Saúde (Bahia)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Saúde
Bandeira indisponível
Brasão indisponível
Bandeira indisponível Brasão indisponível
Hino
Aniversário 1º de junho
Gentílico saudense
Prefeito(a) Sérgio Luiz da Silva Passos (PSDB)
(2017 – 2020)
Localização
Localização de Saúde
Localização de Saúde na Bahia
Saúde está localizado em: Brasil
Saúde
Localização de Saúde no Brasil
10° 56' 27" S 40° 25' 04" O10° 56' 27" S 40° 25' 04" O
Unidade federativa Bahia Bahia
Mesorregião Centro Norte Baiano IBGE/2008 [1]
Microrregião Jacobina IBGE/2008 [1]
Municípios limítrofes Caém, Jacobina, Caldeirão Grande, Ponto Novo, Pindobaçu, Mirangaba
Distância até a capital 353 km
Características geográficas
Área 499,722 km² [2]
População 11 847 hab. IBGE/2010[3]
Densidade 23,71 hab./km²
Altitude 542 m
Clima Semi-tropical
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,549 baixo PNUD/2010 [4]
PIB R$ 36 981,955 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 3 010,58 IBGE/2008[5]

Saúde é um município pertencente ao estado brasileiro da Bahia, localizado na microrregião de Jacobina, possui uma área total de 500 km², com população de 11.560 habitantes (IBGE, est. 2006) e densidade demográfica de 23,12 hab/km². O Código Postal da cidade é 44740-000, o DDD é 074. As pessoas naturais de Saúde são denominadas "saudenses".

História[editar | editar código-fonte]

A história da cidade remonta a primitivos assentamentos bandeirantes erguidos em uma área habitada originalmente por índios da tribo dos Paiaiás. Esses assentamentos converteram-se mais tarde em um povoado sob administração de Jacobina, denominado Arraial de Nossa Senhora da Saúde. O nome "Saúde" deveu-se ao fato de que a região onde se ergueram os primeiros assentamentos era considerada benéfica para a saúde dos que ali pernoitavam. Em 1914, Saúde foi alçada à categoria de vila. Essa situação perdurou até 1931, quando perdeu a autonomia, assim permanecendo até 1933, quando obteve definitivamente a emancipação como município.

Os últimos Prefeitos de Saúde foram: Antonio Fernando Ferreira Rocha, Dinaldo Caetano, Marilene Pereira, Severiano Alves de Souza, Hélio Amorim Pereira. Como deputados recentemente se destacaram Antonio Fernando Ferreira Rocha - Deputado Estadual, Sérgio Passos - Deputado Estadual (atual prefeito -2017/2020) e Severiano Alves de Souza - Deputado Federal. A atual estrutura política do Município é composta da seguinte forma:

PREFEITO: Nome: Sérgio Luiz da Silva Passos. Naturalidade: Saúde/BA. Estado Civil: Casado. Escolaridade: Ensino Superior Completo.

VICE-PREFEITO: Nome: Bruna Caetano Naturalidade: Saúde/BA Estado Civil: Casada.


VEREADORES:

2. Juca do Genipapo 3. Marivaldo 4. Tonho Lopes 5. Cal Jatobá 6. Fabinho de Bolinha 7. Leonidas 8. Andréia de Neto 9. Amanda de João Fraga

Comunicações[editar | editar código-fonte]

  • Rádio Paiaiá FM - 101.9 MHz
  • Saúde FM - 104.9 MHz (Faixa comunitária) de Saúde

Geografia[editar | editar código-fonte]

Distante 353 km da capital do Estado, Salvador, e a ela conectada por via rodoviária, Saúde está situada numa região de relevo montanhoso. A sede do município possui uma altitude de 542 m e está localizada ao pé da serra de Santa Cruz. Os principais rios da região são o Paiaiá, o Rio das Pedras e o Itapicuru, que separa Saúde do município de Pindobaçu, ao norte. Os principais distritos do município de Saúde são Genipapo e Paulista.

Distritos e Povoados[editar | editar código-fonte]

Água Branca

Genipapo

Paulista

Paiaiá

Quebra-côco

Serra Branca

Várzea da Cutia

São Sebastião

Maria Salona

Corta Mueca

Mariquita

Rio das pedras

Pilões

Riacho

Paiáiá

Itacurubi

Itapicuru

campo do meio

Economia[editar | editar código-fonte]

A economia é baseada na agropecuária (importantes rebanhos de eqüinos e asininos) e no extrativismo vegetal (principalmente ouricuri) e mineral (alguns garimpos de ouro e pedras preciosas). Na fronteira com o município de Pindobaçu, há uma grande barragem construída recentemente sobre o Rio Itapicuru, proporcionando água para irrigação das propriedades rurais vizinhas. A cidade possui uma agência do Banco Bradesco e uma do Banco do Brasil, pequenos estabelecimentos de comércio local, Duas emissoras de radio sendo uma comunitária Saúde FM 104.9 MHz e uma Radio Comercial de maior abrangência "Rádio Paiáiá FM 101.9. O hotel com capacidade total de 22 leitos. O incipiente turismo é centrado basicamente em torno das 12 cachoeiras, em especial a do Paiaiá e do Paulista. Recentemente foram encontradas ruínas da igreja das Figuras (São Miguel Arcanjo). Esta Igreja que hoje infelizmente encontra-se em ruínas foi fundada em 1755 por Romão Gramacho e fica localizada no alto da Serra das Figuras, constitui-se um dos marcos divisórios entre os municípios de Jacobina,Caém,Saúde e Mirangaba. São poucos os registro sobre a história da Igreja de são Miguel Arcanjo( Igreja das Figuras) sabe-se que foi construída a mando de seu fundador Romão Gramacho para cumprir uma promessa por graça alcançada. Fala-se que o senhor Romão Gramacho era garimpeiro explorava ouro na região populares mais antigos que conheceram a igreja quando ainda estava de pé contam que o interior da igreja era completamente coberto de ouro desde os portões a santos etc. Maior parte dos registros encontra-se na memoria deste povo muitos hoje já com mais de 80 anos.

Cultura[editar | editar código-fonte]

A Padroeira da cidade é Nossa Senhora da Saúde, cuja festa anual é comemorada no dia 8 de setembro. Há diversas manifestações populares durante as festas juninas, especialmente no São João. O São João de Saúde é um dos poucos que ainda preserva a tradição nordestina com apresentação de banda de pífaro, sanfoneiros, concurso de quadrilhas, brincadeiras de pau de sebo, corrida de saco, gincanas, escolha da rainha do milho, corrida de argolinha e uma variedade de comidas e bebidas típicas da época. Com uma estrutura de palco fixo na praça os grupos musicais se apresentam para a população e para os turistas que vistam o município no mês de junho numa festa harmoniosa resgatando os costumes do povo sertanejo. Moradores da cidade preservam ainda o velho costume de acender fogueiras em frente a suas casas na noite de São João, repartir comidas típicas produzidas para a festa e compartilhar de um bom quentão já que as noites do mês de junho no município costumam ser de muito frio. Religiões de matriz africanas como a umbanda e o candomblé também fazem parte da teia cultural da cidade, onde a fé é um dos principais pilares da cultura saudense.

Referências

  1. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008. 
  2. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 dez. 2010. 
  3. «Censo Populacional 2010». Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de novembro de 2010. Consultado em 11 de dezembro de 2010. 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2010. Consultado em 25 de agosto de 2013. 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 dez. 2010.