Eunápolis

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Eunápolis
  Município do Brasil  
BR-101 em Eunápolis
BR-101 em Eunápolis
Símbolos
Bandeira de Eunápolis
Bandeira
Brasão de armas de Eunápolis
Brasão de armas
Hino
Lema Liberdade, honestidade, trabalho
Gentílico eunapolitano
Localização
Localização de Eunápolis na Bahia
Localização de Eunápolis na Bahia
Mapa de Eunápolis
Coordenadas 16° 22' 40" S 39° 34' 48" O
País Brasil
Unidade federativa Bahia
Municípios limítrofes Porto Seguro, Itabela, Itagimirim, Santa Cruz Cabrália, Belmonte, Guaratinga
Distância até a capital 671 km
História
Fundação 12 de maio de 1988 (33 anos)
Aniversário 12 de maio
Administração
Prefeito(a) Cordélia Torres de Almeida[1] (DEM, 2021 – 2024)
Vereadores 17
Características geográficas
Área total [2] 1 179,126 km²
População total (estimativa IBGE/2021[3]) 115 360 hab.
 • Posição BA: 16°
Densidade 97,8 hab./km²
Clima tropical
Altitude 189 m
Fuso horário Hora de Brasília (UTC−3)
Indicadores
IDH (PNUD/2010[4]) 0,677 médio
Gini (PNUD/2010[5]) 0,57
PIB (IBGE/2018[6]) R$ 2 890 518,51 mil
PIB per capita (IBGE/2018[6]) R$ 25 735,13
Sítio Sítio oficial (Prefeitura)

Eunápolis é um município brasileiro do estado da Bahia, na região Nordeste do Brasil. Localiza-se a 522 km de Salvador, capital do estado,[7] a 1 661 km de Brasília, capital Federal[8] e a 55 km de Porto Seguro.[9] Ocupa uma área de 1.425,970 km²,[10] limitando-se com os municípios de Itabela, Itagimirim, Itapebi e Guaratinga. As pessoas nascidas neste município chamam-se de Eunapolitanas. Eunápolis antes da sua emancipação, era um vilarejo, com rápido crescimento, se tornando o maior povoado do mundo, pertencente aos municípios de Porto Seguro e Santa Cruz Cabrália, seu nome se deu em homenagem ao engenheiro Eunápio Peltier de Queiróz, secretário estadual de Viação e Obras públicas da época (1954), o qual foi responsável pela compra de 100 hectares de terra, doando-as para formação do povoado.[11] Em 12 de maio de 1988, pela força da Lei Estadual 4770/1988, ocorreu a aprovação de um projeto de lei pela Assembleia Legislativa da Bahia, propondo a criação do novo município, desta forma, Eunápolis deixou de ser um povoado e se tornou cidade.[12]

Sua população, conforme estimativas do IBGE de 2021, era de 115 360[3] habitantes.

Contexto histórico[editar | editar código-fonte]

Iniciada a partir da finalização da construção do ramal de acesso (hoje BR-367), da cidade de Porto Seguro à picada de locação da BA-2, depois BR-5 e atual BR-101, quando os garimpeiros, como eram chamados os profissionais que construíam estradas usando pás picaretas e galeotas, construíram choupanas para abrigarem-se, esperando pela chegada das empreiteiras que iriam dar continuidade à construção da estrada principal, naquele momento interrompida. Conhecido inicialmente como km 64, que era a distancia de Porto Seguro ao entroncamento da futura BA-2, foi também chamado de Nova Floresta e Ibiapina. O vilarejo cresceu bastante, chegando a ser conhecido, já com o topônimo de Eunápolis, como o "Maior Povoado do Mundo". O nome da cidade é uma homenagem ao engenheiro Eunápio Peltier de Queiróz[13], secretário estadual de Viação e Obras públicas da época (1954), responsável pela aquisição de 100 hectares de terras compradas de Ivan de Almeida Moura, doando-as para a formação do povoado, cujo perímetro situava-se sobre os municípios de Porto Seguro (20%) e Santa Cruz Cabrália (80%), tendo sido seu território criado nas mesmas proporções quando da sua emancipação, por força da Lei Estadual de 12 de maio de 1988. A sede ganhou status de cidade, através da lei que criou o município.

