Itapicuru (Bahia)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Itapicuru
  Município do Brasil  
Hino
Gentílico itapicuruense
Localização
Localização de Itapicuru na Bahia
Localização de Itapicuru na Bahia
Itapicuru está localizado em: Brasil
Itapicuru
Localização de Itapicuru no Brasil
Mapa de Itapicuru
Coordenadas 11° 19' 01" S 38° 13' 58" O
País Brasil
Unidade federativa Bahia
Municípios limítrofes Olindina, Crisópolis, Nova Soure, Ribeira do Amparo, Cipó e Rio Real, Tobias Barreto (SE) Poço Verde (SE) e Tomar do Geru (SE)
Distância até a capital 215 km
História
Fundação 28 de Abril de 1728
Aniversário 28 de Abril
Administração
Prefeito(a) Magno Souza (PSD, 2017 – 2020)
Características geográficas
Área total [1] 1 550,832 km²
População total (IBGE/2018[2]) 35 256 hab.
Densidade 22,73 hab./km²
Clima Semi-Árido
Altitude 155 m
Fuso horário Hora de Brasília (UTC−3)
Indicadores
IDH (PNUD/2010[3]) 0,486 muito baixo
PIB (IBGE/2016[4]) R$ 371 220 mil
PIB per capita (IBGE/2016[4]) R$ 10 220,81

Itapicuru é um município brasileiro do estado da Bahia. O município foi criado em 1728 e sua população estimada em 2018 era de 35 256 habitantes.

Em 1876 foi visitado por Antônio Conselheiro e seus seguidores.

É o município com o menor Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) da Bahia. É também um dos municípios com menor PIB per capita do país.

História[editar | editar código-fonte]

Itapicuru, um dos municípios mais antigos da Bahia, é um caminho para a História: a sua colonização, através das sesmarias, aos primeiros desbravadores e a sua saga; e o começo: o aldeamento indígena, a primeira capela, a sua igreja, o convento franciscano, a Missão da Saúde[5].

Tudo em Itapicuru é história; passado e presente, um e outro inseparáveis; e é nessas terras que desbravadores portugueses chegaram através da distribuição das sesmarias feita pelo rei de Portugal.

Itapicuru, antigo povoamento indígena e a respeito dessa aldeia, a historiadora Consuelo Pondé de Sena narra em seu livro mediante depoimento do Presidente da Província da Bahia de 01 de maço de 1851, encontrado relatório sobre estado das aldeias dos índios da Província da Bahia, sua população e civilização.Itapicuru nome de origem indígena (Tupi-Guarani) que quer dizer laje caroçuda, pelas espécies de rochas encontradas pelos indígenas na região. Antigo povoamento indígena, que foi habitada pelos Kariris, Payayás e Tupinambás.

A origem desta remonta a meados do século XVII quando no local em 1636, existia uma missão franciscana denominada Saúde ou de Santo Antonio foi erigida uma pequena Capela em 1698, com nome de Nossa Senhora de Nazaré do Itapicuru de Cima, consoante petição dirigida ao rei pelo vigário Giraldo Correia de Lima, que começou a receber côngrua a partir de 1700.

Assim é que, uma Carta Régia foi dirigida ao vice-rei do Brasil, solicitando notícias sobre a localidade de Itapicuru para ver se tinha condições de ser elevada vila. Estando dentro das condições previstas para merecer tal promoção, fora freguesia elevada a Categoria de Vila pelo vice-rei do Brasil, Conde Sabugosa em 28 de abril de 1728. Portanto, estudar a história do nosso velho Itapicuru nos faz reviver no passado do legado histórico do nosso município e relacionarmos com o presente.

Atrações e Turismo[editar | editar código-fonte]

No município é de costume da população, ir a feira da cidade no dia de sexta-feira, onde pode se observar que o movimento de pessoas na cidade é muito grande. Como lazer os habitantes e visitantes podem ir ao balneário termal de Itapicuru que fica aberto de terça-feira a domingo.

O município de Itapicuru é muito visitado graças a presença de águas termais. O cenário cotidiano é de uma cidade tranquila onde a vida passa devagar e todos se conhecem pelo nome ou apelido .

Referências

  1. IBGE (10 de outubro de 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  2. «estimativa_ibge_2018.xls». agenciadenoticias.ibge.gov.br. Consultado em 04 de maio 2019  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  3. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2010. Consultado em 23 de agosto de 2013 
  4. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios - 2010 à 2016». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 04 de maio 2019  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  5. [1]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um município da Bahia é um esboço relacionado ao WikiProjeto Nordeste do Brasil. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.