Uiramutã

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Uiramutã
  Município do Brasil  
O marco do ponto tríplice das fronteiras do Brasil, Venezuela e Guiana, no Monte Roraima
O marco do ponto tríplice das fronteiras do Brasil, Venezuela e Guiana, no Monte Roraima
Símbolos
Bandeira de Uiramutã
Bandeira
Brasão de armas de Uiramutã
Brasão de armas
Hino
Lema O Brasil começa aqui
Gentílico uiramutense
Localização
Localização de Uiramutã em Roraima
Localização de Uiramutã em Roraima
Mapa de Uiramutã
Coordenadas 4° 35' 45" N 60° 10' 04" O
País Brasil
Unidade federativa Roraima
Região intermediária[1] Boa Vista
Região imediata[1] Pacaraima
Municípios limítrofes Normandia e Pacaraima, Guiana, Venezuela
Distância até a capital 279 km[2]
História
Fundação 1995
Aniversário 17 de Outubro
Administração
Prefeito(a) Manuel da Silva Araujo (PP, 2017 – 2020)
Características geográficas
Área total [3] 8 065,520 km²
População total (IBGE/2017[4]) 9 836 hab.
 • Posição RR: 13º
Densidade 1,2 hab./km²
Clima Tropical de savana (Aw)
Altitude 804 m
Fuso horário Hora do Amazonas (UTC−4)
Indicadores
IDH (PNUD/2010[5]) 0,453 muito baixo
PIB (IBGE/2008[6]) R$ 46 849,680 mil
PIB per capita (IBGE/2008[6]) R$ 6 051,37
Outras informações
Padroeiro(a) São Sebastião

Uiramutã é um município do norte do estado de Roraima, sendo o município mais setentrional do Brasil.

Abrigando grandes reservas indígenas e um Parque Nacional, e submetido à condição de fronteira tríplice com Guiana e Venezuela, Uiramutã sedia o 6º Pelotão Especial de Fronteira do Exército Brasileiro.

História[editar | editar código-fonte]

Criado pela lei nº 098 de 17 de outubro de 1995, com terras desmembradas dos municípios de Normandia, onde se localiza a sede municipal, e da capital do Estado, o município do Uiramutã é o ponto mais setentrional do Brasil. O seu nome designa 'local de espera de aves'. Conta-se que o seu primeiro habitante foi Severino Pereira da Silva, conhecido como Severino Mineiro, que ergueu ali a primeira casa. Paraibano de nascimento, explorou muitos garimpos em Roraima, o que lhe originou o apelido. Em 1911, expulsou a tiros colonos britânicos interessados no ouro. Na luta, perdeu seu filho, Vítor. Era também um sonhador, tocava viola e violão, e fabricava sapatos e roupas para uso da família.

Geografia[editar | editar código-fonte]

A população estimada em 2010 era de 8.375 habitantes e a área é de 8.066 km², o que resulta numa densidade demográfica de 1,04 hab/km². Sua área urbana, a sede de Uiramutã, tem uma população total de 1.138 habitantes. [7] Apesar de ser o segundo menor do estado em números de habitantes, possui em sua sede três bairros sendo eles: Aeroporto, Venezuela e Centro.

Seus limites são a Venezuela a noroeste, a Guiana ao norte, nordeste e leste, Normandia ao sul e Pacaraima a sudoeste. O município inclui em seu território o Monte Caburaí, de 1.456 m de altitude, na fronteira com a Guiana. A +05,2° de latitude, o monte é o ponto mais setentrional do País. O Monte Roraima, também no município, é o ponto tríplice com a Guiana e a Venezuela e o décimo pico mais alto do Brasil, com 2.739 m (altitude máxima da parte brasileira da montanha, medida pelo IBGE; o ponto mais alto da montanha, a 2.810 m, está em território venezuelano). Desde 2006, o município está localizado dentro da reserva indígena Raposa Serra do Sol.

A hidrografia é representada pelos rios: Maú, Cotingo, Canã e Ailã. A cidade possui um clima tropical de savana (Aw, segundo a classificação climática de Köppen-Geiger),[8] podendo se tornar subtropical úmido com inverno seco (Cwa) nas partes mais altas da cidade, como o Monte Roraima, que costuma apresentar temperaturas entre 20 e 22° C.[9][10]

Dados climatológicos para Uiramutã
Mês Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Ano
Temperatura máxima média (°C) 28,9 29,1 29,6 29,5 28,8 28,2 28 28,7 29,9 30,3 29,8 29,2 29,2
Temperatura média (°C) 23,8 24 24,4 24,5 24,3 23,9 23,6 24,1 24,6 24,9 24,6 24,2 24,2
Temperatura mínima média (°C) 18,7 18,9 19,2 19,6 19,9 19,6 19,3 19,5 19,4 19,6 19,5 19,2 19,4
Precipitação (mm) 28 34 40 68 163 176 167 131 49 47 54 41 998
Fonte: Climate-data.org[11]

Economia[editar | editar código-fonte]

Esta região é tradicionalmente rica em ouro e diamante. Apresenta também um grande potencial para a pecuária. Porém, é a beleza natural de que dispõe o município que pode vir a transformá-lo num futuro polo turístico, representando então sua principal vocação econômica.

Mesmo com todos esses benefícios, estatísticas do IBGE revelam que Uiramutã é a cidade que teve a maior queda do IDH no Brasil entre 1991 e 2000: foi de 0,569 para 0,542, uma queda de 4,75%. Além disso, Uiramutã também teve a maior queda no IDH de renda: de 0,551 para 0,423, queda de 23,23%: a maior do Brasil.

Atualmente, o município está na 5365ª colocação na lista do IDH das cidades brasileiras.

Produto Interno Bruto[editar | editar código-fonte]

  • Valor adicionado na agropecuária - R$ 428.000
  • Valor adicionado na indústria - R$ 48.000
  • Valor adicionado no serviço - R$ 18.374.000
  • APU - R$ 16.761.000
  • Impostos - R$ 1.000.000
  • PIB - R$ 46 849,680
  • PIB per capita - R$ 6 051,37

Referências

  1. a b Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (2017). «Base de dados por municípios das Regiões Geográficas Imediatas e Intermediárias do Brasil». Consultado em 10 de fevereiro de 2018 
  2. Google Maps
  3. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  4. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (30 de agosto de 2017). «Estimativas da população residente no Brasil e unidades da federação com data de referência em 1º de julho de 2017» (PDF). Consultado em 30 de março de 2018 
  5. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil» (PDF). Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2010. Consultado em 7 de agosto de 2013 
  6. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  7. «bestatistica/populacao/censo2010/default.shtm Dados com base em levantamentos utilizando os resultados do Censo 2010 do IBGE.»  Acesso em 7 fev 2012.
  8. «Clima Uiramutã: Temperatura, Tempo e Dados climatológicos». Climate Data. Consultado em 20 de outubro de 2020 
  9. Alvares, Clayton Alcarde; Stape, José Luiz; Sentelhas, Paulo Cesar; de Moraes Gonçalves, José Leonardo; Sparovek, Gerd (1 de dezembro de 2013). «Köppen's climate classification map for Brazil». Meteorologische Zeitschrift (6): 711–728. doi:10.1127/0941-2948/2013/0507. Consultado em 7 de setembro de 2020 
  10. «Canaima National Park - Venezuela» (PDF). Protected Areas and World Heritage (em inglês). United Nations Environment Programme - World Conservation Monitoring Centre. Consultado em 30 de julho de 2012 [ligação inativa]
  11. «Clima: Uiramutã». Consultado em 14 de maio de 2020. Cópia arquivada em 15 de maio de 2020 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]