Várzea da Roça

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ambox grammar.svg
Esta página ou secção precisa de correção ortográfico-gramatical.
Pode conter incorreções textuais, podendo ainda necessitar de melhoria em termos de vocabulário ou coesão, para atingir um nível de qualidade superior conforme o livro de estilo da Wikipédia. Se tem conhecimentos linguísticos, sinta-se à vontade para ajudar.
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém fontes no fim do texto, mas que não são citadas no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde março de 2010)
Por favor, melhore este artigo introduzindo notas de rodapé citando as fontes, inserindo-as no corpo do texto quando necessário.
Município de Várzea da Roça
"Várzea"
Bandeira de Várzea da Roça
Brasão de Várzea da Roça
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 25 de fevereiro
Fundação 25 de fevereiro de 1985 (31 anos)
Gentílico varzeano ou varzea-rocense
Prefeito(a) Edemilton dos Santos Rios "Dida" (DEMOCRATAS)
(2013–2016)
Localização
Localização de Várzea da Roça
Localização de Várzea da Roça na Bahia
Várzea da Roça está localizado em: Brasil
Várzea da Roça
Localização de Várzea da Roça no Brasil
11° 36' 25" S 40° 08' 13" O11° 36' 25" S 40° 08' 13" O
Unidade federativa Bahia Bahia
Mesorregião Centro Norte Baiano IBGE/2008[1]
Microrregião Itaberaba IBGE/2008[1]
Municípios limítrofes Capela do Alto Alegre, São José do Jacuípe, Mairi, Serrolândia e Quixabeira
Distância até a capital 315 km
Características geográficas
Área 549,339 km² [2]
População 13 787 hab. IBGE/2010[3]
Densidade 25,1 hab./km²
Altitude 458 m
Clima tropical semiárido e tropical subúmido
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,539 baixo PNUD/2010 [4]
PIB R$ 39 157,435 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 2 603,55 IBGE/2008[5]
Página oficial

Várzea da Roça é um município brasileiro do estado da Bahia, localizado no Piemonte da Chapada Diamantina, a 290km da cidade de Salvador.[6] A principal rota deste município é a BR-407. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, sua população estimada para 2016 era de 14.632 habitantes. [7]

História[editar | editar código-fonte]

A história de Várzea da Roça se inicia em meados da década de 1940, nas terras do município de Mairi (naquela época Monte Alegre da Bahia). O local onde o município varzeano começa é exatamente onde está localizada a sede do município, e naquela época, por ter grande movimento de vaqueiros que saiam de Morro do Chapéu com destino à Feira de Santana, foi criada uma vila, onde servia de passagem para os mesmos. Com o passar dos anos se tornaria povoado/distrito e tem como fundadores: José Coelho, José Bastos, José Mendes e José Cerqueira, a terra dos Josés. O nome Várzea da Roça foi homenagem aos fundadores, pois ali se situava uma fazenda com o mesmo nome. Em 25 de fevereiro de 1985, foi emancipada do município de Mairi e atualmente Várzea da Roça possuí aproximadamente 15 mil habitantes.

Cidade Várzea da Roça - BA o nome da nossa cidade foi originado da palavra Várzea (margem de rio, vargem, lagoa rasa), nessa margem situava-se uma grande plantação de legumes. Como havia expectativa de dar um nome àquelas pequenas casas que estavam se formando, daí denominou-se Várzea da Roça. Por volta do ano 1940 muitas pessoas começaram a povoar essa região, isso devido às terras existentes na mesma, que ofereciam ótimas qualidades para uma boa plantação. Muitas pessoas que aqui chegaram, vindas de várias regiões para trabalharem nas grandes fazendas da Cidade de Mairi, que era a Cidade mais próxima, ou seja, a Cidade mãe. Como as pessoas vinham de outras regiões para trabalharem em Mairi, elas passavam pelo povoado, desde então foi aumentando a povoação. 

No início da construção das primeiras casas, o povo vivia unicamente da agricultura, onde cultivava o pó-de-palha, mamona, milho, feijão, sisal, fumo-de-corda etc. Pequeno povoado de povo simples e humilde, que demonstra através de suas expressões simples e sofridas, a lembrança de uma história de lutas e conquistas. 

