Costa Marques

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Costa Marques
  Município do Brasil  
Praia do Curralinho no Rio Guaporé - Costa Marques.
Praia do Curralinho no Rio Guaporé - Costa Marques.
Símbolos
Bandeira de Costa Marques
Bandeira
Brasão de armas de Costa Marques
Brasão de armas
Hino
Apelido(s) "Cidade do Sol"[1]
"Princesinha do Guaporé"
Gentílico costa-marquense
Localização
Localização de Costa Marques em Rondônia
Localização de Costa Marques em Rondônia
Mapa de Costa Marques
Coordenadas 12° 26' 42" S 64° 13' 38" O
País Brasil
Unidade federativa Rondônia
Região intermediária[2] Ji-Paraná
Região imediata[2] Ji-Paraná
Municípios limítrofes Guajará Mirim, São Francisco do Guaporé, Seringueiras
Distância até a capital 708 km
História
Fundação 16 de junho de 1981 (40 anos)
Emancipação 11 de outubro de 1977 (43 anos)
Aniversário 16 de junho
Administração
Prefeito(a) Vagner Miranda da Silva (Republicanos, 2021 – 2024)
Características geográficas
Área total [4] 4 987,177 km²
População total (IBGE/2019[4]) 18 331 hab.
 • Posição BR: 2377º, RO: 27º
Densidade 3,7 hab./km²
Clima equatorial (Am)
Altitude 140 m
Fuso horário Hora do Amazonas (UTC−4)
CEP 76937-000[3]
Indicadores
IDH (PNUD/2010) 0,611 médio
 • Posição BR: 3884º, RO: 40º
PIB (IBGE/2016[5]) R$ 206 123,18 mil
 • Posição BR: 2423º, RO: 31º
PIB per capita (IBGE/2016[5]) R$ 12 102,82
Outras informações
Padroeiro(a) São Sebastião[6]
Sítio https://www.costamarques.ro.gov.br (Prefeitura)
https://www.costamarques.ro.leg.br (Câmara)

Costa Marques é um município brasileiro do estado de Rondônia. Localiza-se a uma latitude 12º26'42" sul e a uma longitude 64º13'38" oeste, estando a uma altitude de 140 metros. Sua população estimada em 2010 era de 13.700 habitantes. Possui uma área de 5140,6 km².

História[editar | editar código-fonte]

No século XVII havia na foz do Rio São Domingos, no Guaporé, uma povoação chamada Palmela, onde se instalara a Missão São José. Segundo registros de historiadores, o nome Palmela foi escolhido por um comerciante de Cuiabá, devido a uma tribo Caraíbas que habitava a região. Em 14 de março de 1769, D. Luís Pinto de Souza, governador da Capitania de Mato Grosso, determinou que fossem trocados os nomes de vários lugares, dentre eles o de São José, que passaria a se chamar Leomil, e o Sítio das Pedras, de Destacamento de Palmela.

Francisco Chianca, um dos desbravadores da região do Rio Guaporé, seringalista, narrou que devido à queda nos preços da borracha, pela depressão ocorrida no fim da Primeira Guerra Mundial, a companhia que financiava os seringalistas se retirou da área, não deixando outra opção, senão a fuga do lugar. Chianca construiu um tapiri à beira do Rio Guaporé, na foz do Rio São Domingos, local conhecido como Porto da Barra de São Domingos. No dia 19 de janeiro de 1920, relata Chianca que o Dr. Espiridião da Costa Marques, engenheiro e ilustre político mato-grossense, descia o Rio Guaporé, com destino ao Posto Fiscal de Guajará-Mirim e, ao cair da tarde, no Porto da Barra do São Domingos, parou para pernoitar no tapiri de Chianca. O anfitrião, impressionado com a cultura do visitante, após a sua partida, no dia seguinte, escreveu num pedaço de caixa de sabão Porto Costa Marques, fixando a tabuleta à beira do barranco. Daí surgiu o nome do futuro município.

Patrimônio edificado[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Costa Marques "A Cidade do Sol", um paraíso Histórico e Ecológico esquecido, excelente para a pesca esportiva». Rede Transamerica RO / Noticias Gerais. 19 de setembro 2014. Consultado em 27 de dezembro de 2017 
  2. a b Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (2017). «Base de dados por municípios das Regiões Geográficas Imediatas e Intermediárias do Brasil». Consultado em 10 de fevereiro de 2018 
  3. Correios. «Busca CEP - Faixas de CEP». Consultado em 11 de outubro de 2019 
  4. a b IBGE (2018). «Panorama oficial». Consultado em 11 de outubro de 2019 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2016». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de outubro de 2019 
  6. «São Sebastião Padroeiro de Costa Marques – RO». 20 de janeiro de 2017. Consultado em 27 de dezembro de 2017. Arquivado do original em 28 de dezembro de 2017 
Ícone de esboço Este artigo sobre municípios de Rondônia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.