Macajuba

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para pela palmeira, veja Coco-de-catarro.
Município de Macajuba
Bandeira desconhecida
Brasão desconhecido
Bandeira desconhecida Brasão desconhecido
Hino
Aniversário 2 de Julho
Fundação 2 de Julho de 1906
Gentílico macajubense
Prefeito(a) Fernando Dias de Ramalho Sampaio (PMDB)
(2013–2016)
Localização
Localização de Macajuba
Localização de Macajuba na Bahia
Macajuba está localizado em: Brasil
Macajuba
Localização de Macajuba no Brasil
12° 08' 09" S 40° 21' 36" O12° 08' 09" S 40° 21' 36" O
Unidade federativa Bahia Bahia
Mesorregião Centro Norte Baiano IBGE/2008 [1]
Microrregião Itaberaba IBGE/2008 [1]
Municípios limítrofes Baixa Grande e Ruy Barbosa
Distância até a capital 280 KM km
Características geográficas
Área 707,098 km² [2]
População 11 878 hab. IBGE/2016[3]
Densidade 16,8 hab./km²
Altitude 350 ALT m
Clima Semi-árido
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,524 baixo PNUD/2010 [4]
PIB R$ 34 382,787 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 2 984,10 IBGE/2008[5]
Página oficial

Macajuba é um município brasileiro no interior do estado da Bahia, na Mesorregião do Centro-Norte Baiano. Sua população em 2016, segundo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), é de 11 878 habitantes.

História[editar | editar código-fonte]

Etimologia

Seu nome, antigo, era Capivary, por ser cortada pelo rio Capivari (grafia atual), e teve o nome mudado simplesmente porque havia cidades maiores no Brasil chamadas Capivari. Passou a denominar-se Macajuba por causa da serra que corta seu território. O município foi criado com o territórios do município de Baixa Grande, através da Lei Estadual de 12 maio de 1906 que transferiu a sede do município para a povoado de Santa Luzia do Lajedo (atual sede de Macajuba), alterando-lhe o topônimo para Vila Capivari.

Em 1943, o município de Capivari foi extinto e passado à condição de distrito de Baixa Grande — que fora restaurado em 1910, com território desmembrado de Capivari. O município foi restaurado por Decreto Estadual, de 1 junho 1944, com a denominação de Macajuba. A sede transformada em distrito em 1906, foi elevada à condição de cidade, através do Decreto-lei Estadual, de 30 março de 1938.

No século XX, foi construída a igreja matriz Santa Luzia, na praça Castro Cincurá. O terreno para a igreja matriz, cuja padroeira é Santa Luzia, foi doado por Francisca Alves Sampaio. Seus nichos ficaram sob a responsabilidade de sua filha, Hermínia Borges Sampaio, e, a partir da década de 1920, também das netas, Flora, Laurita, Zulmira, Olívia, Nelly, Edith.

Turismo e eventos[editar | editar código-fonte]

O Rio Capivari é um dos pontos turísticos, apropriado para banho e pesca; também o obelisco da praça Castro Cincurá. No mês de junho é realizada a Festa de São João, na praça de eventos da cidade, com apresentação de quadrilhas e forró. No mês de agosto são realizadas manifestações locais, com representações de figuras folclóricas nacionais, como bumba meu boi, mula sem cabeça, Saci Pererê, Reisado, sereia, vaquejada etc. A festa da Independência do Brasil também é comemorada na cidade, no dia 7 de setembro, com apresentação do desfile cívico. Em outubro ocorre a Festa do Vaqueiro, enfatizando a representatividade dos vaqueiros; é realizado desfiles com os vaqueiros da região, missa campal, almoço, corrida de argolinha, espetáculos musicais e premiações. A semana da criança também é realizada, voltada para o público infantil, comemorado com muita brincadeira, dramatizações, espetáculos de palhaços, distribuição de guloseimas e brinquedos. Em dezembro é realizada a Festa de Santa Luzia, padroeira da cidade, com missas e procissões; celebra-se o nascimento do Menino Jesus Cristo, com o presépio armado em praça pública. Os católicos se reúnem para adoração e louvores para depois se divertirem ao som de bandas musicais da localidade.

Referências

  1. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008. 
  2. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010. 
  3. IBGE. «Macajuba». Consultado em 20 de novembro de 2016. 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2010. Consultado em 16 de agosto de 2013. 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010. 
Ícone de esboço Este artigo sobre um município da Bahia é um esboço relacionado ao WikiProjeto Nordeste do Brasil. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.