Caatiba

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Caatiba
  Município do Brasil  
Praça Clériston de Andrade, 2008.
Praça Clériston de Andrade, 2008.
Símbolos
Bandeira de Caatiba
Bandeira
Brasão de armas de Caatiba
Brasão de armas
Hino
Gentílico caatibense
Localização
Localização de Caatiba na Bahia
Localização de Caatiba na Bahia
Caatiba está localizado em: Brasil
Caatiba
Localização de Caatiba no Brasil
Mapa de Caatiba
Coordenadas 14° 58' 37" S 40° 24' 28" O
País Brasil
Unidade federativa Bahia
Municípios limítrofes Barra do Choça, Itambé, Planalto, Nova Canaã, Itororó e Itapetinga.
Distância até a capital 607 km
História
Fundação 1 de abril de 1961 (61 anos)
Administração
Prefeito(a) Maria Tânia Ribeiro Sousa (PSD, 2021 – 2024)
Características geográficas
Área total [1] 655,581 km²
População total (estimativa IBGE/2021[2]) 6 232 hab.
Densidade 9,5 hab./km²
Clima tropical atlântico
Altitude 307 m
Fuso horário Hora de Brasília (UTC−3)
CEP 45130-00
Indicadores
IDH (PNUD/2010[3]) 0,561 baixo
Gini (PNUD/2010[4]) 0,39
PIB (IBGE/2008[5]) R$ 31 383,912 mil
PIB per capita (IBGE/2008[5]) R$ 3 131,19
Sítio caatiba.ba.gov.br (Prefeitura)
camara.caatiba.ba.io.org.br (Câmara)

Caatiba é um município do estado da Bahia, no Brasil. Sua população, conforme estimativas do IBGE de 2021, era de 6 232 habitantes.[2]

Toponímia[editar | editar código-fonte]

"Caatiba" é um vocábulo oriundo da língua tupi. Significa "ajuntamento de mata", através da junção dos termos ka'a ("mata") e tyba ("ajuntamento").[6] O topônimo deriva da existência, outrora, de matas fechadas no território.

História[editar | editar código-fonte]

Primitivamente, a região de Caatiba era habitada pelos índios Imborés e Mongoiós. O povoamento começou em fins do século XIX por aventureiros a procura de terras férteis para a agricultura e pecuária.[7]

Em 1899, fugindo da seca, Francisco Viana de Castro foi para Caatiba, sendo um dos pioneiros do povoamento da região.[8] Devemos também destacar a figura de Galdino Félis Barreto (residiu em frente à praça Clériston Andrade e faleceu em 1981, com quase cem anos de idade), um dos primeiros homens a desmatar essa região povoada de índios. Ele veio descendo de Vitória da Conquista à procura de novas terras para plantar.[carece de fontes?]

O território de Caatiba pertencia à cidade de Vitória da Conquista, sendo criado o distrito de Matas de São Paulo em 7 de outubro de 1937. Depois, pelo Decreto Estadual nº 141, de 31 de dezembro de 1943, passou a se chamar Caatiba. Foi desmembrado do município de Vitória da Conquista pela Lei nº 1.401, de 1º de Abril de 1961.[9]

Histórico

As primeiras pessoas a fixarem residência no município foram Serra Grande, Francisco Sabino, Guilhermino Barros, Coronel Olímpio de Carvalho, Gino Nogueira, Capitão Valdemar, Capitão João Antônio.

A conquista das terras se deu por sucessivos combates entre os desbravadores e os índios Imborés e kariri-sapuyá, por volta de 1753. Apesar dos sangrentos combates, algumas aldeias resistiram, sendo registrado o último combate no início do século XIX, próximo a 'Serra das Flechas', onde participaram do massacre os jagunços Fulgêncio de Almeida, Lourenço Pacheco, Manoel Borges, O Sub-delegado Olímpio Pereira de Carvalho, (Coronel Olimpinho) dentre outros, sendo o último citado, o chefe dos jagunços. Muitos indígenas foram mortos e os sobreviventes expulsos da região.

Caatiba constitui-se atualmente apenas do distrito-sede. Por alguns anos o distrito de São José do Colônia pertenceu a Caatiba, depois voltando a pertencer ao município de Itambé. O distrito de Icaraí do Ranulfo pertencia a Caatiba, sendo atualmente pertencente ao município de Nova Canaã. Criado legalmente em 13 de maio de 1982 através da lei sugerida pelo deputado Naomar Alcântara, o distrito de Icaraí do Ranulfo surgiu de uma pequena propriedade de Manoel Antônio dos Santos, que a vendeu em 1938 para Ranulfo Requião. Este muito contribuiu para o desenvolvimento da região de Icaraí.