Os primeiros interessados em construir esta Cidade, tornando-se fundadores, foram: José Sena Cerqueira, José Mendes, José Coelho, José Bastos, Cláudio Gomes e outros. Em homenagens a alguns deles algumas ruas e praças receberam os seus nomes. 

A primeira eleição para Prefeito, Vice-Prefeito e Vereadores, realizou-se em 15 de novembro de 1985 tendo como primeiro Prefeito o senhor Manoel Sales Rios. A partir do dia 03 de março do mesmo ano mudou-se a feira-livre do dia de domingo para o dia de segunda-feira. 

POVOADOS - Morrinhos, Barracas, Várzea do Meio, Cruz de Almas, Várzea da Praia, Lagoa das Pedras, Campo de São João, Poço do Quilombo e Vila Nova dos Irrigantes.

Morrinhos - Tem data de criação 16 de agosto de 1909, é o povoado mais velho do Município de Várzea da Roça, por ter um monte onde se faz romaria na Semana Santa, foi batizado como “Morada da Fé”.

Barracas - No ano de 1971 o senhor Otávio de Souza Rios conhecido popularmente como Dotinho, resolveu colocar uma barraquinha de palha às margens da estrada que ligava o povoado de Várzea da Roça ao povoado de Morrinhos, anos depois seu “Dotinho” foi embora e a senhora Nedina ficou responsável pela barraquinha, onde comercializava doce, bolos e outros alimentos. O povoado então começou a surgir e recebeu o nome de Barracas em homenagem a barraquinha de seu “Dotinho”. Os primeiros moradores do povoado foram seu Alfredo, seu Dezinho e seu Hermínio.

Várzea do Meio - Segundo seu Oresto Borges ele chegou a Várzea do Meio em 1972, e encontrou o primeiro morador da localidade, José Divino conhecido popularmente como “Zé Bregueço” que morava numa barraca de palha, em dezembro de 1974 chegou Daniel. Logo após chegou Vadinho de Lourenço e Guel de Neuzinho, a partir desses cinco moradores o povoado foi se desenvolvendo.

Cruz de Almas - A comunidade de Cruz de Almas nasceu na década de 20, quando o senhor José Barbosa, que vendo uma cruz de caminhos de duas estradas boiadeiras decidiu fixar residência. O senhor José Barbosa resolveu construir perto daquela encruzilhada um cemitério e uma igreja. Com o passar do tempo as pessoas começaram a construir suas casas ao redor da igreja na década de 59. Arnold da Cruz, genro de Sebastião foi um dos contribuintes para o crescimento do povoado.

Campo de São João - Iniciou-se no ano de 1960. A área de construção do povoado chamava-se Fazenda Boa Vista, a qual pertencia ao Sr. Manoel Assis Pacheco, popular Tié. Seus primeiros moradores foram o Sr. José Américo, João da Palma, Cosme, Damião e Martinho Silvino. Além dos primeiros moradores contribuíram para o crescimento da nossa localidade também os senhores Pedro Mota, José Rufino, Manoel Pacheco, Alexandre, José Lopes, Daniel Marques, Carlos Nunes, Aprígio e outros. O nome Campo de São João surgiu de um desejo do Sr. Aprígio Barreto por ter uma área de terra com esse nome. 

Várzea da Praia e Lagoa das Pedras – Foram fundados na administração do prefeito Wilson Mascarenhas entre 1989 a 1992, as margens da Barragem São José. Essas terras, antes pertenciam a alguns agricultores, nos anos 80 o Governo Estadual resolveu realizar um projeto grandioso, então indenizou os moradores da região e assim construiu a barragem que foi inaugurada no dia 28 de julho de 1985, pelo governador João Durval. Como a terra era produtiva e cercada de ilhas, surgiram os primeiros irrigantes. João Barbosa de Oliveira conhecido popularmente como João Pé-de-Serra, foi um dos colaboradores na construção das primeiras casas de Várzea da Praia, lá foram construídas 20 casas populares, a primeira escola que recebeu o nome de Tancredo Neves e um pequeno posto de saúde. O Povoado foi se desenvolvendo e se tornou um dos pontos turísticos mais visitados do município, popularmente chamado de Prainha. Em dezembro de 2001 na gestão do prefeito Manoel Sales, foi realizado a primeira tarde de sol do povoado, uma festa que atraia muitos turistas.

