Ipiaú

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Ipiaú
  Município do Brasil  
Símbolos
Brasão de armas de Ipiaú
Brasão de armas
Hino
Apelido(s) "Município Modelo da Bahia"
Gentílico ipiauense
Localização
Localização de Ipiaú na Bahia
Localização de Ipiaú na Bahia
Ipiaú está localizado em: Brasil
Ipiaú
Localização de Ipiaú no Brasil
Mapa de Ipiaú
Coordenadas 14° 08' 13" S 39° 44' 02" O
País Brasil
Unidade federativa Bahia
Municípios limítrofes Jequié, Itagibá, Ibirataia, Barra do Rocha, Aiquara e Jitaúna
Distância até a capital 353 km
História
Fundação 1933
Aniversário 2 de dezembro
Administração
Prefeito(a) Maria das Graças Mendonça (PP, 2017 – 2020)
Características geográficas
Área total [1] 267,329 km²
População total (est. IBGE/2017[2]) 47 704 hab.
Densidade 178,45 hab./km²
Clima Tropical (Am)
Fuso horário Hora de Brasília (UTC−3)
Indicadores
IDH (PNUD/2010[3]) 0,67 médio
Gini (PNUD/2010[4]) 0,69
PIB (IBGE/2008[5]) R$ 222 298,198 mil
PIB per capita (IBGE/2008[5]) R$ 5 081,22
Outras informações
Padroeiro(a) São Roque

Ipiaú é um município brasileiro do estado da Bahia. Sua população de acordo com a estimativa do IBGE em 2017 era de 47.704 habitantes.

Geografia[editar | editar código-fonte]

O município de Ipiaú, pertence à Microrregião Homogênea 154 - Cacaueira - segundo divisão adotada pelo IBGE, compreendendo uma área de 267 km², equivalente a 0,05% da área total do Estado, situando-se dentro das coordenadas geográficas: 14º07'55" de latitude sul e 39º44'75" de latitude oeste.[carece de fontes?]

De acordo com a Divisão Territorial Administrativa de 1964/68, o município limita-se ao Norte com Ibirataia e Jequié, ao Sul com Itagibá, ao Leste com Ibirataia e Barra do Rocha e ao Oeste com Aiquara e Jitaúna

Com o município de Aiquara: começa na foz do Ribeirão da Preguiça no Rio das Contas, subindo pelo talvegue deste, até a foz do Ribeirão da Pedra Branca.

Com o município de Jitaúna: começa no Rio das Contas na foz do Ribeirão da Pedra Branca ou Córrego de Pedras, pelo qual sobe até a foz do Ribeirão da Sapucaia.

Com o município de Jequié: começa na foz do Ribeirão da Sapucaia no Córrego de Pedras, subindo por este até a sua nascente, onde alcança o marco fronteiro na Serra Geral.

Com o município de Ibirataia: começa na Serra Geral, no marco fronteiro à nascente do Córrego de Pedras, seguindo pelo divisor de águas da Serra do Tororó, até o marco da reta que liga à nascente do Ribeirão do Retiro ao marco do encontro dos divisores de águas da serra do Fuá e da Boa União, segue por esta reta até o último marco referido, daí, pelo divisor das águas da serra do Fuá até o seu extremo sul, daí em reta para o extremo sul da serra da Boa União até o marco na margem do Riacho da Formiga.

Com o município de Barra do Rocha: começa no marco na reta que liga o extremo sul da Serra da Boa União ao extremo sul da Serra do Fuá, situada na margem do Riacho da Formiga, descendo por este até sua foz no Rio das Contas.

Com o município de Itagibá: começa na foz do Riacho da Formiga no Rio das Contas e sobe pelo talvegue deste até a foz do Ribeirão da Preguiça.

Clima[editar | editar código-fonte]

O município de Ipiaú é classificado climaticamente segundo Koeppen como sendo do tipo Am. É um clima de transição entre Af - chuvas abundantes acima de 1.300mm anuais As e Aw, o primeiro com estação de chuvas concentradas no outono/inverno, e o segundo, com período de chuvas concentrado na primavera/verão. Koeppen ainda considera que a faixa de transição climática em estudo, Am, apresenta estação seca pouco pronunciada, compensada pelos totais anuais elevados.

Economia[editar | editar código-fonte]

A economia de Ipiaú, como a de toda a região cacaueira, tem por carro chefe a lavoura do cacau. A indústria está em expansão, destacando-se duas fábricas de polpas de suco e, em 2008, um grupo australiano de mineração se instalou próximo ao município e vem explorando níquel na região, trazendo prosperidade econômica para o município. Destaca-se ainda a pecuária extensiva, respaldada pelo rico solo massapê da região e ultimamente o plantio de cana, para a produção de cachaça. O cacau já trouxe muita riqueza à região, contudo a sua cultura, devido à vasoura-de-bruxa e aos baixos preços, decaiu, trazendo desemprego e pobreza à região que, devido à cacauicultura, já chegou a contribuir com quase 49% do PIB baiano.[carece de fontes?]

Serviços[editar | editar código-fonte]

O município conta também com uma unidade da Rede SAC no estado da Bahia. O Ponto SAC que oferece uma variedade de serviços públicos aos moradores do município e de cidades circunvizinhas.

Administração[editar | editar código-fonte]

Prefeitos anteriores:

  • Antonio Augusto Sá (1933-1935)
  • Leonel Andrade (1936-1940)
  • Jaime Pontes Tanajura (1940-1943)
  • Agostinho Cardoso Pinheiro (1943-1945)
  • Antonio Lisboa Nogueira (1945-1946)
  • José Borges de Barros (1946-1946)
  • Sandoval Fernandes Alcântara (1946-1949)
  • José Borges de Barros (1949-1950)
  • Pedro Caetano Magalhães de Jesus (1950-1951)
  • José Muniz Ferreira (1951-1955)
  • Salvador da Matta (1955-1959)
  • José Mota Fernandes (1959-1963)
  • Euclides José Teixeira Neto (1963-1967)
  • José Mota Fernandes (1967-1971)
  • Salvador da Matta (1971-1973)
  • Hildebrando Nunes Rezende (1973-1977)
  • José Borges de Barros Junior (1977-1982)
  • Hildebrando Nunes Rezende (1983-1988)
  • Miguel Cunha Coutinho (1989-1992)
  • Ubirajara Souza Costa (1993-1996)
  • José Mota Fernandes (1997-2000)
  • José Andrade Mendonça(2001-2008)
  • Sandra da Purificação Lemos de Santana (2008)
  • Deraldino Alves de Araujo (2009-2016)
  • Maria das Graças Mendonça (2017-2020)

Referências

  1. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  2. «Censo Populacional 2017». Censo Populacional 2014. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2014. Consultado em 1 de fevereiro de 2017 
  3. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2010. Consultado em 16 de agosto de 2013 
  4. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (2010). «Perfil do município de Ipiaú - BA». Atlas do Desenvolvimento Humano no Brasil 2013. Consultado em 4 de março de 2014 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um município da Bahia é um esboço relacionado ao WikiProjeto Nordeste do Brasil. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.