Maior povoado do mundo[editar | editar código-fonte]

A criatividade de sua gente e a vontade de ver sua terra crescer transformaram a frase num slogan que todos passaram a pronunciar com orgulho. O povoado era notícia em revistas, jornais e TVs do estado e até do país, como o povoado que mais crescia, bem como por sua violência e as invasões de terra. Tudo era grande, inclusive a estimativa da população que alguns calculavam entre 150 e 200 mil, mas que na verdade não passava de 50 a 60 mil habitantes. Mesmo assim, era maior que a soma da população dos dois municípios aos quais pertencia. Sua importância econômica era tão grande na micro-região, que alguns prefeitos das cidades circunvizinhas moravam em Eunápolis, onde havia uma 2ª prefeitura, a de Santa Cruz Cabrália, além da de Porto Seguro.

Emancipação[editar | editar código-fonte]

Praça da Bandeira, no centro de Eunápolis.

Havia nesse tempo conflitos políticos/administrativos, criando rivalidades entre a população, que se aproveitava para sonegar impostos. A divisão e a rivalidade atrapalharam bastante o processo de emancipação, pois Eunápolis era governada por dois administradores, um de Porto Seguro e outro de Santa Cruz Cabrália. Já em 1962, Moisés Reis, através de um projeto apresentado a Câmara Municipal de Porto Seguro, onde era vereador, sugeriu a emancipação do povoado.

Em 1985 a população consultada através de um plebiscito sobre a emancipação, votou contra, pois não concordava com os limites sugeridos em um projeto apresentado na Assembleia Legislativa, impedindo a sua realização. Só em 7 de fevereiro de 1988 um outro plebiscito deu a legitimidade proposta pela comissão de emancipação e pelo então deputado estadual José Ramos Neto.

O projeto de lei que propôs e garantiu a emancipação foi o de nº 5284/81, de autoria do deputado Carlos Araújo.

O plebiscito se tornou uma grande festa cívica, mobilizando todo o povoado, que ficou dividido. Alguns achavam que Eunápolis pararia de crescer e outros achavam que iria crescer mais rapidamente. Neste embate ficaram faltando votos para confirmar a emancipação, foi quando muitos eleitores favoráveis ao SIM, passaram a votar várias vezes, garantindo assim a aprovação da emancipação. Em 12 de maio de 1988, o então governador do estado, Valdir Pires, assinou o decreto nº 4770 que emancipou oficialmente o povoado, confirmando a vitória da emancipação no plebiscito. Eunápolis passou então a ser uma cidade independente.

Educação[editar | editar código-fonte]

Eunápolis conta com 11 centros universitários: Universidade Cruzeiro do Sul, Universidade Estadual da Bahia (UNEB), Unesulbahia (Unesulbahia/FTC)[14], UNOPAR Virtual e presencial, Claretiano – Rede de Educação, Grupo Uninter, Ulbra, UNIME, FAES (Faculdade Espirito Santo), Faculdade Pitágoras, além do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia (IFBA).

Geografia[editar | editar código-fonte]

Eunápolis apresenta uma geografia pouco aplainadas, com uma paisagem de relevos acompanhadas de morros e vales com desnível podendo superar 100 metros em algumas localidades dentro do município. Seu substrato geológico é composto por rocha sedimentar (material brando), argilitos puros a arenosos até arenitos argilosos e lentes esparsas de conglomerados, pertencentes à Formação Barreiras, do período Terciário da era Cenozoica, geologicamente considerados recentes. Seu solo apresenta uma baixa coesão dos constituintes, fazendo com que o terreno seja vulnerável a deslizamentos com a formação de sulcos, ravinas e erosões avançadas, o efeito do escoamento de águas acelera esses processos erosivos.[15]

Hidrografia[editar | editar código-fonte]