Lagoa das Pedras - Tem o histórico muito parecido com o de Várzea da Praia, ambos foram construídos no mandato do prefeito Wilson Mascarenhas (1989-1992) assim como em Várzea da Praia, foram construídas vinte 20 casas populares um prédio escolar que recebeu o nome de Getúlio Vargas, e um posto de saúde, quem mais se empenhou para o desenvolvimento do novo povoado foi seu Miguel Xavier Paixão conhecido como “Seu Nitor” e uma das primeiras famílias a chegar ao novo povoado foi a de seu Zé de Nego.

Poço do Quilombo - É originado da Fazenda Quilombo. Ela foi fundada no ano de 1918. O nome “Poço” refere-se a um pequeno poço de água existente no terreno da fazenda, onde os moradores da região apanhavam água para suas necessidades. Já o “Quilombo” é atribuído aos escravos fugitivos dessa época, que segundo os moradores desta fazenda encontraram vários vestígios de morada de escravos no meio do matagal, como fornos, objetivos de barros, de madeira, etc. Daí surgiu o nome Poço do Quilombo. Quando o povoado começou a crescer nas terras do senhor Juvino, a fazenda passou a se chamar Quilombo Velho e o povoado recebeu o nome de Poço do Quilombo.

Vila Nova dos Irrigantes - Nasceu a partir do desenvolvimento do perímetro irrigado que foi implantado no município no ano de 1998, às margens da BA-130, onde até então se concentravam poucas casas e um prédio escolar, construído quando ainda pertencia ao município de Mairi, o povoado foi desenvolvido mais precisamente na Fazenda Lameiro II. Tornou-se oficialmente povoado em 2011.

Cultura[editar | editar código-fonte]

Patrimônios Culturais

  • Ilhas do Rio Jacuípe, fica localizado no povoado de Várzea da Praia.
  • Lagoa de Várzea da Roça, fica localizado na sede, na Rua Carlos Nunes.
  • Morro do Jacaré, fica localizado na Fazenda Tanque de Dentro.
  • Represa de Várzea da Roça, na Barragem do Jacuípe.
  • Rio Jacaré, fica localizado na Fazenda do Jacaré.
  • Biblioteca municipal, localizada à Praça Topógrafo Pedro Magalhães.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Relevo[editar | editar código-fonte]

O relevo está representado por tabuleiros interioranos, pediplano Sertanejo e patamar do médio Paraguaçu, com uma parte do município que tem o relevo planalto, com drenagem formada pelos rios Camisão, do Jacaré, do Peixe e Jacuípe, relacionadas à bacia hidrográfica do Jacuípe.

Clima[editar | editar código-fonte]

Tropical semiárido e sub-úmido, com temperaturas anuais entre 23°C e 20°C, sendo que no inverno pode chegar, em alguns pontos do município, a 10°C e no verão entre 38°C e 40°C.

Localização[editar | editar código-fonte]

São diversas as divisões regionais, sejam elas econômicas, culturais, ambientais ou hidrográficas, entre as mais conhecidas estão: Paraguaçu, Piemonte da Chapada Diamantina, Bacia do Jacuípe e Chapada Diamantina.

O município tem como rodovias de acesso a BR-407, BA-414 (passa entre o povoado de Várzea do Meio, trecho não pavimentado) e BA-422 (estrada que dá acesso aos povoados de Água Boa, Barracas e Morrinhos, além de ser principal rota para quem segue em direção a Várzea do Poço).

Rodovias de acesso

BR-407

Ao norte São José do Jacuípe (20 km) e ao sul Mairi (12 km).

Povoados

Barracas, Cruz das Almas, Lagoa das Pedras, Morrinhos, Várzea da Praia, Vila Nova dos Irrigantes, Várzea do Meio, Igrejinha e Campo de São João.

Referências

  1. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008. 
  2. IBGE (10 de outubro de 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010. 
  3. «Censo Populacional 2010». Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de novembro de 2010. Consultado em 11 de dezembro de 2010. 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2010. Consultado em 25 de agosto de 2013. 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010. 
  6. (2016-06-02) "Jovem em fuga invade creche na BA e é morto a tiros na frente de criança" (em pt-BR). Bahia.
  7. «IBGE | Cidades | Bahia | Várzea da Roça». cidades.ibge.gov.br. Consultado em 2016-12-02. 
Ícone de esboço Este artigo sobre um município da Bahia é um esboço relacionado ao WikiProjeto Nordeste do Brasil. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.