Coaraci

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde julho de 2016).
Por favor, adicione mais referências inserindo-as no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Disambig grey.svg Nota: Para pelo criador dos seres vivos e protetor dos animais na mitologia tupi, veja Guaraci.
Município de Coaraci
"Terra do Sol"
Coaraci.png

Bandeira indisponível
Brasão indisponível
Bandeira indisponível Brasão indisponível
Hino
Aniversário 12 de dezembro
Fundação 12 de dezembro de 1952
Gentílico coaraciense
Lema Urbis gloriam

Minha cidade, meu orgulho

CEP 45638-000
Prefeito(a) Jadson Albano Galvão (DEM)
(2017–2020)
Localização
Localização de Coaraci
Localização de Coaraci na Bahia
Coaraci está localizado em: Brasil
Coaraci
Localização de Coaraci no Brasil
14° 38' 27" S 39° 33' 03" O14° 38' 27" S 39° 33' 03" O
Unidade federativa Bahia Bahia
Mesorregião Sul Baiano IBGE/2008 [1]
Microrregião Ilhéus-Itabuna IBGE/2008 [1]
Municípios limítrofes N Itapitanga SO Almadina S Ibicaraí L Itajuípe NE Ilhéus O Ibicuí
Distância até a capital 442 ou via ferry-boat 330 km
Características geográficas
Área 274,5 km² [2]
Distritos Itamotinga, Ruinha dos Três Braços e São Roque
População 19 383 hab. IBGE/2016[3]
Densidade 70,61 hab./km²
Altitude 200 m
Clima tropical Af
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,613 médio PNUD/2010 [4]
PIB R$ 76 945,22 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 6,116 68 IBGE/2013[5]
Página oficial

Coaraci é um município brasileiro do estado da Bahia.

História[editar | editar código-fonte]

No final do século XIX, o território, integrante do Município de Ilhéus, era coberto por matas espessas e inexploradas. Laudelino Monteiro e João Maurício edificaram uma casa à margem esquerda do rio Almada para servir de residência e comércio. Algum tempo mais tarde, procedente do Santo Amaro, chegou Manoel Pereira, que iniciou o desbravamento das terras, conseguindo formar uma fazenda de cacau, denominada Berimbau. A partir da Fazenda Berimbau, formou-se uma povoação que recebeu a denominação de Macacos, posteriormente alterada para Itacaré do Almada. Formado distrito tem o nome simplificado para Itacaré, integrando o Município de Ilhéus. Em 1938, o topônimo é alterado para Guaraci, e mais uma vez alterado, em 1943, para Coaraci. O topônimo é um vocábulo tupi que significa Terra do Sol.

Geografia[editar | editar código-fonte]

O clima em Coaraci é tropical. Existe uma pluviosidade significativa ao longo do ano. Mesmo o mês mais seco ainda assim tem muita pluviosidade. O clima é classificado como Af segundo a Köppen e Geiger. 23.4 °C é a temperatura média. A média anual de pluviosidade é de 1203 mm. Agosto é o mês mais seco com 67 mm. O mês de maior precipitação é Novembro, com uma média de 132 mm. Com uma temperatura média de 24.8 °C, Janeiro é o mês mais quente do ano. 21.5 °C é a temperatura média de Julho. Durante o ano é a temperatura mais baixa. Se compararmos o mês mais seco com o mês mais chuvoso verificamos que existe uma diferença de precipitação de 65 mm. As temperaturas médias, durante o ano, variam 3.3 °C. Percorrem dentro de seus limites municipais os rios: Rio do Ouro, Rio Pontal do Sul, Rio dos Três Braços e, o principal que corta o centro da cidade, Rio Almada.

Transportes[editar | editar código-fonte]

Está próxima a 5 rodovias federais, BR 101 (27 km), BR 415 (28 km), BR 030 (38 km), BR 251 (61 km) e BR 330 (65 km). A viação Rota liga Coaraci a Almadina, Itajuípe, Itabuna, Ilhéus, Itapitanga, Gongogi, Ubatã, Barra do Rocha e Ipiaú.

População[editar | editar código-fonte]

No início da década de 90, Coaraci chegou a ter mais de 31 mil habitantes por conta da alta do Cacau no entanto, devido à crise cacaueira reduziu-se a população chegando, hoje, a cerca de 20 mil habitantes. 10% da população vive na zona rual. Conta com um eleitorado de mais de 17 mil pessoas.

Economia[editar | editar código-fonte]

Situada na região cacaueira da Bahia, Coaraci tem sua economia centrada na cultura do Cacau porém, a agropecuária, indústria, serviços e o comércio também contribuem com o seu PIB.

Referências

  1. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  2. IBGE (30 ago. 2016). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 30 de agosto de 2016 
  3. «Censo Populacional 2016». Censo Populacional 2016. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 30 de agosto 2016. Consultado em 30 de agosto 2016 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2010. Consultado em 24 de agosto de 2013 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
Ícone de esboço Este artigo sobre um município da Bahia é um esboço relacionado ao WikiProjeto Nordeste do Brasil. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.