Eunápolis é banhada pelo rio Buranhém, também conhecido como rio do Peixe, sua nascente fica localizada na Serra dos Aimorés, em Santo Antônio do Jacinto, no estado de Minas Gerais, vindo a desembocar na Bahia, no município de Porto Seguro. Tendo seu percurso de aproximadamente 148 km, sendo 128 km desse percurso só no estado da Bahia. Além de abastecer Eunápolis, esse rio abastece também os municípios de Guaratinga e Porto Seguro.[16] O abastecimento de água é realizado pelo Empresa Baiana de Águas e Saneamento S.A (EMBASA), uma empresa mista de capital fechado, seu principal acionista é o Governo do Estado da Bahia. A água captada para o abastecimento das residências provem da Bacia do Extremo Sul, do rio Buranhém, sendo uma água de boa qualidade, se enquadrando na classe apropriada para ser tratada e distribuída para o consumo humano.[17]

Clima[editar | editar código-fonte]

O clima em Eunápolis é caracterizado como clima tropical. O município está 189 metros acima do nível do mar. As chuvas são mais frequentes no verão do que no inverno. O clima é classificado como Aw segundo a Köppen e Geiger. Em Eunápolis a temperatura média é 23.5 °C e a pluviosidade média anual é 990 mm. Agosto é o mesmo mais seco com 46 mm, sendo Novembro o mês de maior precipitação, com uma média de 142 mm. Julho é o mês que tem a temperatura mais baixa, tendo sua temperatura média de 20.9 °C, já Fevereiro é classificado o mês mais quente do ano, com a temperatura média de 25.5 °C.[18].

Dados climatológicos para Eunápolis
Mês Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez
Temperatura máxima média (°C) 29,6 30 29,8 28,4 26,8 25,5 24,8 25,3 26,8 28,1 28,4 29,4
Temperatura média (°C) 25,2 25,5 25,3 24,4 23 21,7 20,9 21,1 22,3 23,5 24,2 25
Temperatura mínima média (°C) 22 22,1 22,2 21,4 20 18,7 17,8 17,7 18,8 20,2 21,2 21,8
Precipitação (mm) 88 83 115 86 62 49 54 46 46 90 142 129
Fonte: Climate Data.[18]

Demografia[editar | editar código-fonte]

A população de Eunápolis no censo demográfico de 2010 era de 100.196 pessoas, com uma população estimada em 2020 de 114.396 pessoas, ocupando a posição de 16° dentre os municípios mais populosos do estado da Bahia, apresentando uma densidade populacional de 84,97 hab/km².[19]

Distribuição dos loteamentos, bairros, distritos e povoados de Eunápolis:[editar | editar código-fonte]

Bairros[editar | editar código-fonte]

Distritos[editar | editar código-fonte]

Povoações[editar | editar código-fonte]

Saúde[editar | editar código-fonte]

Entre os hospitais, destacam-se:[20]

  • Hospital Regional de Eunápolis;[21]
  • Hospital Dr. José Ramos de Oliveira;
  • Hospital das Clínicas de Eunápolis;
  • Hospital AMES;
  • Bahia Day Hospital.

Meios de comunicação[editar | editar código-fonte]

Eunápolis conta com 5 emissoras de rádio: Ativa FM, Band FM Super 98 FM e Rádio Jornal,FM vida além de retransmissoras de TV locais da Bahia e de redes nacionais.

Política[editar | editar código-fonte]

Prefeitos de Eunápolis[editar | editar código-fonte]

Esta é a lista dos prefeitos desde a emancipação do município.[22]

Nome Partido Início do mandato Fim do mandato Observações
1 Gediel Sepúlveda Pereira PMDB 1 de janeiro de 1989 31 de dezembro de 1992 Prefeito eleito
2 Feruck Felippe Abrahão PMDB 1 de janeiro de 1993 31 de dezembro de 1996 Prefeito eleito
3 Paulo Ernesto Ribeiro da Silva PMDB 1 de janeiro de 1997 31 de dezembro de 2000 Prefeito eleito
4 Gediel Sepúlveda Pereira PL 1 de janeiro de 2001 31 de dezembro de 2004 Prefeito eleito
5 José Robério Batista de Oliveira PRTB 1 de janeiro de 2005 31 de dezembro de 2008 Prefeito eleito
1 de janeiro de 2009 31 de dezembro de 2012 Prefeito reeleito
6 Demétrio Guerrieri Neto PRTB 1 de janeiro de 2013 31 de dezembro de 2016 Prefeito eleito
7 José Robério Batista de Oliveira PSD 1 de janeiro de 2017 31 de dezembro de 2020 Prefeito eleito
8 Cordélia Torres de Almeida DEM 1 de janeiro de 2021 Prefeita eleita

