Ibipitanga

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Ibipitanga
  Município do Brasil  
Hino
Apelido(s) "Barro Vermelho"
Gentílico ibipitanguense
Localização
Localização de Ibipitanga na Bahia
Localização de Ibipitanga na Bahia
Ibipitanga está localizado em: Brasil
Ibipitanga
Localização de Ibipitanga no Brasil
Mapa de Ibipitanga
Coordenadas 12° 52' 55" S 42° 29' 09" O
País Brasil
Unidade federativa Bahia
Municípios limítrofes Macaúbas, Boquira, Ibitiara, Novo Horizonte e Rio do Pires
Distância até a capital 598 km
História
Fundação 16 de julho de 1962 (57 anos)
Administração
Prefeito(a) Edilson Santos Souza (PDT, 2017 – 2020)
Características geográficas
Área total [1] 945,222 km²
População total (IBGE/2010[2]) 14 171 hab.
Densidade 15 hab./km²
Clima Semiárido
Altitude 492 m
Fuso horário Hora de Brasília (UTC−3)
Indicadores
IDH (PNUD/2010 [3]) 0,584 baixo
PIB (IBGE/2008[4]) R$ 41 823,661 mil
PIB per capita (IBGE/2008[4]) R$ 2 919,22
Website http://ibipitanga.ba.gov.br/ (Prefeitura)

Ibipitanga é um município do estado da Bahia, no Brasil. Localiza-se no centro-sul do estado. Sua população em 2010 era de 14 171 habitantes, ocupando uma área 945,222 km².

Topônimo[editar | editar código-fonte]

"Ibipitanga" é um termo tupi que significa "terra vermelha", através da junção dos termos yby ("terra")[5] e pytang ("vermelho").

História[editar | editar código-fonte]

O primeiro nome conhecido da cidade foi Santa Luzia do Barro Vermelho. O povoado integrava o município de Ibitiara. Em 1937, o povoado mudou o seu nome para Ibipitanga. Em 6 de maio de 1962, foi realizado um plebiscito para decidir sobre a emancipação do povoado. Aprovada a emancipação, o povoado se desmembrou oficialmente de Ibitiara em 16 de julho do mesmo ano. Porém a população comemora, até hoje, a data da emancipação como sendo a data do plebiscito: 6 de maio. O primeiro prefeito do município foi Francisco Nestor de Araújo. Após o mesmo, outros cinco prefeitos governaram, incluindo cinco mandatos de José Xavier Mendes, totalizando vinte anos no governo de Ibipitanga.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Se localiza no sertão da Chapada Diamantina, com clima semiárido e a caatinga como sua principal vegetação. O município - incluindo sua sede - é banhado pelo Rio Paramirim, afluente do Rio São Francisco. No trecho em que cruza a cidade, o rio sofre com a poluição provocada pela falta de rede de coleta de esgoto na cidade. Tem precipitação média anual de 690 milímetros, segundo o Climate Data. As chuvas ocorrem principalmente entre os meses de outubro a abril, sendo o mês de dezembro o mais chuvoso, com uma média de 139 mm. A estação seca dura de maio e setembro e durante esse período, a precipitação é praticamente nula. O Rio Paramirim por várias vezes fica quase totalmente seco durante a estiagem e localidades da região sofrem com o desabastecimento que se agrava ainda mais nos períodos de El Niño, quando a seca se prolonga por até 10 meses, gerando grande calamidade na região.

Economia[editar | editar código-fonte]

Na pecuária, destacam-se os rebanhos de suínos, equinos, asininos e ovinos. Conforme registros na Junta Comercial do Estado da Bahia, possui uma indústria, ocupando o 144º lugar na posição geral do Estado da Bahia e 93 estabelecimentos comerciais, 235ª posição dentre os municípios baianos. Seu parque hoteleiro registra 54 leitos. Registro de consumo elétrico residencial (Kwh/hab.): 38,23 - 357º no ranking dos municípios baianos. A cidade se divide entre os bairros: Centro, Santa Luzia, Caixa d'Água e Beira Rio.

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  2. «Censo Populacional 2010». Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de novembro de 2010. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  3. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2010. Consultado em 25 de agosto de 2013 
  4. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  5. http://www.fflch.usp.br/dlcv/tupi/vocabulario.htm
Ícone de esboço Este artigo sobre um município da Bahia é um esboço relacionado ao WikiProjeto Nordeste do Brasil. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.