Jussari

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Jussari
  Município do Brasil  
Símbolos
Bandeira de Jussari
Bandeira
Brasão de armas de Jussari
Brasão de armas
Hino
Gentílico jussariense
Localização
Localização de Jussari na Bahia
Localização de Jussari na Bahia
Jussari está localizado em: Brasil
Jussari
Localização de Jussari no Brasil
Mapa de Jussari
Coordenadas 15° 11' 27" S 39° 29' 42" O
País Brasil
Unidade federativa Bahia
Municípios limítrofes Itaipé, Itabuna, Buerarema, São José da Vitória, Arataca e Itaju do Colônia.
Distância até a capital 505 km
História
Fundação 8 de maio de 1985 (37 anos)
Administração
Prefeito(a) Antônio Carlos Bandeira Velete (PSD, 2021 – 2024)
Características geográficas
Área total [1] 356,735 km²
População total (IBGE/2010[2]) 6 467 hab.
Densidade 18,1 hab./km²
Clima Não disponível
Altitude 196 m
Fuso horário Hora de Brasília (UTC−3)
Indicadores
IDH (PNUD/2010[3]) 0,567 baixo
PIB (IBGE/2008[4]) R$ 26 543,632 mil
PIB per capita (IBGE/2008[4]) R$ 3 802,81

Jussari[nota 1] é um município brasileiro do estado da Bahia. Sua população estimada em 2021 era de 5 706 habitantes.

História[editar | editar código-fonte]

O atual município de Jussari tem sua origem na localidade de Arraial Pina, que era um distrito de Itabuna. Na época, chamava-se Juçari. Foi elevada à categoria de município em 1985 após a realização de referendo.[5]

A colonização de Jussari iniciou em 1909 com a chegada de estrangeiros, que vieram ao país com o propósito de desenvolver a agricultura na Mata Atlântica. Albino Rodrigues Paiva foi o primeiro detentor de terras de Jussari. A vinda de estrangeiros continuou nos anos seguintes.[5]

Em 1934, a região se tornou um distrito, desmembrando 35.026,3 hectares do território do distrito de Macuco, que pertencia a Itabuna. O título de Jussari foi conferido diante da vasta quantidade de palmeira de juçara (nome de origem indígena) verificada na região.[5]

Ainda em 1934, foi estabelecido o primeiro Cartório de Paz e do Registro Civil.[5]

Em 1945, ocorreu a primeira Santa Missão da Igreja Católica, com a participação vários freires foi realizado. No evento, foram realizados batizados, crismas e casamentos.[5]

Geografia[editar | editar código-fonte]

Jussari está localizada no sul do estado da Bahia,[5] estando distante a 497,5 quilômetros da capital estadual, Salvador.[6] Situa-se a 15º10'10" de latitude sul e 39º29'18" de longitude oeste.[7] Possui uma área de 329,190 quilômetros quadrados.[8]

De acordo com a divisão do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística,[9] o município pertence às Regiões Geográficas Intermediária de Ilhéus-Itabuna e Imediata de Camacan.[8][10] Faz divisa com os municípios de Itabuna ao norte, Arataca e Camacan ao sul, Itapé e Itaju do Colônia a oeste e Buerarema a leste.[5]

Está inserida no bioma da Mata Atlântica.[11] As chuvas são distribuídas uniformemente durante o ano. O clima caracteriza-se como quente e úmido, com temperatura variável. A máxima é de em torno de 38ºC no verão e a mínima 16Cº no inverno.[5]

Demografia[editar | editar código-fonte]

Crescimento populacional
Censo Pop.
20106 474
Est. 20215 706
IBGE[8]

Em 2010, a população do município foi contada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em 6 474 habitantes. Já segundo estimativa de 2021 a população era de 5 706 habitantes, correspondendo a 0,04% da população total do estado e fazendo com que fosse o 400º município mais populoso.[8][12] Em 2017, foi estimado que 50,66% dos habitantes eram homens e 49,34% eram mulheres. A composição étnica indicou que 81,74% da população era formada por negros e 17,47% por brancos.[13]

O Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDH-M) de Jussari, de 0,567, é considerado baixo pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). O mesmo indicador havia sido apurado em 0,426 em 2000 e 0,299 em 1991. Considerando-se apenas o índice de educação o valor é de 0,451, o valor do índice de longevidade é de 0,699 e o de renda é de 0,577.[13] O coeficiente de Gini, que mede a desigualdade social, era de 0,51, sendo que 1,00 é o pior número e 0,00 é o melhor.[13] A taxa de mortalidade infantil era de 30,61 em 2017.[8]

Política e administração[editar | editar código-fonte]