Pela Lei nº 12.565, de 10 de janeiro de 2012 o distrito de Icaraí passou a pertencer a Nova Canaã[10]

Pertence a este município as seguintes comunidades: Rio de Areia, Serra Pelada, e outras que são como povoados próximos a área urbana da cidade Caatiba, nestes povoados existem fazendas, escolas, unidades básicas de saúde (UBS), cachoeiras, rios, montanhas e muita floresta.

Economia[editar | editar código-fonte]

A principal atividade econômica é a pecuária, onde se destaca a criação de gado bovino, produção de queijo, requeijão e manteiga.

A agricultura é bastante diversificada, onde são trabalhadas as culturas de: banana, mandioca, cacau, cana, feijão, milho, café e além de outros.

Caatiba iniciou a sua entrada no eixo da industrialização, pois, foi instalado no município um galpão de uma fábrica calçadista gerando muitos empregos.

Com a pavimentação asfáltica da Rodovia Estadual BA-265, Caatiba/Itapetinga, viabilizou-se várias oportunidades de crescimento.

Prefeitos[editar | editar código-fonte]

  • 1963 a 1966 - Iris Geraldo Silveira
  • 1967 a 1970 - Jacson Pereira Rangel
  • 1971 a 1972 - José Nilton Rocha Lobo
  • 1973 a 1976 - Jacson Pereira Rangel
  • 1977 a 1982 - Florival da Costa Barreto
  • 1983 a 1988 - Luíz Miranda de Oliveira
  • 1989 a 1992 - Jailton Matos dos Santos
  • 1993 a 1996 - Luíz Miranda de Oliveira
  • 1997 a 2000 - Humberto de Almeida Antunes
  • 2001 a 2004 - Ernevaldo Mendes de Sousa
  • 2005 a 2007 - Ernevaldo Mendes de Sousa
  • 2007 a 2007 - Omar Sousa Barbosa (interino)
  • 2007 a 2008 - Ernevaldo Mendes de Sousa
  • 2009 a 2012 - Omar Sousa Barbosa
  • 2013 a 2016 - Joaquim Mendes de Sousa Júnior[11]
  • 2016 a 2017 - Nailson Batista Silva (interino)[12]
  • 2017 a 2017 - Luís Paulo Souza Paiva (interino)[13]
  • 2017 a 2020 - Maria Tânia Ribeiro Sousa[14]
  • 2021 a 2024 - Maria Tânia Ribeiro Sousa[14]

Referências

  1. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 dez. 2010 
  2. a b «Estimativa populacional 2021 IBGE». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 28 de agosto de 2021. Consultado em 28 de agosto de 2021 
  3. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2010. Consultado em 25 de agosto de 2013 
  4. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (2010). «Perfil do município de Caatiba - BA». Atlas do Desenvolvimento Humano no Brasil 2013. Consultado em 26 de abril de 2014 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 dez. 2010 
  6. [1]
  7. Monografia Municipal de Caatiba - Biblioteca do IBGE. [2]. Acessado em 18 de abril de 2008.
  8. VIANA, Anibal Lopes. Revista Histórica de Conquista Vol. 1. p. 301 Vitória da Conquista, 1982.
  9. VIANA, Anibal Lopes. Revista Histórica de Conquista Vol. 1. p. 125, 126 Vitória da Conquista, 1982.
  10. Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (25 de abril de 2012). «Resolução Nº352/2012». 25-4-2012. Consultado em 23 de novembro de 2013 
  11. Bahia Já [3]. Acessado em 19 de dezembro de 2016.
  12. Blog do Rodrigo Ferraz [4]. Acessado em 19 de dezembro de 2016.
  13. Blog do Anderson: Por afastamento da prefeita eleita Maria Tania Ribeiro Sousa assume o vice-prefeito eleito [5]] Acessado em 4 de janeiro de 2017.
  14. a b Sudoeste Hoje - Davi Ferraz: Caatiba: Tânia Ribeiro é empossada no cargo de prefeita do município [6]] Acessado em 8 de junho de 2017.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Caatiba

Adailton Pereira dos Santos, jogador de futebol nascido em Caatiba