos banhos e esportes náuticos.
  • Cristo da Praça - Monumento erguido na Praça Tiradentes.
  • Igrejas: Catedral de N. Sr.ª do Bom Conselho, Localizada na Praça Lourival Monte.
  • Belas praças e jardins, denominado-a, Cidade Jardim.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Divisão Política do Brasil.png Este município precisa ser adaptado aos critérios do Projeto Subdivisões do Brasil.
Você pode ajudar a Wikipédia editando-o.


Notas e referências

  1. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  2. IBGE (10 de outubro de 2002). «Área territorial oficial». IBGE. Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  3. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2010. Consultado em 14 de agosto de 2013 
  4. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  5. «Série Histórica - Dados Diários - Temperatura Mínima (ºC) - Vitória da Conquista». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 30 de maio de 2014 
  6. «Série Histórica - Dados Diários - Temperatura Máxima (ºC) - Vitória da Conquista». Instituto Nacional de Meteorologia. Consultado em 30 de maio de 2014 
  7. Departamento de Ciências Atmosféricas (1911–1990). «TEMPERATURA MAXIMA MENSAL E ANUAL DA BAHIA». Universidade Federal de Campina Grande. Consultado em 30 de maio de 2014. Cópia arquivada em 30 de maio de 2014 
  8. Departamento de Ciências Atmosféricas (1911–1990). «TEMPERATURA COMPENSADA MENSAL E ANUAL DA BAHIA». Universidade Federal de Campina Grande. Consultado em 30 de maio de 2014. Cópia arquivada em 30 de maio de 2014 
  9. Departamento de Ciências Atmosféricas (1911–1990). «TEMPERATURA MINIMA MENSAL E ANUAL DA BAHIA». Universidade Federal de Campina Grande. Consultado em 30 de maio de 2014. Cópia arquivada em 30 de maio de 2014 
  10. Departamento de Ciências Atmosféricas (1911–1990). «PRECIPITACAO MENSAL - ESTADO DA BAHIA». Universidade Federal de Campina Grande. Consultado em 30 de maio de 2014. Cópia arquivada em 30 de maio de 2014 
  11. Departamento de Ciências Atmosféricas (1911–1980). «UMIDADE RELATIVA DO AR». Universidade Federal de Campina Grande. Consultado em 30 de maio de 2014. Cópia arquivada em 30 de maio de 2014