O Poder Executivo do município é representado pelo prefeito, auxiliado por três secretários municipais e nove diretorias.[14] Desde janeiro de 2021, o executivo é comandado pelo prefeito Antonio Carlos Bandeira Valete, do Partido Social Democrático (PSD); o vice-prefeito é Jose Amaral da Silva Dias, do Republicanos.[15] Valete e Amaral foram eleitos na eleição municipal de 2020 com 2 607 votos (72,12% dos votos válidos).[16]

O Poder Legislativo é representado pela Câmara Municipal de Vereadores, formada por nove vereadores eleitos para mandatos de quatro anos. O legislativo é dirigido pelo presidente, além do vice-presidente e do secretário. Cabe à casa elaborar e votar leis fundamentais à administração e ao Executivo, além de fiscalizá-lo.[15][17] Como resultado da eleição de 2020, a Câmara Municipal ficou composta por quatro vereadores do PSD, três do Progressistas (PP), um do Partido dos Trabalhadores (PT) e um do Republicanos.[15]

Na política nacional, Fernando Haddad (PT) obteve 1 898 votos (63,27%) em Jussari no segundo turno da eleição presidencial, superando Jair Bolsonaro (PSL), que conseguiu 1 102 votos (36,73%).[18] Para o governo da Bahia, Rui Costa (PT) recebeu 1 915 votos (68,22%) no município.[19] Para o Senado Federal, Ângelo Coronel (PSD) e Jaques Wagner (PT) alcançaram 37% e 30,32% dos votos, respectivamente.[20]

Economia[editar | editar código-fonte]

O PIB per capita (PIB) de Jussari foi estimado em R$ 9.175,97 em 2018.[8] O salário médio mensal dos trabalhadores formais em Jussari era 1,7 salários mínimos em 2019.[8] Em 2020, o município possuía receita própria de R$ 955,8 mil e recebeu R$ 23,7 milhões a título de transferência de recursos.[21]

Segurança pública[editar | editar código-fonte]

Jussari é o 9° município mais violento do Brasil, segundo levantamento do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, que analisou 3 anos (2019, 2020 e 2021). O município conta com 120,9 mortes por cem mil habitantes. O levantamento foi divulgado em 2022.[22]

Notas

Referências

  1. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 dez. 2010 
  2. «Censo Populacional 2010». Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de novembro de 2010. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  3. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2010. Consultado em 25 de agosto de 2013 
  4. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 dez. 2010 
  5. a b c d e f g h «Jussari». Prefeitura Municipal de Jussari. 2021. Consultado em 30 de agosto de 2021 
  6. «Distância entre cidades». Invertexto. 2021. Consultado em 30 de agosto de 2021 
  7. «Jussari». DB city. 2021. Consultado em 30 de agosto de 2021 
  8. a b c d e f g «Jussari». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. 2021. Consultado em 30 de agosto de 2021 
  9. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (2017). «Divisão Regional do Brasil». Consultado em 11 de dezembro de 2017. Cópia arquivada em 12 de dezembro de 2017 
  10. «Regiões Geográficas do Estado da Bahia» (PDF). Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. 2019. Consultado em 30 de agosto de 2021 
  11. «JUSSARI (BA)». Municípios e Saneamento. 2020. Consultado em 30 de agosto de 2021 
  12. «Bahia». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. 2021. Consultado em 30 de agosto de 2021 
  13. a b c «Jussari, BA». Atlas do Desenvolvimento Humano no Brasil. 2021. Consultado em 30 de agosto de 2021 
  14. «Organograma». Prefeitura Municipal de Jussari. 2021. Consultado em 30 de agosto de 2021 
  15. a b c «Prefeito e vereadores de Jussari tomam posse; veja lista de eleitos». G1. 1 de janeiro de 2021. Consultado em 30 de agosto de 2021 
  16. «Jussari, BA». G1. Novembro de 2020. Consultado em 30 de agosto de 2021 
  17. «O papel dos vereadores». Veja. Consultado em 23 de janeiro de 2014 
  18. «Resultados para Presidente na Bahia em Jussari (BA)». Gazeta do Povo. Outubro de 2018. Consultado em 30 de agosto de 2021 
  19. «Resultados para Governador na Bahia em Jussari (BA)». Gazeta do Povo. Outubro de 2018. Consultado em 30 de agosto de 2021 
  20. «Resultados para Senador na Bahia em Jussari (BA)». Gazeta do Povo. Outubro de 2018. Consultado em 30 de agosto de 2021 
  21. «Jussari». Tribunal de Contas da Bahia. 2021. Consultado em 18 de julho de 2021 
  22. «Veja quais são as 30 cidades mais violentas do País». Terra. Consultado em 6 de agosto de 2022 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]