Marcionílio Souza

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Município de Marcionílio Souza
Bandeira indisponível
Brasão indisponível
Bandeira indisponível Brasão indisponível
Hino
Gentílico marcionilense
Prefeito(a) Adenilton (PTB)
(2017 – 2020)
Localização
Localização de Marcionílio Souza
Localização de Marcionílio Souza na Bahia
Marcionílio Souza está localizado em: Brasil
Marcionílio Souza
Localização de Marcionílio Souza no Brasil
13° 00' 10" S 40° 31' 51" O13° 00' 10" S 40° 31' 51" O
Unidade federativa Bahia
Mesorregião Centro-Sul Baiano IBGE/2008 [1]
Microrregião Jequié IBGE/2008 [1]
Municípios limítrofes Maracás, Itaetê, Planaltino, Iaçú e Boa Vista do Tupim
Distância até a capital 350 km
Características geográficas
Área 1 162,138 km² [2]
Distritos Juraci e Marcionílio Souza (sede).
População 10 508 hab. IBGE/2010[3]
Densidade 9,04 hab./km²
Clima Não disponível
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,561 baixo PNUD/2010 [4]
PIB R$ 33 618,597 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 3 044,34 IBGE/2008[5]

Marcionílio Souza[nota 1] é um município brasileiro do estado da Bahia situado a 336 km da capital Salvador. Sua população estimada em 2004 era de 9.294 habitantes.

A principal fonte de renda vem do funcionalismo público, dos aposentados e pensionistas e dos pequenos proprietários de terras que criam e negociam animais como ovelhas, cabras e bovinos.

É costume a região ser chamada também pelo nome de Tamburi, que segundo contam alguns moradores mais antigos, é referência a uma árvore, o Tamburi (árvore comum na Região do Baixo Amazonas em direção ao Sul pelo Mato Grosso e Goiás até o Triângulo Mineiro, noroeste de São Paulo e Mato Grosso do Sul). Os habitantes mais antigos contam que essa árvore era citada como referência pelos tropeiros que passavam pela região que viria a ser a cidade.

Apesar de estar próxima do Rio Paraguaçu, rio com potencial de uso na agricultura, este não influencia a economia local. Durante muito tempo a cidade foi ponto de embarque e desembarque de passageiros de trens, que era comum até certo período. Posteriormente esse tipo de transporte caiu em desuso, restando apenas a circulação de trens de carga.

O nome é em homenagem ao coronel Marcionílio Antônio de Souza, que viveu em Maracás.

Notas

Referências

  1. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  2. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 dez. 2010 
  3. «Censo Populacional 2010». Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de novembro de 2010. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2010. Consultado em 25 de agosto de 2013 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 dez. 2010 
Ícone de esboço Este artigo sobre um município da Bahia é um esboço relacionado ao WikiProjeto Nordeste do Brasil. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.