Lista dos presidentes da Câmara Municipal de Vereadores:[22]

  • Paulo Roberto de Almeida Miranda (1991-1992)
  • Miguel Carvalho Souza/Amós Bispo Pereira (1993-1994);[nota 1]
  • Emiliano Leal Neto (1995-1996);
  • Valdomiro Antônio Duarte (1997-1998);
  • Licindo Antunes Correia (1999-2000);
  • Amós Bispo Pereira (2001-2002);
  • Osvaldo Soares Filho (2003-2004);
  • Claudionor Nunes do Nascimento - PDT (2005-2006);
  • Vasco da Costa Queiroz - PP (2007-2008);
  • Carmem Lúcia Gerino Maciel - DEM (2009-2010);
  • Ubaldo Suzart Gomes - PRTB (2011-2012);
  • Osvaldo Pereira dos Santos - PRTB (2013-2014);
  • Osvaldo Pereira dos Santos - PSD (2015-2016);
  • Paulo Sergio Brasil dos Santos - PSD (2017 - 2018);
  • Jorge Maécio Pires Almeida - PP (2019 - 2020);
  • Jorge Maécio Pires Almeida - PP (2021 - 2022).

Notas

  1. Amós Bispo Pereira ocupou o cargo de presidente da Câmara de Eunápolis após o afastamento de Miguel Carvalho Souza, causado pelas graves sequelas de um acidente em agosto de 1993.[23]

Referências

  1. Prefeita e vereadores de Eunápolis tomam posse Portal G1 - acessado em 2 de janeiro de 2021
  2. IBGE (10 de outubro de 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  3. a b «Estimativa populacional 2021 IBGE». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 28 de agosto de 2021. Consultado em 28 de agosto de 2021 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil» (PDF). Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2010. Consultado em 7 de agosto de 2013 
  5. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (2010). «Perfil do município de Eunápolis - BA». Atlas do Desenvolvimento Humano no Brasil 2013. Consultado em 4 de março de 2014 
  6. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios - 2010 à 2018». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 24 de dezembro de 2020 
  7. http://br.distanciacidades.net/calcular?from=Salvador-Ba&to=eunapolis
  8. http://br.distanciacidades.net/calcular?from=Brasilia&to=eunapolis
  9. https://www.cidade-brasil.com.br/municipio-eunapolis.html
  10. https://www.ibge.gov.br/cidades-e-estados/ba/eunapolis.html?
  11. https://www.crcba.org.br/servicos/delegacias/delegacia-de-eunapolis/sobre-eunapolis/
  12. https://cidades.ibge.gov.br/brasil/ba/eunapolis/historico
  13. «Eunápolis». Portal Ibahia.com. Consultado em 19 de outubro de 2019 
  14. «FTC adquire faculdade em Eunápolis». 8 de agosto de 2019. Consultado em 16 de agosto de 2020 
  15. https://rigeo.cprm.gov.br/jspui/handle/doc/18464
  16. https://seplan.ba.gov.br/arquivos/File/politica-territorial/PUBLICACOES_TERRITORIAIS/Planos-Territoriais-de-Desenvolvimento-Sustentavel-PTDS/2018/PTDS_TI_Costa_do_Descobrimento.pdf
  17. http://www.embasa.ba.gov.br/images/a-embasa/areas-de-atuacao/relatorio-anual-consumidor/2015/USU/eunapolis2015.pdf
  18. a b https://pt.climate-data.org/america-do-sul/brasil/bahia/eunapolis-43478/
  19. https://cidades.ibge.gov.br/brasil/ba/eunapolis/panorama
  20. DATASUS. «Lista de Estabelecimentos de Saúde: Eunápolis». Datasus. Consultado em 9 de julho de 2020 
  21. «Serviço». www1.saude.ba.gov.br. Consultado em 9 de julho de 2020 
  22. a b «Eunápolis». Tribunal de Contas dos Municípios do Estado da Bahia. Consultado em 26 de abril de 2021 
  23. «Ex-vereador Miguel Carvalho Souza morre em Eunápolis de Covid-19». RADAR 64. Consultado em 26 de abril de 2021 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]